Banner 1

Banner 1

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Unicamp: Falta de respeito ao professor chega a uma das melhores universidades do país; Assista



A Unicamp, uma das mais conceituadas universidades do país, também passou a ser palco da cultura de desrespeito de alunos para com professores, que há muito vem ocorrendo nas escolas públicas Brasil a fora, principalmente no ensino médio. 

Dentro da sala de aula o professor é soberano e ninguém pode, até mesmo entrar ou sair sem sua autorização. 

Mas não foi o que se viu recentemente na Unicamp. 

Sob o pretexto de estarem fazendo um protesto, eles invadiram a sala e, pasmem, até apagaram as fórmulas de matemática feitas no quadro. 

Um verdadeiro tapa na cara de todos os professores do país. 

Nas imagens é possível observar três alunos integrantes do movimento Ocupa Unicamp em frente à lousa. 

Apesar do batuque alto, o professor tenta continuar a aula. Mas o esforço é em vão.

Um dos alunos, que faz licenciatura na própria universidade, tenta apagar uma equação que o professor tinha acabado de escrever.

Na primeira vez, o professor (estrangeiro - russo) Popov consegue evitar, mas o aluno insiste e ele não oferece resistência. 

Em seguida, o vídeo é interrompido, mas o professor conta que a ação não acabou ali. 

Nas redes sociais, há quem peça a expulsão do aluno da universidade. 

“Eles invadiram a aula, forçaram a porta. Tentei fechar, mas entraram à força. Eles começaram a dizer que queriam dialogar, mas nunca vi um diálogo que começa com uma invasão. 

Eu não estou fazendo greve e tenho direito a dar aula, sou professor para isso. No começo eram três, depois chegaram outros com um bumbo. 

Continuei porque não vou me intimidar. Sou russo, sou resistente”, conta o professor.


O ato será avaliado pela Unicamp de acordo com as normas institucionais.

2 comentários:

  1. Por várias vezes recebemos textos que apontavam a palavra aluno, originada do latim como significado de "sem luz", com vários estudos etimológicos alumnus significa literalmente "nutriz intelectual". Mas em alguns casos vemos que o significado mais apropriado é "sem luz", tantos analfabetos políticos e sociais, gritam,esbravejam sem saber porque. Mas é um vício no sistema educacional que vêm se desenrolando com as políticas públicas educacionais que primam pelo quantitativo, o que importa são os números, metas e gráficos, e isso tem que refletir de algum modo e hoje estamos vendo os futuros profissionais que estarão disponíveis no mercado de trabalho, totalmente despreparados, o que importa é revolucionar, gritar e aparecer na mídia. Meus caros e a piora é uma certeza.

    ResponderExcluir
  2. Nunca vi tamanha falta de respeito! Para mim é caso de expulsão com certeza!

    ResponderExcluir