Banner 1

Banner 1

domingo, 20 de novembro de 2016

Morre vítima da batida entre o ônibus da Real Maia e búfalos na GO-118



Morreu uma das vítimas feridas em virtude da batida entre um ônibus da empresa Real Maia e uma manada de búfalos.

O acidente ocorreu na madrugada da última quarta-feira (19), no trecho da rodovia GO-118 entre as cidades de Alto Paraíso de Goiás e Teresina de Goiás.

Pedro Guimarães, um idoso morador da cidade de Monte Alegre de Goiás, conhecido na comunidade como Pedrão, morreu depois de não resistir aos ferimentos.

Logo após o tombamento do veículo, ele foi socorrido para hospitais de Alto Paraíso e de São João da Aliança e morreu antes de ser transferido para Brasília.

O corpo de Pedro Guimarães foi sepultado neste domingo (21) no cemitério municipal de Monte Alegre (GO). O ônibus, que saiu da rodoviária de Goiânia e se dirigia para o nordeste de Goiás e sudeste do Tocantins, foi surpreendido por uma manada de, ao menos, 15 búfalos, e bateu em dois deles.

O acidente deixou diversas pessoas feridas e uma pessoa morta. Uma passageira disse que a batida ocorreu por volta das 2h40 da madrugada, a cerca de 15 km de Alto Paraíso e tudo teria ocorrido muito rápido.

A repercussão do acidente foi muito grande e as pessoas reagiram com indignação. 

"Os proprietários desses animais têm que ser responsabilizados criminalmente. Todos os dias tem acidente nessa GO-118 pelo os mesmo motivos: animais na pista. Antigamente a polícia rodoviária tinha estrutura, caminhão e  curral para recolher esses animais.

Hoje não tem mais nada.  Eu mesmo já liguei umas 300 vezes alertando sobre bovinos equinos na pista. A resposta foi esse não temos estrutura para recolher não podemos fazer nada", afirmou Adalto Lopes.

A indignação do leitor não é por menos. Há muito este blog vem publicando sobre a invasão dos animais e dos diversos acidentes ocorridos na rodovia.

As perguntas que não querem calar são:

De quem são esses animais? 

Os proprietários têm conhecimento de suas ações e omissões?

As autoridades estaduais estão investigando os episódios, inclusive com mortes?

Quem responderá na justiça pelo danos e prejuízos?

Nenhum comentário:

Postar um comentário