Banner 1

Banner 1

sábado, 25 de fevereiro de 2017

14ª CIPM dá início a Operação Carnaval Seguro em Alto Paraíso e São João D´Aliança




Por Roberto Nabfarzan, de O Vetor

Sob o comando do Capitão Cardoso, policiais militares da 14ª CIPM deram início hoje a Operação Carnaval Seguro nos municípios de Alto Paraíso, São João D’Aliança e no distrito de São Jorge.

A operação segue até a próxima terça-feira, 28, com abordagens, fechamento de áreas, saturação e inquietação nas atividades ilícitas.

Segundo o Comandante Cardoso, a 14ª CIPM contará nesse período carnavalesco com apoio de equipes especializadas vindas das regionais de Formosa, Planaltina de Goiás, Valparaíso e de Goiânia.

“O cidadão que vier passar o carnaval em nossa região pode ficar tranquilo em relação a segurança, pois nossas equipes estarão atentas para agir preventivamente e também na atuação imediata contra a marginalidade. 

Estamos com reforço de contingente e também de viaturas, sempre preparados para agir em defesa do cidadão de bem” Ressalta o Capitão Cardoso.

Em caso de necessidade acione a Polícia Militar pelos números 62 3446 1090 e 3446 1190 , ou pelos fones das viaturas 62 9 96940071 – 62 9 99695701

Equipes da Polícia Civil, comandada pelo delegado José Antônio Sena, estão á postos para atuar em conjunto com a Polícia Militar na investigação e na autuação de quem agir fora da lei na período d carnaval.

Estuprador preso                                        

Graças a persistência e tirocínio da equipe da 14ª CIPM, integrada pelo Sargento Gerbrim e pelos soldados Jones e Erick, a policia militar conseguiu colocar atrás das grades o individuo José Nivaldo Borges Santana, de 37 anos, acusado de estuprar uma garotinha de nove anos, fato ocorrido ontem, dia 23, em Alto Paraíso. 

O bandido estava escondido em um matagal desde o cometimento do crime, mas foi localizado pela equipe que não saiu do seu encalço desde o recebimento da denúncia.Detran inicia Operação Carnaval

O Departamento Estadual de Trânsito de Goiás (Detran-GO), em parceria com a Polícia Militar, realizará o programa Balada Responsável em sete municípios goianos durante o feriadão de carnaval. As equipes são compostas por policiais militares, educadores de trânsito e funcionários da autarquia.

As equipes de fiscalização e de educação para o trânsito desenvolverão trabalhos de conscientização junto aos foliões de Goiânia, Aparecida de Goiânia, Anápolis, Pirenópolis, Caldas Novas, Goianésia e Aruanã. 

A operação será realizada de hoje, dia 24, a quarta-feira, dia 3 de março. 

Foliões e condutores serão orientados sobre os riscos da combinação álcool e direção, receberão material educativo e passarão por fiscalização, que inspecionará desde a documentação e estado do veículo e realizará testes do bafômetro.

O trabalho do programa Balada Responsável é desenvolvido em duas frentes. 

A primeira consiste visitas aos locais de aglomeração de pessoas para abordagens pedagógicas, buscando estimular uma reflexão sobre os perigos de dirigir após a ingestão de bebidas alcoólicas. 

A segunda é feita por meio de blitzes, onde, além do cumprimento da Lei Seca, é realizado todo o procedimento de rotina adotado pela Polícia Militar.

Punição

O condutor que fizer o teste do etilômetro e o aparelho detectar valor igual ou superior a 0,05 miligramas por litro de ar, ele será autuado conforme o artigo 165 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). 

Já nos exames sangue a tolerância é zero. Na autuação administrativa, o condutor terá que pagar multa no valor de R$ 2.934,70 (podendo dobrar em caso de reincidência), terá a CNH recolhida e responderá processo que pode resultar na suspensão de 12 meses do direito de dirigir. 

O veículo também fica retido até que seja apresentado um outro motorista, devidamente, habilitado.

A resolução também estabelece que, caso seja constatado pelo bafômetro valor igual ou superior a 0,34 miligramas por litro de ar (descontada a margem de erro) ou se o exame de sangue marcar resultado igual ou superior a 6 (seis) decigramas de álcool por litro de sangue (6 dg/L), o motorista será enquadrado em crime de trânsito. 

Além das punições administrativas, ele será preso em flagrante, podendo pegar de 6 meses a três anos de detenção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário