Banner 1

quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Cinco lugares para conhecer na Chapada dos Veadeiros



Chapada dos Veadeiros é um dos parques mais famosos do Brasil, conhecido por sua fauna, flora e formação geológica exótica. 

O acesso não é exatamente fácil, mas os poços e as cachoeiras para tomar banho, o visual incrível e a energia boa do local valem muito a pena a visita. Neste guia, selecionamos cinco lugares para conhecer na região, e damos dicas de como chegar e onde ficar.

Como ir?

A maneira mais fácil de chegar à Chapada dos Veadeiros é voando até Brasília. Outra opção é ir para Goiânia, mas é uma alternativa com mais tempo de estrada e menos opções de voos. 

O ideal é alugar um carro na capital federal porque a Chapada é grande e um carro dará mais liberdade e mobilidade para conhecer o parque. 

Saindo do aeroporto de Brasília, a viagem de carro leva cerca de três horas. Basta seguir pela BR 020 até Planaltina, pegar a BR 010 (sentido Tocantins) e seguir nela até chegar a Alto Paraíso.

Para quem prefere não alugar um carro ou também para aqueles que são adeptos às caronas compartilhadas, uma opção é fazer uso das redes sociais para arrumar uma carona, como esse grupo no Facebook. 

Eu, por exemplo, aluguei um carro e ofereci caronas no grupo para ajudar no custo da gasolina.

Onde ficar?

Das três cidades que compõem a Chapada — Alto Paraíso, São Jorge e Cavalcante –, a melhor estruturada é Alto Paraíso, inclusive com restaurantes muito bons. Fiquei hospedado na Pousada Espaço Naves Lunazen, onde os chalés são em formato de naves espaciais. 

O design diferente chama atenção e dá um clima bacana, algo meio “New Age”, e diferente das pousadas tradicionais. De acordo com os donos da pousada, o simpático casal Grazi e Rafael, a arquitetura redonda ajuda na circulação da energia. Fui muito bem recebido e adorei o clima familiar que eles proporcionaram. 

A pousada também possui uma pegada ecológica, com energia gerada por painéis solares.

Minha dica é dividir a estadia: metade do tempo ficar em Alto Paraíso para conhecer os atrativos próximos de lá e depois ficar no vilarejo de São Jorge. São Jorge é pequena, com menos infraestrutura, porém mais perto da entrada do parque. Lá fiquei hospedado na Pousada Villa São Jorge. 

A dona Irene me acolheu super bem. É uma pousada no fundo da casa dela, tem poucos quartos, redes para descansar e é um ótimo custo benefício.

Não me hospedei em Cavalcante, a terceira cidade que faz parte do parque, mas fiz um bate e volta para lá para conhecer a cachoeira Santa Barbara, uma das mais famosas da Chapada.

Aqui uma lista com Cinco lugares para visitar

Fonte: Mochilando 

Nenhum comentário: