quarta-feira, 31 de maio de 2017

Prefeito Eduardo Terra concede entrevista ao Jornal Vetor e faz resumo dos primeiros meses de sua gestão



Campos Belos: buraqueira sem fim e licitação atrasada



Diversos leitores entraram em contato com o Blog para denunciar a horrorosa situação das ruas e avenidas da cidade de Campos Belos, nordeste de Goiás. 

A buraqueira sem fim tem tirado o sono dos cidadãos, dos donos de veículos e dos motociclistas. 

Muitos têm reclamado da falta de ação e da lerdeza da prefeitura local em tapar os buracos, que tem causado inclusive muitos prejuízos financeiros.  

Durante as chuvas do primeiro trimestre, a Administração chegou a ensaiar uma operação tapa buraco, mas foi muito criticada porque estava sendo feita com terra e areia. 

A prefeitura rebateu, dizendo que não poderia usar manta asfáltica em época de chuva, pois se corria o risco de perder todo o trabalho e o material. 

Ontem a prefeitura divulgou em seu site que o setor de licitações, através do pregoeiro Marllon Brayan, tinha iniciado na sexta-feira, 26, pregão para compra de massa asfáltica, visando início  da segunda etapa da operação tapa-buracos no município.

A pergunta é: porque só agora se revolveu fazer a licitação?   






terça-feira, 30 de maio de 2017

Arraias (TO) recebe Blitz Educativa



Nesta terça-feira (30), a Secretaria Municipal de Saúde, a Ciretran de Arraias e a Primeira Companhia de Polícia Militar de Arraias realizaram um evento conjunto do Movimento maio Amarelo.

O movimento mundial que visa chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes no trânsito em todo o mundo.

Durante o evento, que ocorreu no período matutino na Avenida Hildebrando de Sena, foi feita uma Blitz Educativa com abordagem informativa sobre segurança no trânsito de condutores, passageiros, motociclistas e pedestres e ainda; entrega de panfletos com orientações referentes ao assunto.

Com a mesma inciativa, neste mês de maio foram realizadas várias ações em todo o Estado do Tocantins em prol do movimento.

Segundo a coordenação, a ação ocorrida dia foi positiva, visto que contribuiu para despertar a consciência das pessoas de que utilizando as regras de trânsito evitarão perdas de vidas. 

Considerando que o Brasil figura em 5º lugar entre os países recordistas em mortes no trânsito, seguido da índia, China, EUA e Rússia. Sendo responsáveis por um alto índice de mortes e acidentes no trânsito.


Centésima reunião do CAC em Campos Belos homenageia fundadores da UEG


Por Marconi Moura de Lima,

Marcada por homenagens a ex-diretores, servidores e professores da UEG Campus Campos Belos, a 100ª Sessão do Conselho Acadêmico do Câmpus, CAC, neste município ocorreu no último dia 24.

Após a ordem do dia em que foi aprovada pelos conselheiros a criação da Coordenação de Planejamento, Logística e Relações Institucionais, o presidente do CAC, professor Adelino Machado iniciou os trabalhos da Sessão Solene em que se fez reconhecer o trabalho e a dedicação dos primeiros servidores da Universidade que cravou seus alicerces no nordeste goiano em 1999. 

“Essa é uma Sessão histórica. É a 100ª. E fizemos questão de organizar esse momento, pois é fundamental que a UEG registre em sua memória a importância de seus pioneiros”, destacou Machado ao citar cada um dos agraciados.

Homenageado, Jesiel de Almeida, mais conhecido na região como Dr. Zito, recebeu das mãos do Machado um Certificado de honra ao mérito por ter sido o primeiro Diretor da UEG Campos Belos. 

Sem conseguir esconder as lágrimas, Zito lembrou à plenária os desafios que eram aqueles primeiros momentos em que entregavam em suas mãos a administração de um prédio em construção, todavia, também a responsabilidade de produzir um legado que servisse à sociedade camposbelense e à região como novo paradigma cultural e educacional. 

“Voltar aqui na UEG é emocionante. 

A UEG faz parte da minha história, pois os primeiros passos da UEG foram também os primeiros passos da minha vida como administrador. E demos esses primeiros passos sonhando”, lembra. 

Zito enalteceu o esforço dos funcionários, professores e gestão daquela época. “[Queríamos] fazer a transformação, e superávamos as dificuldades com esforço e vontade. Nós somos lutadores. Nós temos boa vontade”, comentou.

Para o professor Idonizeth Pereira, outro homenageado, estar ali representava a somatória de um tempo em que ele, ainda jovem, foi chamado a lecionar na UEG, e hoje “amadurecido”, em suas palavras, tem a certeza de que seus alunos o fizeram crescer. Pereira, que é formado em Pedagogia pela UNITINS, afirmou que foi surpreendido com o convite para lecionar na Universidade. 

“Quando [passava em frente], eu via o prédio em construção e pensava: ‘vou fazer um curso na área de pedagogia aí’. Acabei vindo como professor”, descontrai.

Foram homenageados ainda o servidor Edmilson Xavier da Silva, primeiro trabalhador da UEG Campos Belos, e o professor Rosolindo Neto de Souza Vila Real, ex-diretor e também o primeiro servidor concursado deste Câmpus.

Vídeo do Dia: O sucesso da ‘Lampions League’



segunda-feira, 29 de maio de 2017

Jovem desenterra irmão e anda de bicicleta pelas ruas de cidade mineira com caixão








Um jovem de 29 anos foi preso na cidade de Prata (MG) na noite deste domingo (28) depois de ir ao Cemitério Municipal, desenterrar o irmão que morreu há quase um ano e andar com o caixão sobre uma bicicleta por vias da cidade.

Um dos responsáveis pela administração do Cemitério Municipal, Bruno Gonçalves, informou que o local é fechado por volta das 18h e o vigilante vai embora, deixando as luzes acesas. 

“Ele pulou o muro e sozinho conseguiu retirar a tampa do túmulo. Há muitas casas nas proximidades e moradores que têm o costume de sentar na calçada, mas ninguém o viu saindo. 

É algo que a gente nunca imagina que aconteceria em Prata, que é uma cidade muito tranquila”, disse.

Um morador que viu o rapaz empurrando a bicicleta fez imagens e o vídeo foi compartilhado pelas redes sociais. A Polícia Militar (PM) foi acionada e abordou o autor no Bairro Jardim Brasil por volta das 19h.

Aos militares, ele disse que sonhou com o irmão pedindo para andar de bicicleta e esperou o cemitério fechar para invadir o local e abrir o túmulo. Depois de retirar o caixão do jazigo, ele iniciou o passeio. 

Apesar do longo período desde o sepultamento, o caixão aparentava estar intacto. Foram constatados que os restos mortais do homem estavam dentro do caixão.

Ainda de acordo com as informações da PM, o jovem parecia estar bastante transtornado e chegou a ser algemado por desacatar as ordens dos militares. Ele disse que só cometeu o ato porque sentia muitas saudades do irmão, sem nenhuma intenção de profaná-lo. 

Testemunhas relataram que desde a morte do irmão o homem vinha apresentando distúrbios psíquicos.

Ele foi preso em flagrante por vilipêndio de cadáver, considerado crime de desrespeito aos mortos e previsto no Código Penal Brasileiro. 

Se condenado, pode pegar de um a três anos de detenção, além do pagamento de multa. O jovem assinou um termo para comparecer à Delegacia de Polícia Civil para prestar esclarecimentos e em seguida foi liberado.

Segundo Gonçalves, após o fato a funerária foi acionada e na mesma noite o caixão foi devolvido ao túmulo. 

Ele explicou que a equipe passou a ser encarregada pelo cemitério recentemente e que jamais imaginaria que algo dessa natureza aconteceria em Prata. 

Diante dos fatos, já estão sendo providenciadas novas medidas para reforço da segurança no local.

ICMBio lança neste sábado “10 picos, 10 travessias”


O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) lança no próximo sábado, 3 de junho, no Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, em Goiás, o projeto “10 picos, 10 travessias”. O evento integra as comemorações dos 10 anos do Instituto, que serão completados em agosto.

O projeto proporcionará, no decorrer deste ano, a realização de dez travessias (trilhas de longo curso) e dez subidas em picos localizados no interior de parques nacionais, com a participação de visitantes, turistas, trilheiros, montanhistas, ambientalistas e a população em geral.

O circuito contempla algumas das mais belas paisagens naturais do País, com roteiros cruzando rios e cachoeiras em meio à fauna e flora nativas, em regiões como a Serra dos Órgãos (RJ), as chapadas dos Veadeiros (GO), Diamantina (BA) e dos Guimarães (MT) e a Floresta da Tijuca (RJ). (Confira abaixo a programação).

Além de marcar o aniversário do Instituto, o projeto “10 picos, 10 trilhas” busca sensibilizar as pessoas sobre a importância das unidades de conservação (UCs) da natureza. 

“Dentre os atrativos dos parques nacionais, as travessias e o montanhismo são os que proporcionam uma maior imersão das pessoas no ambiente natural, uma maior sensibilização sobre o valor das UCs para a conservação da natureza e do ecoturismo como vetor de desenvolvimento econômico regional”, diz o coordenador Geral de Uso Público e Negócios do ICMBio, Pedro Menezes.

Lançamento

No sábado, após o lançamento do projeto, no Centro de Visitantes do parque da Chapada dos Veadeiros, no povoado de São Jorge, a 30 quilômetros de Alto Paraíso (GO) e a 250 quilômetros de Brasília (DF), os participantes iniciarão a Travessia das Sete Quedas, trilha de 23 quilômetros dentro do parque. (Clique aqui para acessar o guia da trilha)

A trilha será feita em dois dias – 17 quilômetros no primeiro e 6 quilômetros no segundo – com pernoite em barracas à beira do rio Preto. Ela corta atrativos naturais da Chapada como o cânion, as corredeiras (Fiandeiras) e as Sete Quedas, conjunto de pequenas cachoeiras em série. 

Tudo isso em meio à fauna, à flora e às belas paisagens do Cerrado bem conservado pelo parque.

Durante a caminhada, o instrutor do curso de trilhas, que será ministrado três dias antes, dará explicações sobre o ecossistema do Cerrado, fauna e flora, formações rochosas, recursos hídricos e sobre sinalização, percurso, conduta responsável, segurança e estruturação de trilhas ecológicas, numa espécie de aula prática de ecoturismo na natureza.

PROGRAMAÇÃO:

Travessias

1 – Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros (GO) – 3 e 4 de junho

2 – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães (MT) – 8 e 9 de julho

3 – Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses (MA) – 17 e 18 de junho

4 – Reserva Extrativista Chico Mendes (AC) – 18, 19, 20 e 21 de agosto

5 – Parque Nacional da Tijuca (RJ) – Data ainda não confirmada

6 – Parque Nacional da Serra dos Órgãos (RJ) – Data ainda não confirmada

7 – Parque Nacional da Serra da Bocaina (RJ/SP) – Data ainda não confirmada

8 – Parque Nacional da Chapada da Diamantina (BA) – 16 e 17 de setembro

9 – Parque Nacional do Itatiaia (RJ) – Data ainda não confirmada

10 – Parque Nacional da Serra do Cipó (MG) – Data ainda não confirmada

Picos

1 – Nacional da Serra dos Órgãos (RJ) – Já ocorreu

2 – Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros (GO) – 3 e 4 de junho

3 – Parque Nacional do Itatiaia (RJ) – 3 e 4 de junho

4 – Parque Nacional do Caparaó (MG/ES) – 24 e 25 de junho

5 – Parque Nacional São Joaquim (SC) – 6 de julho

6 – Parque Nacional Chapada dos Guimarães (MT) – 8 e 9 de julho

7 – Parque Nacional do Pico da Neblina (AM) – 12 a 27 de julho

8 – Parque Nacional da Tijuca (RJ) – Data ainda não confirmada

9 – Parque Nacional da Serra da Bocaina (RJ/SP) – Data ainda não confirmada

10 – Parque Nacional Fernando de Noronha (PE) – Data ainda não confirmada

Serviço:

Para participar do lançamento do projeto e/ou agendar os passeios, entre em contato com (61) 2028-9449/50 ou e-mail parcerias.cgeup@icmbio.gov.br

Prefeito de Divinópolis de Goiás se mantém no cargo


A Corte do Tribunal Regional Eleitoral de Goiás (TRE-GO), no último dia 22 de maio recebeu embargos de declaração para adiar a execução do julgamento que determinou a cassação do prefeito de Divinópolis de Goiás e a realização de novas eleições no município.

O pedido foi apresentado por Alex Santa Cruz e Jofre Cirineu, que tiveram o diploma de prefeito e vice-prefeito de Divinópolis, respectivamente, cassados pela Corte Tribunal Regional Eleitoral de Goiás.

A corte do TRE deve julgar os provimentos dos embargos em breve. Enquanto isso não acontece, Alex Santa Cruz se mantém no cargo de prefeito, assim como seu vice, Jofre Cirineu.

A liminar favorável ao prefeito Alex Santa Cruz em dezembro de 2016 se estende agora até o julgamento dos embargos de Declaração.

Embargos de Declaração são para questionar erros na decisão, omissão, obscuridade ou contradição.

Fonte: Antônio Carlos 

Estado Laico? procurador ameaça com processo pais de alunos que não assistirem sua palestra

 





Pais de estudantes matriculados em uma escola municipal de Dourados receberam carta para acompanharem palestra de um representante do Ministério Público de Mato Grosso do Sul sobre educação, sob pena de multa de até R$ 18,7 mil e processo por crime de abandono intelectual de menores de idade. A convocação diz que fica autorizada a falta no trabalho e usa os nomes do MP-MS, do governo do estado, da prefeitura e da Câmara Municipal.

O evento foi promovido nesta quinta-feira (25/5), no estádio municipal de Dourados, pelo procurador de Justiça Sérgio Fernando Harfouche, como revela reportagem do portal Justificando.

Ele criticou propostas de introduzir a chamada “política de ideologia de gênero” nas escolas e pediu que os participantes ensinassem seus filhos “que há um Deus soberano sobre todas as coisas”. Também declarou que “Jesus Cristo é o Senhor Dourados” e “vai governar Dourados como príncipe da paz. Amém”.

Harfouche reconheceu que o estado é laico, mas afirmou que a própria legislação brasileira o autoriza a falar de Deus, pois o Estatuto da Criança e do Adolescente garante a todo jovem oportunidades de desenvolvimento espiritual, assim como físico, mental, moral e social. 

Ele ainda questionou a multidão se poderia citar Deus. Diante de resposta positiva da maioria, declarou: “Esta assembleia autorizou o procurador a falar em Deus, para ninguém me processar depois”.

Sobre o debate de gênero na escola, o procurador disse que esse é assunto para dentro de casa. 

“Eu ponho filho na escola para fazer ler, escrever, fazer conta e pensar. Não é para discutir a identidade dele não. 

Eu estou falando de identidade de gênero é se meter na identidade do filho. Quantos repudiam identidade de gênero na escola, digam ‘Sim’! [esticando as mãos para o alto]”, exclamou.

O palestrante defendeu ainda o Projeto de Lei 3.136/2015, em andamento na Câmara dos Deputados, que busca obrigar escolas de todo o país a aplicarem atividades com fins educativos como penalidade posterior à advertência verbal ou escrita — inclusive práticas extracurriculares e de proteção ambiental.

Segundo o procurador de Justiça, a participação dos pais atendia ao artigo 129 e 249 do ECA, sobre deveres inerentes ao poder familiar. 

Quem faltasse sem explicar à escola ficaria sujeito a multa de 3 a 20 salários mínimos e poderia ainda responder a processo por crime de abandono intelectual, fixado no artigo 246 do Código Penal.

O Ministério Público de Mato Grosso do Sul diz que não teve envolvimento, pois a iniciativa foi unicamente do procurador. 

Harfouche disse ao Justificando que o evento foi do MP-MS, com apoio de diversas promotorias da Infância e Juventude.

Fonte: Consultor Jurídico 

Damianópolis (GO): Juiz bloqueia bens de servidor e mais dois suspeitos de usar caminhão da prefeitura para levar cerveja para pescaria



O juiz Pedro Henrique Dias determinou na sexta-feira (28) o bloqueio de bens do controlador interno de Damianópolis, Júlio Gomes Barbosa Netto, do ex-vereador e motorista Zeferino Correia Paes, e do empresário Edmar Passos Sena pela suspeita de usar um caminhão da prefeitura para transportar caixas de cerveja para uma pescaria. 

O valor bloqueado é de R$ 101.666,66 para cada um.

A imprensa tenta contato com os acusados e com a Prefeitura de Damianópolis, mas as ligações não foram atendidas.

O magistrado defende que a indisponibilidade dos bens é necessária para garantir o ressarcimento aos cofres públicos, caso as práticas sejam comprovadas. 

Na decisão, ele destaca que grande parte da população de Damianópolis “não tem acesso aos serviços públicos essenciais. Razão pela qual urge que o dinheiro público seja utilizado de maneira responsável ”.

Ação

De acordo com a denúncia do Ministério Público de Goiás (MP-GO), a pescaria ocorreu entre 7 e 13 de maio, no Rio Araguaia. 

Autor da ação, o promotor de Justiça Douglas Chegury afirma que um dia antes do início da excursão, o empresário entrou em contato com o ex-vereador, que estava em Goiânia com um caminhão do município.

Na ocasião, Sena pediu a Paes que transportasse as 110 caixas de bebida que havia adquirido em Goiânia até Abadiânia, cidade do Entorno do Distrito Federal onde a comitiva o encontraria.

Conforme o combinado, Paes levou a bebida para o grupo. Segundo o MP-GO, integrantes da excursão tiraram fotos do momento da entrega da cerveja e ainda publicaram em redes sociais.

“Por isso, foi possível identificar o caminhão utilizado como sendo de propriedade do município”, explicou o promotor.

Chegury apurou que um dos participantes indagou ao controlador interno de Damianópolis se não haveria problema por terem utilizado para o transporte o caminhão do município. Segundo o processo, Netto respondeu que “não tinha nada a ver, que não dava nada”.

O promotor ressalta que investiga o motivo de o ex-vereador estar com um veículo da prefeitura em Goiânia, pois ele não é motorista do município e apenas loca um caminhão-pipa para administração. 

O mandato de Paes foi entre 2009 e 2012, pelo PDT.

A promotoria pede que os acusados sejam condenados por improbidade administrativa, pois causaram “ dano ao patrimônio público municipal, enriquecimento ilícito e violação expressa a princípios constitucionais”.

“O ato deles foi altamente reprovável, totalmente ilegal, imoral. É uma demonstração de que as pessoas confundem o público com o privado. Vamos combater veementemente este tipo de postura. 

Não justifica usar algo do povo para atender a pescaria de empresários. Deveria estar atendendo pessoas humildes”, destacou Chegury.

Caso o magistrado acate os pedidos do MP-GO, o trio pode ter suspensos os direitos políticos, a perda do cargo público, a proibição de contratar com a administração, além de multa civil.

Veja a matéria na TV Anhanguera 

MPE recomenda providências imediatas no Hospital Regional de Arraias


O Ministério Público do Estado do Tocantins (MPE/TO), por meio da Promotoria de Justiça de Arraias, expediu nesta sexta-feira, 26, recomendação administrativa ao Secretário Estadual de Saúde, Marcos Muzafir, e ao Diretor do Hospital Regional de Arraias, Pedro de Abreu Júnior, para que promovam, imediatamente, melhorias na prestação dos serviços no Hospital Regional de Arraias.

A recomendação é baseada no inquérito civil instaurado para averiguar a suposta ausência de ações e serviços adequados e eficientes pela referida unidade de saúde. 

A denúncia dava conta de que o Hospital apresentava irregularidades nas condições de organização, gestão da infraestrutura e gestão tecnológica que colocavam em risco a saúde dos pacientes e usuários.

Diante do que foi detectado em vistoria, o Promotor de Justiça João Neumann Marinho da Nóbrega solicita aos gestores que promovam, em até cinco dias, a adoção de medidas com o objetivo de controlar vetores e pragas urbanas como o mosquito “Aedes aegypti”, transmissor da dengue, febre chikungunya e do vírus da zika. 

Para tanto, deverão ser realizados serviços de dedetização e limpeza do mato e dos resíduos sólidos localizados nas áreas externas da Unidade de saúde.

Também deverão ser adotadas medidas administrativas necessárias e eficazes para fornecimento de refeições aos pacientes e profissionais, garantindo qualidade nutricional dos alimentos e segurança alimentar. 

Quanto às instalações físicas, devem ser mantidas em boas condições de conservação, segurança, organização, conforto e limpeza.

Ficou estipulado na recomendação, o prazo de 30 dias para instalação de telas de proteção contra insetos nas janelas da unidade, além de portas externas para garantir a segurança de pacientes, usuários e servidores. 

Nesse mesmo prazo, também deverão ser instalados condicionadores de ar em todos os quartos e salas de internação dos pacientes.

Os requeridos deverão encaminhar resposta informando a adoção de medidas para o cumprimento do teor da recomendação no prazo máximo de cinco dias, sob pena da adoção de providências judiciais e extrajudiciais.

Lava Jato em perigo iminente: Temer coloca Torquato no lugar de Serraglio na Justiça


O presidente Michel Temer decidiu transferir Torquato Jardim para o Ministério da Justiça. Ele entra no lugar de Osmar Serraglio.

“O presidente da República decidiu, na tarde de hoje, nomear para o Ministério da Justiça e Segurança Pública o professor Torquato Jardim. 

Ao anunciar o nome do novo ministro, o presidente Michel Temer agradece o empenho e o trabalho realizado pelo deputado Osmar Serraglio à frente do ministério, com cuja colaboração tenciona contar a partir de agora em outras atividades em favor do Brasil”, diz nota enviada pelo Planalto.

Inicialmente, havia a expectativa de que Serraglio reassumisse seu mandato de deputado na Câmara. 

O nome dele havia sido citado nas investigações da Operação Carne Fraca, que investiga um esquema de corrupção envolvendo fiscais e frigoríficos. Uma das fiscais presas na operação se refere a Serraglio como “o velhinho que está conosco”

Mas o Planalto informou mais tarde que Serraglio vai assumir a vaga de Jardim na CGU. Com isso, fica preservado o foro privilegiado do deputado Rodrigo Rocha Loures, gravado recebendo uma mala de dinheiro da JBS. Rocha Loures é suplente de Serraglio.

É mais uma tentativa de tentar "estancar a sangria" contra a Lava-Jato, a maior operação contra a corrupção sistêmica do país.

Os ataques estão vindo de todos os lados. Do Governo Temer, que foi pego com a mão da boca da botija. 

Do Congresso Nacional, que praticamente não tem um único o nome sem ser citado com as falcatruas; do Poder Judiciário, com muitos integrantes tentando dar um jeito; e de turmas de advogados tentando melar as investigações.

