Banner 1

Banner 1

sexta-feira, 24 de março de 2017

A Cooperativa agrícola de Campos Belos vai cadastrar os trabalhadores rurais de Teresina de Goiás




Por Evônio Madureira, 

A reunião foi convocada por meio de convite da diretoria da cooperativa com apoio do professor José Lino, que atualmente coordena um grupo informal de 28 pequenos produtores rurais de Teresina de Goiás. 

A reunião aconteceu na manhã de quarta(22) na Câmara de Vereadores de Teresina de Goiás. 

Além dos trabalhadores rurais, estiveram presentes na reunião os vereadores Ramon Diniz, Martinho Soares da comunidade Kalunga da Diadema, Gerson Justino e o presidente da casa, vereador Valdemi Pereira Lopes, o popular Binga e o secretário da Agricultura, senhor Ademir. 

Também compareceram várias lideranças comunitárias ligadas ao Território da Cidadania Chapada dos Veadeiros. A Coopercampos foi representada pelo presidente da Adolfo Siqueira, Vice-Presidente professora Francielle Oliveira Braz e do Secretário Evônio Madureira.

Adolfo disse que levou três anos para os registros da cooperativa ficarem prontos. 

A partir de janeiro deste ano a cooperativa iniciou o cadastro de inscrição de sócios para formar o quadro societário da cooperativa e identificando a produção de cada um para vender a quota de 30% da produção para as escolas do estado e do município por meio do Programa Nacional de Alimentação Escolar e Programa de Aquisição de Alimentos.

A cooperativa está lutando pela criação da Lei do SIM – Sistema de Inspeção Municipal em Campos Belos. 

Esta lei é indispensável para liberação de produtos de origem animal (carnes em geral, leite e derivados, ovos, enlatados e embutidos), e colocar os produtos no mercado. 

O presidente fez um resumo dos objetivos da cooperativa para buscar meios de beneficiar os cooperados com cursos que de interesse coletivo, incentivar a instalação de miniagro indústrias locais, embalagem e rótulo dos produtos. 

Adolfo disse que os futuros cooperados não precisavam se preocupar com o pagamento das quotas partes exigidos pelo estatuto. 

O presidente disse que só depois que o produtor estiver cadastrado e vendendo seus produtos é que passaria a pagar as cotas. 

Durante a fala do presidente, a professora Francielle fez questão de dizer que ela estava engajada neste projeto por acreditar na união das pessoas em produzir diversas variedades de alimento sem utilização de veneno. 

Francielle leciona para alunos do curso de agroecologia na UEG de Campos Belos e tem larga experiência nos tratos culturais e ensina aumentar a produção e como preservar o meio ambiente. 

Antes de encerrar sua fala, Francielle ofereceu um curso de graça para os trabalhadores rurais que se interessarem na melhoraria e aumento da produção e na preservação das águas. 

O presidente da Câmara Vereador Binga disse que a câmara está pronta para ajudar os produtores rurais e sugeriu uma reunião com o prefeito Josaquim Miranda para discutirem a aprovação da Lei do Sim. 

O vereador também recomendou que fosse elaborado o Plano Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável para atender melhor os produtores rurais. 

O professor José Lino ficou responsável pela articulação da reunião com precisão de acontecer até o dia 05 de abril deste ano.

Ao final da reunião os 28 trabalhadores rurais presentes ficaram sócios da cooperativa. Todos são pequenos proprietários rurais que moram próximos da sede do município de Teresina de Goiás. 

Eles ocupam uma área de mais ou menos de 120 hectares onde produzem grande variedade de produtos como a mandioca (farinha e polvilho), cana (rapadura e açúcar mascavo e pinga), milho, feijão, amendoim, gergelim, hortaliças em geral, frango, carnes bovina e suína e frutas em geral que são vendidos no comercio local. 

Com o ingresso na cooperativa, os produtores rurais de Teresina de Goiás, esperam começar a vender seus produtos para as escolas a partir do mês de abril deste ano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário