Banner 1

Banner 1

domingo, 29 de janeiro de 2017

Monte Alegre (GO); "Mesmo doentes de atestado de médico, temos que pagar substituto ou repor aulas, diz professor". Reunião é convocada



Senhor Dinomar Miranda,

Vimos por meio deste, primeiramente parabenizar seu trabalho na área jornalística através do Blog Dinomar Miranda, importante mídia que contribui com maior precisão e rapidez o acesso às notícias locais. 

Aproveitando a oportunidade solicitamos se possível à divulgação desta Notícia que atinge a educação municipal de Monte Alegre de Goiás.

O circo, os palhaços por ironia de imposição, a corte

Bem queria nós nesses dias, dormir em paz, como sempre, pois sempre cumprimos nossas obrigações e somente em casos extremos deixamos alguma sem fazer ou cumprir. 

Mesmo doentes de atestado de médico, temos que pagar substituto ou repor aulas.  

Todos sabem que desde dezembro de 2016 (gestão passada) lutamos pra receber este dito mês e devolver uma gratificação que sem nos avisar foi tirada daquela folha de dezembro de 2016. 

Lutamos e conseguimos negociar com a gestora da educação passada para devolver a gratificação e empenhar a folha normal como sempre, e ela assim o fez. 

Passaríamos então a negociar com a gestora atual o pagamento de dezembro de 2016, que assim ocorreu: pagaram mais ou menos 44% desta folha e parcelou o restante em 8 vezes para começar em fevereiro ainda. 

A secretária atual muito aberta ao diálogo se comprometeu assim fechar a folha em janeiro dentro do mês e ajustar o piso. Havia um zum zum de que nós seriamos pegos pelas “portas de trás do circo”. Pois bem o projeto foi para a câmara e nesta sexta feira 27 de janeiro de 2017, os vereadores por unanimidade aprovaram o reajuste do piso. 

Estávamos lá, felizes, claro: tivemos sérios problemas em dezembro, viríamos a recuperar então! Inclusive quem é só do município, alguns que tem empréstimos têm passado sérios problemas e necessidades até, contas em juros, farmácia, mercado... 

A alegria contagiava, mas no fundo sabíamos que esmola demais, Santo milagreiro desconfia, fato! Não percebemos que o circo armado (não falo aqui dos vereadores), tinha em suas artes de sustentação uma viga especialmente colocada ali para desestruturar a tenda, que por terra caiu, ferindo gravemente os palhaços, “cuja ironia da profissão é trazer o brio e o brilho da esperança num sorriso gritante de reconhecimento” “seja o palhaço de profissão ou os professores”. 

Previmos isso como quem tem poderes, mas não temos bola de cristal, apenas temos consciência de política e de politicagem. Uma vez armado o circo tem espetáculo, o que não está garantido é se teremos valor, respeito, dignidade e acima de tudo, orgulho da profissão, se já tivemos com nome sujo por tudo isso e voltamos novamente pra essa situação humilhante. 

A verdade é tiram hoje a exclusividade, amanha a titularidade, depois quinquênio como afirma e prevê advogado que se caso o Estado de Goiás faz , município tem que fazer. 

O que é engraçado é que este município nunca nos apresentou um estudo de demanda, de indicador econômico que viabilize obter recursos próprios para melhorar a educação. 

E o que nos admira é que somos de certa forma conivente, pois tudo termina em oposição e situação. 

Quero dizer a comunidade, aos pais, a classe de professores, alunos! Nós estamos sendo lesados em nossos direitos. Embora eles justifiquem incompatibilidade financeira ninguém nos apresenta nenhuma proposta futura de garantia desses direitos lesados. 

Temos certeza que há como resolver essa questão, não perdendo nossos direitos. Somos professores de seus filhos, passamos maior parte do dia com eles, cumprindo nossas obrigações de educar enquanto conteúdos e ainda muitas vezes em outros papeis e responsabilidades, precisamos de respeito e dignidade. 

Ajude-nos, nos apoiem. 

Decisão desta Sexta-feira (27) - Secretária Municipal de Educação Convocou Comissão de Professores e em reunião com Secretário de Finanças e advogado, decide cortar gratificação de professores prevista em lei municipal pelo plano de cargo e carreira da classe. 

Indignação e revolta total! Nossas vidas financeiras chegou a um ponto de extrema vulnerabilidade e constrangimento. 

Cabe a nós aceitar ou não!

Venha todos (professores, pais, alunos e todos que repeitam a educação a educação) para a extraordinária.

Segunda-feira (30) de janeiro na Escola Municipal Jurivê, às 17h. 

Assina: COPEMAG - Comissão de Professores Municipais de Monte Alegre de Goiás 

Professor João Celino Xavier do Bomfim 
Presidente 

10 comentários:

  1. MONTE ALEGRE DE GOIÁS, QUER CORTAR GRATIFICAÇÃO DE PROFESSORES GARANTIDAS A ANOS EM PROJETO DE LEI DE PISO DE CARGO E CARREIRA. SOCORRO COMUNIDADE! SOCORRO MINISTÉRIO PÚBLICO! SOCORRO CÂMARA DE VEREADORES, VOCÊS ESTIVERAM DO NOSSO LADO, NOS AJUDE!

    ResponderExcluir
  2. Esse ai está de conchaves com o prefeito de Campos Belos! O de Campos Belos já tomou posse reduzindo a carga horária dos professores e depois para alguns que quisesse completar a carga horária tem que auxiliar as monitoras da creche ou seja lavar Bunda de crianças. Explicado o porque que o daqui não sai dai ensinando as baixarias pro outro. Acabou o respeito pelos professores, saber que quem formou esses tipos foram nós e hoje é dessa maneira que eles fazem dói. Mais Deus é FIEL e ganhar nunca mais eles irão.

    ResponderExcluir
  3. É uma pouca vergonha! Ao invés de valorizar os professores do município que se dedicam exclusivamente a ele, fazem é cortar uma gratificação existente em lei desde o tempo que o Sr Ariton foi prefeito. Por que não apresentam os dados financeiros? Onde estão gastando os 25% que é o mínimo a ser destinado a Educação? Por que não fazem um estudo de demanda e pedem complementação á União? Quando era o prefeito passado que sempre pagou o piso salarial falavam que o recurso do FUNDEB tinha que ser utilizado 100% com professores e isso é previsto em lei. Agora entra um prefeito que vai pro seu terceiro mandato, um ficha suja, cheio de processo no TCM, volta os mesmos secretários do seu último governo, coloca seus dois filhos de secretários denodo e parece que tudo cabe em Monte Alegre. Foi pra isso Sr Neto e Sr Gustavo, vice prefeito e vereador, foi pra isso que vocês se juntaram a Juvenal? Vocês que sempre criticavam essa atitude? É agora? Onde estão os dias melhores? É retirando um direito dos professores que vocês querem ajudar a Educação? O prefeito é praticamente analfabeto talvez não entenda o valor de um professor, mas é o Sr Neto diz que é doutor Advogado? Vai concordar ou o Sr não faz parte do governo? Realmente. A sociedade tem que ajudar nossos professores. Espero que o ministério público averiguar estas situações em Monte Alegre. Nepotismo, Ficha suja em cargo de secretários, retirada de gratificação existente em lei Municipal.. ..o que mais vai acontecer em Mte Alegre? Se preparem que ainda não completou nem um mês deste novo governo. Com certeza vocês terão o apoio de todos os pais e da sociedade.

    ResponderExcluir
  4. SENHOR PREFEITO DA NOSSA QUERIDA MONTE ALEGRE-GO APRENDA:
    "Na Coreia do Sul, os professores estão entre os membros mais respeitados da sociedade. Um provérbio antigo afirma que o professor e o rei têm o mesmo status, e outro garante que ninguém deveria, sequer, pisar na sombra de um professor".

    ISSO SIGNIFICA QUE VOSSA EXCELÊNCIA TEVE QUE PASSAR PELA FORMAÇÃO DE UM MESTRE. SEM OS MESMOS NÃO TERIA PATAMAR DE SER CHEFE DO PODER EXECUTIVO. PORTANTO, ESTAMOS DE OLHO NA SUA ADMINISTRAÇÃO

    ResponderExcluir
  5. Importante ressaltar que a folha de pagamento (12/16), que foi devidamente empenhada no mês de dezembro, com todos os benefícios do magistério, foi editada-manipulada já no mês de Janeiro e empenhada novamente retirando esses benefícios dos professores. Atenção MP, seria interessante uma averiguação desses fatos, e outros tantos.... Seria bom solicitar a Certidão Negativa Municipal de todos os Secretários e chefe do Executivo, estão quase todos inscritos na Dívida Ativa do município.

    ResponderExcluir
  6. O Pior que não caro Emerson Miranda.
    O prefeito da querida Monte Alegre-GO é analfabeto.

    ResponderExcluir
  7. Então esta na hora da categoria de educadores mostrarem se realmente são cultos ou não......

    ResponderExcluir
  8. Onde esta a categoria. Só criticar não adianta, seja cidadão de verdade, manifeste,denuncie....

    ResponderExcluir
  9. É um verdadeiro absurdo, temos um presidente que persegue os educadores, um governador que massacra a classe de Educadores e um prefeito que acha que a educação não tem valor nenhum. O que será de um país como esse? Que tipo de cidadãos estamos formando? ONDE ESTÃO VOCÊS PAIS, MÃES, ALUNOS, Ministério Publico? Onde estão vcs brasileiros, que não fazem nada. Professores não deixem que tirem sua dignidade. GREVE, GREVE, GREVE..Pra educação brasileira, Estado e Município. GREVE GERAL. Lutem enquanto é tempo. Este desmando tem que acabar. Não existe nenhuma profissão que não necessite do acompanhamento de um professor, Ou seja, só a educação pode transformar uma nação.

    ResponderExcluir
  10. aproveitando o comentario la vai, a esc. Covanca recebeu um repasse do mais eduç de mais de dez mil reais o dinheiro acabou a prestação na reunião feita foi só de quatro mil q ta na parede ate hoje. Mas onde ta o dinheio q foi repassado esses 4 mil foi do pdde e o mais eduç pra onde foi e mais educação q nunca acontece , onde foi parar os pais da reunião querem saber tem alguém ai que possa esclarecer pois pergunto na rua e ninguém sabe ninguém viu mas o ministerio publico uma hora vai saber pois tem muita gente de olho bem aberto nunca vem recurso pras escolas e quando vem vira fumaça.Fala Brasil aqui tem educaçao.

    ResponderExcluir