Banner 1

domingo, 15 de janeiro de 2017

Rodovia GO-118 vai ganhar radares para coibir excesso de velocidade



O governo do Estado, por intermédio da Agência Goiana de Transportes e Obras Públicas (AGETOP), vai instalar, em breve, radares em pontos considerados críticos da rodovia GO-118, que liga Brasília a Campos Belos (GO), passando pela Chapada dos Veadeiros.

A rodovia foi reformada recentemente e tem registrado elevados índices de acidente, inclusive com vítimas fatais.

A informação é do sargento Elias Alves, da Polícia Militar.  

A empresa que vai operar o serviço, de acordo com o militar, é a Data Traffic, que já se encontra na região realizando o levantamento.

A previsão é de que em até 90 dias os radares já estejam notificando os motoristas. 

5 comentários:

Pedro Henrique disse...

ISSO É BOM.
MAS PARA COLOCAR RADARES PRIMEIRO TERIA QUE CONCLUIR A REFORMA DESTA RODOVIA PRINCIPALMENTE NO TRECHO ENTRE ALTO PARAISO E TERESINA QUE POR SINAL DIRIGIR A NOITE NESTE TRECHO É BEM COMPLICADO.
SOU A FAVOR DOS RADARES MAS PRIMEIRO CONCLUA A REFORMA QUE COMEÇOU.

Anônimo disse...

O ALTO NUMERO DE VITIMAS NESSA RODOVIA, NÃO FOI CAUSADO SÓ POR EXCESSO DE VELOCIDADE, NA MAIORIA DAS VEZES FOI SIM POR MÁ QUALIDADE DO ASFALTO E MÁ SINALIZAÇÃO!
ESTA REFORMA ESTA DESDE O MANDADO DO ALCIDES...MAS UM DIA SERÁ CONCLUIDA ..OU NÃO!!

Anônimo disse...

SERIA MELHOR COLOCAR A BALANÇA PERTO DE SÃO JOÃO DA ALIANÇA, PARA FUNCIONAR, O TRÁFEGO DE CARRETAS NESTE TRECHO ESTA ACABANDO COM O ASFALTO, QUE JÁ É DE QUALIDADE DUVIDOSA.

Anônimo disse...

A maior parte dos acidentes não foi causado por alta velocidade, é sim por animais na pista, por fazendeiros safados que não são punidos, é as autoridades não tomam providências.

Anônimo disse...

Bom dia, Dinomar. A sua página que tem ampla divulgação em Campos Belos e região, poderia firmar uma parceria com as empresas como sendo uma forma fácil de comunicação para informar os cidadãos sobre eventual vaga de emprego. Hoje em Campos Belos não temos nenhum veículo de comunicação que nos informe das referidas seleções. Infelizmente,quando precisam de trabalhadores,virou um jogo de "quem indica". E quem não tem ninguém para indicar, como eu, continua desempregado (não por falta de entrega de currículos).