Banner 1

Banner 1

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Campos Belos (GO): Mais escolas públicas estaduais vão oferecer ensino médio em tempo integral


O ano letivo de 2017 começa nesta segunda-feira, dia 13, em 25 escolas da rede estadual localizadas em 16 municípios que passarão a ofertar o ensino médio em tempo integral. 

A novidade é graças à adesão do Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Educação, Esporte e Lazer (Seduce), ao Programa de Fomento à Implementação de Escolas em Tempo Integral, do Ministério da Educação (MEC).

Essas unidades vão oferecer 9 horas e meia de aulas e atividades diárias aos estudantes. Dezenove delas eram de tempo parcial – quatro horas diárias – e farão a transição. As outras seis, que já funcionavam em tempo integral, vão aderir à iniciativa.

Entre as escolas está o Colégio Estadual Professor Pedro Gomes, em Campinas (foto). O Estado receberá uma ajuda de custo do MEC, por quatro anos, para o aumento no número de vagas – o custo anual de cada aluno é estimado em R$ 2 mil.

O repasse às escolas será calculado anualmente e realizado em duas parcelas. Com esse acréscimo, Goiás contará, no total, com 42 escolas de ensino médio em tempo integral. 

A expectativa é de que o número de alunos atendidos, que hoje chega cerca de 5 mil, seja elevado para 11 mil.

Até o fim do ano, Goiás terá mais duas escolas em tempo integral no Padrão Século 21 que estão em construção, nos municípios de Luziânia e Valparaíso, na Região do Entorno do Distrito Federal. As unidades também vão aderir ao programa.

Adesão ao programa

De acordo com a superintendente de Ensino Fundamental da Secretaria de Educação, Esporte e Lazer (Seduce), Márcia Antunes, a seleção das unidades que passariam pela mudança foi feita após visitas técnicas realizadas pelos engenheiros das Subsecretarias regionais in loco entre setembro e novembro de 2016, e obedeceram a critérios como condições para adequações físicas (ampliação dos refeitórios e adequações de laboratórios e bibliotecas por exemplo), além do interesse da comunidade. 

Uma parte dos recursos foi transferida em dezembro, possibilitando melhorias na estrutura das escolas.Para aderir, a Seduce apresentou uma proposta pedagógica em 2016. 

Márcia adianta que essas escolas já seguem os parâmetros estabelecidos pela Medida Provisória do governo federal, que institui a Reforma do Ensino Médio, a exemplo da flexibilização do currículo.

Na avaliação dela, haverá uma ampliação das oportunidades de aprendizagem dos alunos. “As escolas são pensadas de acordo com as características do século 21, têm um foco muito grande na preparação dos jovens para um mundo ativo e inovador e dá condições para que eles tenham uma projeção de futuro”, afirma Márcia.

Flexibilização do currículo

A superintendente explica que as disciplinas vão compor dois núcleos curriculares: o Comum, com o conteúdo obrigatório, e Diversificado que oferecerá disciplinas eletivas, além do protagonismo juvenil, projeto de vida, estudo orientado e pós-médio.

A intenção é promover um debate mais crítico para a formação desses jovens e preparação para o ingresso na faculdade. 

Os professores também terão uma mudança de status, transformando-se em tutores, orientadores pedagógicos do que Márcia chama de “projeto de vida”.

Um grupo de professores produz um leque de disciplinas livres nas mais diversas áreas – para que os estudantes possam fazer suas escolhas de acordo com interesses e vocações e aprofundar o conhecimento em linguagens, matemática, ciências da natureza, humanas ou ensino técnico. A ideia é que essa escolha leve em consideração a profissão que o aluno pretende seguir.

Matrículas

A superintendente diz que ainda há vagas disponíveis nessas unidades, mas não divulgou o número exato porque o cadastramento das instituições ao programa e transição ainda está em curso. 

O período para matrícula informatizada já acabou. 

Por isso, ela aconselha que os estudantes interessados vão acompanhados dos pais pessoalmente até as escolas para conhecer a proposta de ensino e, em seguida, caso o interesse se confirme, façam a matrícula. 

Enquanto houver vaga, a matrícula poderá ser realizada. A procura é grande, a lista de espera chega a quase 200 alunos por unidade como em Jataí, Formosa e Morrinhos.

As escolas estão nos seguintes municípios: Aparecida de Goiânia, Campos Belos, Ceres, Formosa, Itaberaí, Jataí, Jussara, Goiânia, Caldas Novas, Bela Vista, Porangatu, Posse, Quirinópolis, Rianápolis, Rubiataba,  e Guapó.

Confira abaixo a relação das 25 escolas, com endereços e telefones:

Campos Belos - Colégio Estadual Polivalente Professora Antusa Rua das Laranjeiras, s/n.º – Bairro Aeroporto (62)34513508

Formosa - Colégio Estadual Prof. Sérgio Fayad Generoso Av. Maestro João Luiz do Espírito Santo, s/n.º – Formosinha (61)3432-2140

Formosa - Colégio Estadual Hugo Lobo Av. Valeriano de Castro, 704 – Centro (61)3631-9021


Posse  - Colégio Estadual Argemiro Antônio de Araújo Rua Robson Ricardo R. Barbosa, s./n.º – Centro (62)3481-2812

Quirinópolis -  Colégio Estadual Independência Avenida D. Pedro I, n.º 61 – Centro (64)3651-1253

Nenhum comentário:

Postar um comentário