Nem vou citar os movimentos de esquerda e de direita, que têm feito de tudo para também frear o combate à corrupção. 

Com a Força Tarefa, hoje, somente as pessoas de bem. O futuro é nebuloso e o país sangra.  

Campos Belos sem legista no IML


Maio já está chegando no fim e a cidade de Campos Belos vai entrar mais um mês sem médico legista no Instituto de Medicina Legal (IML) da cidade. 

Corpos estão sendo enviados a Formosa, município distante cerca de 350 km.

Desde fevereiro, o contrato temporário com médicos da cidade terminou e não foi renovado. 

Um concurso público está em andamento e também não é certeza de que os legistas serão designados para o órgão da cidade. 

A prefeitura de Campos Belos e os vereadores da cidade fazem de conta que o problema não é deles, mas do governo estadual e dão de ombros para a comunidade. 

Há cerca de um mês publicamos o caso aqui no Blog. Segundo uma fonte, apenas a vice-prefeita, Brena Santos, procurou o IML para tentar encontrar uma solução, após a publicação. 

Na Câmara de Vereadores, nada. Na prefeitura, silêncio absoluto. 

Os representantes do Poder Público estão dando uma de que "esse problema não é meu". 

Enquanto isso, as pessoas têm sofrido duplamente quando se perde um ente querido. 

A pergunta é: até quando os representantes públicos do município ficaram inertes, como se vivessem numa bolha?

Tenho que é muita falta de senso público e de iniciativa mesmo. É impressionante a passividade!

Justiça determina que médicos legistas em Goiás cumpram jornada de trabalho de quatro horas diárias


A Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária do Estado de Goiás deverá voltar a cobrar jornada de trabalho de 4 horas diárias dos médicos legistas, do quadro de pessoal da Superintendência de Polícia Técnico-Científica do Estado de Goiás. 

Ela havia sido modificada para 8 horas, com a manutenção da remuneração prevista em lei para o cargo, com base no Despacho nº 0106/2017/SSP. Em caso de descumprimento da liminar, será aplicada multa diária no valor de R$ 1 mil.

A decisão é do juiz Reinaldo Alves Ferreira, da 1ª Vara da Fazenda Pública Estadual de Goiânia. 

De acordo com o processo, a Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária do Estado de Goiás determinou, por meio do despacho nº 0106/2017/SSP, a majoração da jornada de trabalho dos médicos legistas da Superintendência de Polícia Técnica-Científica, sob o fundamento de que estaria observando recomendação do Ministério Público.

Diante disso, a Associação dos Peritos em Criminalística de Goiás (ASPEC-GO) moveu ação judicial, sob o argumento de que a alteração da carga horária dos médicos legistas ocorreu de forma ilegal, por meio de simples despacho administrativo, sem qualquer respaldo legal, o que produziu efeitos negativos nos subsídios a serem pagos aos médicos legistas, por ter ocorrido aumento de carga horária sem reflexos positivos na remuneração.

Ressaltou, ainda, que os editais dos concursos anteriores previam carga horária de 20 horas semanais, à exceção do concurso realizado em 2014. 

Além disso, apontou que a ampliação da carga horária está em total descompasso com o artigo 54, da Lei nº 10.460/88, além de implicar em injurídica redução salarial. 

Para o magistrado, os fatos alegados pela ASPEC-GO são relevantes ou razoáveis, uma vez que a administração aumentou a carga horária dos médicos legistas sem a devida contraprestação ao princípio constitucional da irredutibilidade vencimental.

“A carga horária dos médicos legistas só poderá ser alterada em caráter excepcional, desde que seja duplicado o respectivo vencimento, conforme prevê o artigo 54, da Lei nº 10.460/88”, afirmou o juiz. 

De acordo com ele, a alteração da carga horária sem qualquer reflexo no vencimento deixa transparecer grave e intolerável malferimento ao princípio constitucional da irredutibilidade consubstanciada no artigo 37,  da Lex Fundamentalis.

Salientou que a não concessão da medida antecipatória requerida poderá causar danos de difícil reparação aos médicos legistas, representados pela Associação dos Peritos em Criminalística de Goiás (ASPEC-GO). 

Diante disso, o magistrado deferiu a medida liminar que permite aos médicos o cumprimento de jornada de trabalho de 20 horas semanais até o final do mérito, sob pena de multa diária no valor de R$ 1 mil.

Drogas: uma luz no fim do túnel para famílias e prefeituras de Goiás




Com foco principal na prevenção, o Grupo Executivo de Enfrentamento às Drogas de Goiás (Geed) já atendeu 3.382 pessoas desde maio de 2014. 

A iniciativa surgiu em 2013, com a proposta do governo de Goiás de construir políticas contra as drogas e desenvolver as ações que já existiam.

Atualmente, o Geed encaminha usuários de drogas, que se apresentam espontaneamente, para quase 700 vagas em instituições terapêuticas em todo o Estado. 

O grupo trabalha em diversos eixos, levando informação para crianças e adolescentes e também no cuidado com as famílias de usuários que passam por tratamento. 

Pessoas que precisam de ajuda podem conseguir orientação pelo Disque Recomeço 0880 649 0145.

O trabalho também é realizado na repressão, por meio de denúncias anônimas. No eixo de cuidados, a pessoa que se apresenta no Centro de Avaliação Terapêutica Álcool e Outras Droga (Ceat), localizado no Setor Sul, passa por uma triagem com psicólogos e assistentes sociais. 

“Se ele precisar, é encaminhado para o processo de desintoxicação, realizado em instituições da rede municipal e parcerias. Com a experiência, percebemos a necessidade de fazer análise profunda de cada caso que chega até nós por meio de uma equipe multidisciplinar”, explica a diretora-geral do Geed, Ivânia Fernandes.

O Ceat também é porta de entrada para o Centro de Referência e Excelência em Dependência Química (Credeq – Prof. Jamil Issy). Porém, Ivânia explica que a instituição tem atendido mais a demanda vinda de outros municípios. “Isso deve mudar com a inauguração das novas unidades”, explica a diretora.

Ações

Ivânia destaca que os projetos de prevenção são o carro-chefe do Geed, por mostrar à sociedade a importância de cuidar das pessoas que estão ao redor. 

Por meio do Projeto Farol, por exemplo, diretores, coordenadores e equipe multidisciplinar de escolas de Anápolis foram capacitados a identificar crianças e adolescentes que têm predisposição a ser um usuário de drogas.

“Percebemos esta característica em determinados alunos hiperativos, que são tratados com remédios tarja preta. Pode ser que, no futuro, ao deixar de usar essa medicação, essa pessoa passe a usar algum entorpecente, pois tornou-se dependente do remédio”, explica a diretora.

O Geed também tem outros projetos de prevenção, como o Anjos Urbanos, que leva seminários e palestras a diversas cidades, com o apoio das prefeituras e de igrejas. 

Outra ação é o Projeto Vencer, que identificou os 15 bairros de Goiânia com maior índice de violência. Foram selecionados 23 colégios destas regiões, que recebem diversas atividade de conscientização sobre os problemas que o uso de drogas pode trazer. Na primeira fase do projeto, 14 escolas foram atendidas.

O Vencer Empreender também é um importante projeto, que visa mostrar aos adolescentes que, mesmo com pouca idade, é possível começar o próprio negócio. O projeto é realizado em parceria com o Sebrae e o Banco do Povo. 

No dia 30 de março, uma edição foi realizada no Palácio das Esmeraldas, onde 246 alunos de escolas públicas assistiram a depoimentos de jovens que conseguiram montar o próprio negócio. Entre eles, está o de uma adolescente de 16 anos que ganha R$ 20 mil por mês vendendo bolo no pote. O objetivo é levar os projetos também a outros municípios.

Municípios

Para ampliar as políticas de enfrentamento às drogas, o Geed incentiva os municípios a criarem os conselhos municipais de Políticas Sobre Drogas. “Nós exigimos dos prefeitos que tenha um espaço físico disponível e uma equipe.

Com isso preparado, iniciamos a capacitação das pessoas que estão envolvidas. É preciso partir dos municípios, não aceitamos que o órgão seja criado e não trabalhe de verdade”, afirma a diretora.

De acordo com Ivânia, o Conselho Estadual de Políticas Sobre Drogas fiscaliza constantemente os conselhos municipais e as instituições terapêuticas, para garantir que o trabalho seja realizado segundo as diretrizes.

“A política sobre droga é uma evolução. À medida que trabalhamos, percebemos a necessidade de novas abordagens”, afirma Ivânia.

Desde sua criação, o Ceat realizou mais de 10 mil orientações a usuários de drogas e suas famílias. A maior parte das pessoas que procuram atendimento são homens solteiros; 40% são de Goiânia e 28% estavam em situação de rua.

Com informações do Mais Goiás

sábado, 27 de maio de 2017

Pego no grampo: Aécio dá bronca em Perrella por declaração "escrota"

V

PM prende em Formosa suspeitos de envolvimento em roubos a bancos e a carro-forte


A Polícia Militar de Goiás apresentou nesta sexta-feira (26) o resultado de uma operação deflagrada para prender os autores de um roubo de carro-forte ocorrido em Unaí (MG). 

O crime aconteceu na última segunda-feira (22) e foi perpetrado por homens utilizando armamento com alto poder de destruição.

Após o compartilhamento de informações entre Serviço de Inteligência da PMGO, Polícia Federal e Força Tarefa da Secretaria de Segurança Pública da Bahia, foi identificado o paradeiro dos suspeitos. 

Com base nas informações obtidas, equipes da Polícia Militar, Bope e CPT/16° BPM de Formosa (GO) abordaram três indivíduos em um Estabelecimento Comercial às margens da BR-060 em Alexânia (GO).

Os detidos são Ricardo Silva Torres, de 35 anos, foragido do Piauí com diversas passagens por roubo a banco; Leandro Henrique da Silva, de 36 anos, atual líder da organização; e Boaventura Medrado de Souza, de 46 anos, com passagens por roubo e tráfico de drogas em Pernambuco. 

O grupo participou de diversos roubos ao longo dos últimos meses, incluindo assaltos a bancos em Minas Gerais e na Bahia, em ações do Novo Cangaço, e também a uma mineradora no Estado nordestino. Nas ações, um policial e um vigilante foram assassinados.

Após a prisão dos suspeitos, os policiais foram informados de que o material utilizado nos crimes pelos assaltantes estaria enterrado em uma propriedade rural em Formosa (GO). 

No ponto indicado, foram encontrados fuzis de vários calibres, 62 bananas de dinamite, cerca de 1.500 munições de diversos calibres, 23 carregadores de armas, sete coletes antibalísticos e R$ 426.024,00 em espécie. 

Veículos que estavam de posse dos suspeitos também foram apreendidos.

Fonte: Mais Goiás

Ônibus pega fogo em Campos Belos e assusta moradores, que reclamam da ausência do Estado



Mais uma vez os moradores de Campos Belos ficaram tensos e em apuros com um incêndio, que destruiu um ônibus velho, no setor Buritis. 

Novamente, ficou patente que a falta de uma organização militar do Corpo de Bombeiros na cidade faz muita falta e pode ser o fiel da balança entre um grave acidente e uma tragédia anunciada.

O ônibus ficava estacionado em um lote, próximo à igreja do Divino Espírito Santo. Era quase meia noite da quarta-feira, quando o veículo pegou fogo. 

Não se sabe as causas e foram os vizinhos que se juntaram, e,  com muito custo, conseguiram  apagar o fogo.

"O risco de pegar fogo em nossas casas foi muito grande. O vídeo é pequeno, pois em meio ao desespero, não lembramos de gravar mais. Foi tenso". 

V Feira do Empreendedor vai ocorrer no dia 9 de junho


Vereadores pedem ao governador Marcelo Miranda mais atenção para a região sudeste do Tocantins



O vereador Dione do Pastel protocolou, juntamente com vereadores da região sudeste do Tocantins, melhorias para o município de Combinado e da região sudeste.

Em Palmas, foi solicitado ao governador Marcelo Miranda o asfaltamento da rodovia que liga Combinado a Arraias, a rodovia TO-296.

O parlamentar pediu também aberturas de poços artesianos nos municípios de Arraias e Combinado, para se sanar as dificuldades dos proprietários rurais, principalmente no período de estiagem, além de profissionais qualificados e equipamentos no Hospital Municipal de Arraias.

Dione do Pastel também levou ao governador as preocupações com a questão dos lixões, nas diversas cidades da região. 

Escola Augusta Vaz, em Combinado (TO), faz o projeto "Trânsito Jovem: Maio Amarelo"



Por Emerson Miranda, 

No  último dia 20 maio, a Escola Estadual Augusta Vaz dos Santos Teixeira, sediada em Combinado (TO), em parceria com o DETRAN, Polícia Militar e com a Secretaria Municipal de Saúde, realizou a abertura do projeto ¨Trânsito Jovem¨: Maio Amarelo. 

O evento começou às 8h, quando a diretora da escola, Clara Pereira, saudou e agradeceu aos alunos, professores, servidores e convidados. 

Ela ressaltou a importância do projeto, tanto no cotidiano da sociedade, quando na rotina dos educandos. 

Logo após, a palestrante Valdiane Vieira, servidora do DETRAN, apresentou o tema ¨Maio Amarelo": todos unidos por um trânsito mais seguro. 

Depois, Selma Regina, por meio de slides e um vídeo - pateta no trânsito - abordou sobre o papel do projeto transito jovem, que em parceria com a escola, orienta a sociedade rumou a um trânsito mais seguro.

Já o sargento Esdra Evangelista, da Polícia Militar, esclareceu o papel da PM em termos de fiscalização e coerção no trânsito. 

Na oportunidade, o militar destacou o aumento de ocorrências com motoristas sem autorização legal para dirigir e a frequência de menores trafegando como motos. 

A Secretaria Municipal de Saúde, representada pela enfermeira Josyane Ribeiro, ministrou o tema ¨Álcool e primeiros socorros", que alertou sobre os efeitos danosos que o vício alcoólico pode acarretar ao usuário e também à família. 

Ela relembrou que o efeito do álcool no trânsito tem sido motivo de graves acidentes e muitas mortes. 

Dados do DETRAN informam que os acidentes no transito estão aumentando por várias razões, dentre elas o desrespeito e a falta de bom senso entre motoristas e pedestres. 

Como agir perante um acidente de trânsito? 

Foi a pergunta que a secretaria Municipal de Saúde levou aos alunos. 

A resposta veio por meio de um teatro, que  sinalizou os passos necessários para se intervir em um acidente de transito com moto. 

Ao final das apresentações e palestras, foram realizados um bingo e um almoço de confraternização.




sexta-feira, 26 de maio de 2017

Anitta e o climão de fim de semana chegando



Magno Malta: os irmãos metralhas da JBS



MP-GO expede portaria conjunta com TJ sobre remição pela leitura em Alto Paraíso/GO


O Ministério Público e o Tribunal de Justiça de Goiás expediram a Portaria Conjunta n°1/2017 que regula a remição pelo estudo, em especial decorrente da leitura, no âmbito das execuções penais em trâmite na comarca de Alto Paraíso de Goiás.

O documento, assinado pela promotora de Justiça Josiane Corrêa Pires Negretto e a juíza Ana Tereza da Silva, foi elaborado em atenção à Recomendação n° 44/2013 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que recomenda o estímulo da remição pela leitura como forma de atividade complementar, em especial para os apenados aos quais não sejam assegurados os direitos ao trabalho, educação e qualificação profissional.

A portaria instituiu, portanto, o Projeto Remição pela Leitura na unidade prisional local, em colaboração com as Secretarias de Educação de Alto Paraíso de Goiás e São João d'Aliança, como meio de viabilizar a remição da pena pelo estudo, previstas na Lei n° 12.433/2011, além de dar oportunidade aos presos custodiados e alfabetizados o direito ao conhecimento, à educação, à cultura e ao desenvolvimento da capacidade crítica, por meio da leitura e da produção de relatórios de leituras e resenhas.

De acordo com a portaria, a participação do interno no projeto será voluntária, mediante inscrição na direção da unidade, sendo que aqueles que estiverem incluídos no projeto deverão fazer a leitura de uma obra literária e elaborar, de forma manuscrita, um relatório de leitura ou resenha, o que, em caso de homologação pela Comissão de Leitura, irá permitir uma remição de quatro dias de pena.

Para isso, o interno poderá escolher somente uma obra literária entre os títulos selecionados para leitura e relatório, a cada 30 dias. Serão admitidos também resenha ou resumos de estudos bíblicos, sendo cada livro da Bíblia referente a uma obra literária.

O relatório deverá conter uma exposição concisa e reduzida do enredo da obra, com destaque aos principais personagens, no caso de presos alfabetizados de ensino fundamental. Já os presos de ensino médio e superior deverão fazer um resumo do livro e sua apreciação crítica. A correção das atividades será feita por profissional indicado pela secretarias participantes do projeto.

A portaria informa também que os presos serão cientificados da configuração de crime por eventualmente atestar com falsidade um pedido de remição de pena. A remição pela leitura poderá ser cumulada com a remissão pelo trabalho, conforme prevê a lei.

