Banner 1

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Deu no G1: Após 12 trocas de gestão em 4 anos, São Domingos tem um novo prefeito


A cidade de São Domingos, no nordeste de Goiás, tem um novo prefeito. Após quatro anos conturbados, quando houve 12 trocas de gestão por suspeita de envolvimento dos mandatários com crimes, Cleiton Martins (PSDB) obteve 3.202 votos (56,91%) e foi eleito no 1º turno das eleições, no último domingo (2).

O tucano concorreu ao cargo com Genésio José Rocha (PMDB), que recebeu 2.424 votos, ou seja, 43,09%, de acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).Nascido no Distrito Federal, Cleiton Martins tem 38 anos, é casado e tem três filhos. Empresário, essa será a primeira vez que assume um cargo público. 

Em entrevista ao G1, ele disse que pretende "fazer a cidade avançar” assim que assumir o cargo, em janeiro de 2017.

“Eu sei que não vai ser fácil, pois o município passou por uma série de transtornos nos últimos quatro anos. Mas foi por isso que fiz uma campanha voltada para apresentar propostas e mostrar para a população que houve muito descaso com a administração. 

Nosso município é muito rico, principalmente em recursos hídricos, energia, e vamos buscar o apoio da iniciativa privada para conseguir esse desenvolvimento”, afirmou.

Martins, que disputou as eleições pela coligação “Juntos para a Verdadeira Mudança”, que reúne os partidos PP, PTN, PR, PPS, PHS, PSB, PSDB e PROS, destacou não ter nenhuma ligação política com os gestores que assumiram a cidade nos últimos quatro anos.

“Somos da oposição e viemos contra os últimos prefeitos e a máquina pública atual. Acredito que, por isso, a população nos deu um voto de confiança e ganhei com mais de 700 votos de vantagem, o que é muito para uma cidade pequena. Mas o importante é que com o apoio do governo estadual faremos a cidade avançar”, garantiu.

‘Dança das cadeiras’

O município, que tem pouco mais de 11 mil habitantes, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), começou a ter problemas em maio de 2013. 

Na ocasião, o prefeito eleito em 2012, Oldemar de Almeida Pinto Filho (PMDB), e o vice, Domingos Jacinto Oliveira Neto (PT), foram cassados pelo Tribunal Regional Eleitoral de Goiás (TRE-GO). 

Ambos foram condenados pelos crimes de compra de votos e abuso de poder.

Mas até que um novo prefeito fosse escolhido, o vereador Rival Gonçalves da Silva (PRP), conhecido como Fiim, assumiu o cargo interinamente. Assim, novas eleições suplementares foram marcadas e, em julho de 2013, Etelia Vanja Gonçalves (PDT) sagrou-se vencedora por uma diferença de apenas 14 votos.

No entanto, em maio de 2015, a prefeita e o vice, Ruy de Oliveira Pinto, também foram destituídos após serem condenados por captação ilícita de votos e de recursos de campanha.

Sendo assim, a presidente da Câmara Municipal de São Domingos, a vereadora Jovita Ribeiro da Silva (PMDB), assumiu a prefeitura. 

Porém, ela responde a um processo por improbidade administrativa, onde, inclusive, foi acusada de corromper testemunhas e destruir provas. Por isso, Jovita também foi afastada do cargo em junho de 2015.

Fonte: G1

Nenhum comentário: