Banner 1

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Novo Cangaço: prefeito de Alto Paraíso (GO) vai a Goiânia pedir reforços na Segurança Pública após explosão de banco



 


Por Roberto Nabofarzan, do Jornal O Vetor 

Por volta da 3:20 hs da madrugada desta quarta-feira,11, moradores da região central e bairros vizinhos, em Alto Paraíso de Goiás, na Chapada dos Veadeiros, nordeste goiano, acordaram com fortes estrondos e barulhos de tiros de armas de grosso calibre.

Acionados, policiais militares da 14ª CIPM tiveram que, primeiro, desativar uma bomba colocada no portão, que seria acionada por laser assim que a viatura se deslocasse para fora do quartel. A intenção, óbvia, era matar o maior número de policiais possível.

Já no local, a PM encontrou a agência em escombros e muitos explosivos que não foram detonados. Quanto aos bandidos, fugiram disparando para todos os lados.

Segundo o Tenente Coronel Carlos Eduardo Belelli, comandante da 14ª CIPM, pelos projéteis encontrados, o bando estava armado com armas tipo fuzil 556, .40 e 9mm. 

Imagens de Câmeras internas do banco que circulam pelas redes sociais mostram parte das ações da quadrilha, enquanto imagens colhidas pela Policia Civil em comércios e residências mostram que a fuga se deu em direção ao distrito do Moinho, que dá acesso ao Vale do Paranã e aos municípios de Flores de Goiás e São João D’Aliança.

Extraoficialmente se comenta que, apesar de toda a destruição, o bando não conseguiu arrombar o cofre, que continha valor aproximado de oitocentos mil reais e não explodiram os caixas eletrônicos. Portanto, nada levaram

Oficialmente, o supervisor regional do Banco do Brasil, Antonio Carlos, que já estava no local ao amanhecer acompanhando o trabalho da polícia técnico cientifica, afirmou que, por precaução, devido a grande quantidade de artefatos não detonados sob os escombros, não havia ainda sido possível avaliar se algum valor foi levado.

Os agentes da Policia Técnico Cientifica iniciaram imediatamente as buscas por digitais e  outros vestígios nas ferramentas abandonadas pelos bandidos e no ambiente do crime.A equipe da Polícia Civil local contou com o apoio do delegado José Antonio Sena, que já está escalado para assumir a delegacia de homicídios em Goiânia, mas se colocou a disposição para mais essa ação em Alto Paraíso.

Com apoio de várias divisões de elite das policias civil e militar, entre elas o GRAER, o Grupo de Patrulhamento Tático(GPT)  o Comando de Operações de Divisas (COD) e o Grupo Antirroubo a Banco (GAB) o cerco a quadrilha está sendo feito em toda a região.

Engenheiros também foram consultados e condenaram a estrutura do prédio, que deverá ser reconstruído. 

O prefeito Martinho Mendes, que está em Goiânia, participou de audiência com o Comandante Geral da Polícia Militar do Estado de Goiás, Coronel Divino Alves de Oliveira, para pedir reforços e novas ações para a segurança no município, e, por telefone, autorizou o Chefe de Gabinete, Moisés Nunes, a dar todo apoio aos funcionários do Banco do Brasil para que a agência volte a funcionar o mais rápido possível em Alto Paraíso.

No final da tarde chegou a informação que o serviço integrado entre as polícias de Goiás e do estado da Bahia já identificou parte do bando e que suas prisões se dará muito em breve.

Há menos de seis meses a mesma agência e uma casa lotérica foram assaltadas. A rápida e forte ação da polícia prendeu parte do bando e matou vários outros integrantes em confronto.

Nenhum comentário: