Banner 1

Banner 1

quarta-feira, 29 de março de 2017

Cirurgião pediátrico Zacharias Calil disse estar abalado com a morte das gêmeas siamesas de Campos Belos


As bebês gêmeas siamesas Sara e Sofia Vitória Alves dos Santos, de Campos Belos de Goiás, morreram na madrugada entre domingo (26) e segunda-feira (27) de causas ainda desconhecidas. 

As crianças tinham cinco meses e estavam prestes a ir para Goiânia para iniciar os preparativos para a cirurgia de separação.

O cirurgião pediátrico Zacharias Calil, especialista em casos de siameses, acompanhou o caso das gêmeas desde o início. Ele diz que soube da morte das meninas pela mãe, Nayara Soares dos Santos, que ligou para ele nesta segunda-feira. 

Antes disso, ela já havia telefonado para falar sobre a piora no estado de saúde das filhas.

“Ela me ligou no sábado dizendo que elas estavam com febre alta e cansadas. Eu pedi para que viessem para Goiânia, porque casos assim se olha aqui”, conta o médico. Apesar disso, as meninas não tiveram tempo suficiente para fazer a viagem.

Conforme o cirurgião, Nayara relatou que, ainda no domingo, procurou o Hospital Municipal de Campos Belos e que, mesmo com febre alta, elas foram liberadas após receberem a receita de alguns medicamentos. Pouco tempo depois, porém, elas faleceram em casa.

Calil afirma que a família já tinha viagem marcada para Goiânia para esta terça-feira (28). “Os cirurgiões plásticos iriam colocar os expansores. Depois de uns dois meses faríamos a cirurgia”, lamenta.

O médico revelou ter se abalado com a morte das garotas. “Foi uma surpresa muito desagradável. Elas eram meninas viáveis, tinham muita condição de fazer a cirurgia”, declara.

Calil acompanhava o caso delas desde o nascimento, em 5 de outubro do ano passado. 

Unidas pelo abdômen e compartilhando apenas o fígado, elas nasceram prematuras, de 33 semanas, no Hospital Materno Infantil (HMI). 

Elas permaneceram internadas na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital até o dia 26 daquele mês.

O especialista, por não ter acompanhado os últimos momentos devida de Sara e de Sofia, prefere não opinar sobre o que pode ter provocado a morte delas. 

No entanto, ele ressalta que gêmeos siameses não são pacientes comuns e demandam cuidados específicos. 

“Elas poderiam ter alguma má-formação que não foi detectada nos exames. Em alguns casos, nós temos surpresas desse tipo até durante as operações”, ressalta.

Ainda assim, ele também prefere não julgar a conduta dos médicos do Hospital de Campos Belos, que liberaram as meninas com febre alta e condição delicada de saúde.

“É difícil falar sobre isso sem estar lá. Eu teria que saber quais eram exatamente as condições”, salienta.

O Mais Goiás telefonou diversas vezes para o Hospital Municipal de Campos Belos pelo número fornecido pela Secretaria de Saúde do Município, mas as ligações não foram atendidas. 

A reportagem também tentou contato com o secretário Guilherme Davi da Silva, mas foi informada de que ele não poderia atender pois estava em reunião.

Fonte e texto: Portal Mais Goiás 

7 comentários:

  1. E, nessas horas cade os ditos "secretarios", de comunicação da prefeitura, de saúde e o propio prefeito que não sai de goiania. Aiai e bricadeira isso, e vem com essa balela de reunião cade as responsabilidades, na hora de critica o blog, que este sim traz a informação e deixa os cidadão de campos belos a pá de tudo eles vem, mas na hora de dar a cara a tapa corre, para presta o esclarecimento a população. O salario tá em dia né.


    A... assim e nome do medico nada né.

    ResponderExcluir
  2. Muito triste, uma mãe e família que lutaram tanto perder as filhas assim, como disse o médico não estavamos para ver as condições do atendimento. Mas são criancinhas com necessidades especiais que deveriam ter atendimento diferenciado. Ficamos com a sensação do descaso e abandono. Esperamos apurações e um comunicado oficial.

    ResponderExcluir
  3. Este secretário de saúde é um dos funcionários mais arrogantes
    e sem educação que existe na administração, trata mal os colegas de trabalho
    é é sabido demais na teoria, infelizmente não conhece a prática e não tem jogo de
    cintura para no trato com as pessoas. Esta desculpa de reunião para não atender esta importante demanda não cola. Humildade é bom para a alma. Esse cargo não é eterno, um dia passa, colegas e pessoas humildes ficam e merecem respeito.

    ResponderExcluir
  4. Cadê o povo que filmava camas no hospital?que não podia esperar meia hora, que estava reclamando?que falava mal?cadê? Secretário essa reunião sua não acaba não? Responda, o povo quer saber, quer explicações, as gêmeas tinham toda possibilidade de viver, todos torciam por essas crianças, a mae tao nova,e tao cuidadosa e alegre com as meninas, e leva pro hospital e vcs mandam pra casa.Pacientes que necessitavam de cuidados especiais, que tem a dizer?cadê o tirador de fotos de camas?Foram duas vidas, que por negligência e descaso não existem mais.E a mãe o que vcs tem a dizer pra ela?Vao ficar calados mesmo?Vergonha.

    ResponderExcluir
  5. E na data de hoje dia 30/03 morreu outra criança nesse hospital. E esse hospital ainda tem um dizer que é AMIGO DA CRIANÇA imagino se fosse inimigo hein . Acordaaaaaa povo de campos belos vamos cobrar desse povo que foi eleito por vcs !!!!

    ResponderExcluir
  6. esse mês d março tiverem várias mortes de criança no HMCB, acho q seria caso de uma atenção por parte das autoridades... seria normal esse atendimento q a população está recebendo??

    ResponderExcluir