Fonte: TJGO

Bandidagem: gato arremessado durante protesto na Esplanada pode perder a pata




Uma cena cruel durante a "manifestação" dessa quarta-feira (24/5) na Esplanada dos Ministérios chocou quem estava perto. 

Um gato foi arremessado durante o protesto que terminou em confusão. Com a violência, o bichinho fraturou a pata dianteira.

Perplexa com a situação, a jornalista Carla Benevides pegou o animal e o levou com ela.  

O gatinho foi encaminhado a uma clínica no Lago Norte e corre o risco de ter a pata direita amputada. 

Segundo a jornalista, ela estava acompanhando a manifestação em frente ao Ministério da Justiça quando um rapaz entregou o animal afirmando que ele foi arremessado por cerca de 10 metros.

“Eu adoro bicho, o peguei na hora, mas não sabia o que fazer porque estava trabalhando. 

Vi que estava muito assustado. Fiquei com pena porque ele miava muito, dava para ver que estava com dor”, afirmou a jornalista.

Segundo o veterinário, o gatinho rompeu os tendões, ligamentos e a pata estava solta. 

No momento, ele está internado e terá que tomar anti-inflamatório por dois dias. 

De acordo com a jornalista Sabrina Mancio, que levou o animal para a clínica, o remédio serve para o médico ver como ele reage antes de decidir pela amputação.

Uma corrente se formou para ajudar o gatinho. A servidora pública Aedê Cadaxa ficou responsável pela divulgação do caso na internet. 

Ela contou ao Metrópoles que, após a publicação da história no Facebook, muitos se ofereceram para cuidar do animal. Ela planeja criar uma campanha para arrecadar dinheiro e pagar os serviços da clínica veterinária.

Conforme a servidora, a Secretaria de Estado do Meio Ambiente está procurando o responsável para aplicar as devidas punições.

Fonte: Metrópole

quinta-feira, 25 de maio de 2017

Faroeste Caboclo da política: um vídeo para você ficar sabendo das malandragens



Vice-prefeita de Campos Belos diz que ela foi quem pediu o material esportivo e que os vereadores e a prefeitura sabiam sobre sua guarda


"Bom dia Dinomar, 

Este material esportivo veio de um ofício que fiz ao Deputado Helio de Sousa, solicitando o mesmo para o nosso município.

No qual, no dia 11 de Janeiro, recebi este documento que você postou para fazer a retirada na AGEL.

Só eu que poderia retirar, por ter recebido da Assessora Parlamentar do Helio de Sousa, a Maisa Cipriano. 

E a minha solicitação foi feita para o meu município. 

Comuniquei o fato aos parlamentares, na sessão itinerante do Pouso Alto, no mês de março, que havíamos recebido o material da AGEL e que o mesmo seria doado posteriormente. 

Como todas as outras coisas que solicito para a minha Campos Belos! Segue em anexo o meu ofício solicitando o material."

Brena Barbosa Santos
vice-prefeita

Força tarefa faz plano de ação para localidades desprovidas de serviços de saúde no Nordeste Goiano


A Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) realiza uma força-tarefa em Cavalcante, a 557 quilômetros de Goiânia, com o propósito de desenvolver um plano de ação voltado à prevenção, detecção, notificação e tratamento das doenças negligenciadas. 

O evento, Encontro de Gestores e Técnicos da Região Nordeste 1, acontece nos dias 24 e 25 de maio, com a participação de profissionais de saúde e representantes de diversas entidades e instituições localizadas que atuam direta e indiretamente com a saúde nos municípios de Campos Belos, Cavalcante, Divinópolis, Monte Alegre e Teresina de Goiás, que compõem a região.

São consideradas doenças negligenciadas aquelas que afetam as populações pobres, que residem em localidades desprovidas de serviços de saúde. São, na maioria das vezes, doenças milenares ou seculares, que persistem em função dos poucos investimentos dos setores público e privado. 

O plano de ação a ser traçado em Cavalcante terá como foco a hanseníase, doença de Chagas, leishmanioses, tracoma e tuberculose.

O Encontro de Gestores e Técnicos da Região Nordeste 1 é coordenado pela Superintendência de Vigilância em Saúde (Suvisa), com o apoio da Regional de Saúde Nordeste 1. 

A gerente de Vigilância Epidemiológica da Suvisa, Magna Maria de Carvalho, destaca que na região há casos de hanseníase, suspeitas de um caso de doença de Chagas aguda em uma gestante e subnotificação de leishmaniose.

Em função destes e de outros agravos, a equipe da SES-GO debaterá com os participantes uma forma sistemática de realizar acompanhamentos e diagnóstico das doenças. 

Na programação do evento consta uma exposição sobre panorama atual das principais doenças negligenciadas na Região Nordeste do Estado de Goiás, a ser feita pela superintendente da Suvisa, Maria Cecília Martins Brito. 

Serão discutidos aspectos epidemiológicos, sociais e econômicos (leishmaniose visceral, leishmaniose tegumentar, doença de Chagas, tracoma, tuberculose e hanseníase), a cargo dos técnicos da Suvisa.

O evento ainda inclui uma oficina sobre a proposta de elaboração do Plano de Ação e uma de uma plenária para aprovação do documento final. 

Os profissionais de saúde da Suvisa e da Regional de Saúde Nordeste 1 também farão atividades de apoio institucional voltada à capacitação dos técnicos em leishmaniose, laboratório em saúde pública, visita aos Núcleos de Vigilância Epidemiológica para monitoramento da hanseníase e tuberculose, orientações sobre o Sistema de Informação de Agravos e notificação e educação em saúde. 

Além disso, vão se reunir com representantes da Comunidade Kalunga, que residem em Cavalcante, Monte Alegre e Teresina de Goiás.

fonte: Governo de Goiás