Banner 1

Banner 1

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Academia da Polícia Civil promove curso de formação continuada em Arraias (TO)




Uma cerimônia de abertura realizada nesta segunda-feira, 15, no Campus da Universidade Federal do Tocantins (UFT), em Arraias, marcou o início do curso de formação continuada para policiais civis do Tocantins. 

A capacitação é uma proposta do projeto Academia de Polícia Civil itinerante - a formação continuada como instrumento de construção de uma Polícia Civil cidadã, elaborado pela Academia da Polícia Civil (Acadepol).

Durante o evento, o delegado Marcelo Falcão, diretor da Acadepol apresentou a proposta do projeto Academia de Polícia Civil itinerante, cujo objetivo é promover o aperfeiçoamento intelectual, operacional e psicológico dos policiais civis, refletindo diretamente na melhoria da saúde do Policial. 

Dessa forma, palestras e atendimentos individualizados serão efetuados por profissionais de Psicologia, bem como por Assistente Social da Gerência de Valorização Profissional da Acadepol.

Marcelo Falcão também enfatizou a importância do Fundo para Modernização da Polícia Civil do Tocantins (Fumpol-TO), instituído em 2016, por meio de lei estadual e que prevê a aplicação de recursos nas ações educativas destinadas aos servidores do quadro de pessoal da Polícia Civil. 

Dessa forma, o Funpol destina 20% de sua arrecadação à formação do Policial, para a elaboração e execução de estudos ou projetos que tenham por objetivo o desenvolvimento e o aperfeiçoamento das técnicas operacionais de responsabilidade da Polícia Judiciária.

Ainda de acordo com Marcelo Falcão, em 2016, a academia formou mais de 500 novos policiais. E este ano passará por todas as Regionais do Estado, o que é um fato inédito no Estado: "pela primeira vez na história, a Polícia Civil receberá um curso de abrangência universal, a todos os policiais, de todas as Regionais",explica.

Essa primeira turma terá aulas até o dia 21 deste mês. Os policiais civis da 9ª DRPC participarão de cursos de aperfeiçoamento intelectual e operacional, com duração de 70 horas/aula, onde serão ministradas as seguintes disciplinas: 

Qualidade de Vida e Saúde; Relações Interpessoais e Qualidade no Atendimento; Operações Policiais: armamento e tiro, cumprimento de mandados de alto risco e técnicas de abordagem policial; Investigação e Inteligência e outros.

Além dos alunos, participaram do primeiro dia de aula, os Delegados Marcelo Falcão - Diretor da Acadepol e Ronan Almeida Souza - Titular da 9ª DRPC; o Agente de Polícia  Gilberto Junior - Assessor da Diretoria; o Agente Ludovico Maranhão - Gerente de Administração; a Psicóloga Leni - Gerente de Valorização do Policial Civil; a Assistente Social Célia Pereira da Mata - chefe do núcleo pedagógico; Escrivã Márcia Araújo - Gerente de Ensino; Agente Ariston - Instrutor da Acadepol e Agente Adenilson - chefe do Núcleo Disciplinar.

Fonte: Governo TO

Nenhum comentário:

Postar um comentário