Banner 1

Banner 1

domingo, 30 de outubro de 2016

Tocantins: Vereadora armada obriga Secretária da Prefeitura de Crixás a transferir 40 mil para pagar conta da campanha







A vereadora Neiva Gomes de Alencar, conhecida como Irmã Neiva (PSB), depois de ser derrotada como candidata vice-prefeita de Crixás, na chapa do atual prefeito, Gean Abdon, está sendo acusada de extorsão.

Ela teria obrigado, mediante ameaça de morte com um revólver, uma servidora da Prefeitura a transferir R$ 40 mil para uma conta do Banco do Brasil que tem como titular um vereador de Santa Rita do Tocantins.

Segundo apurou o Portal Atitude, o crime aconteceu por volta das 10h30 da sexta-feira, 28, na Prefeitura de Crixás, quando a vereadora, Irmã Neiva, teria entrado na sala da Secretária Executiva da Prefeitura de Crixás, Tatiana Martins das Costa Mendes, e pedido para uma terceira pessoa para se retirar do local. 

Em seguida, apontou um revolver, calibre 38, e tentou obrigar Tatiana Martins, sob ameaça de morte, a transferir R$ 150 mil para a conta de Hilton Pereira Pinto.

Conforme relatos da Secretária, feitos na Delegacia de Polícia de Gurupi, só havia R$ 40 mil na conta da Prefeitura. 

Disse ainda que no momento a extorsão, a vereadora, Irmã Neiva, falava ao telefone celular com outra pessoa não identificada, ocasião em que perguntando se ela iria matá-la, pois havia apenas R$ 40 mil na conta da Prefeitura. 

Após conversas com o interlocutor, Irmã Neiva obrigou transferência do dinheiro para uma agência do Banco do Brasil, conforme mostra o comprovante, na conta de Hilton Pereira Pinto, e em seguida se evadiu do local.

Saque imediato

De acordo com informações da Polícia Civil, Hilton Pereira, o Ceará, é vereador em Santa Rita do Tocantins e que a vítima informou que após o crime se deslocou para o município de Aliança do Tocantins para registrar Boletim de Ocorrência.

Em seguida, acompanhada pelo atual prefeito de Crixás e um advogado seguiram para uma agência do Banco do Brasil na cidade de Fátima e foram informados que o dinheiro já havia sido sacado em uma agência de Gurupi em cinco operações: 

Sendo R$ 1.500,00 ás 10h 57min, R$ 2 mil às 11h 07min, R$ 500,00 às 11h09min, R$ 33 mil às 11h 49min e R$ 3 mil às 11h51min, totalizando R$ 40 mil em saques.  

Empréstimo para campanha

Conforme apurou a reportagem do Portal Atitude, os indícios apontam que a vereadora Irmã Neiva (PSB) teria pedido dinheiro emprestado do vereador Hilton Pereira, que a pressionava a receber a quantia, após derrota do atual prefeito Gean Abdon (PSD) para o seu concorrente Ivânio Machado, conhecido como Cretão. 

Após a extorsão, Irmã Neiva (PSB), teria desaparecido.

Fonte: Atitude TO

Nenhum comentário:

Postar um comentário