Banner 1

segunda-feira, 6 de junho de 2016

Polícia encontra fotos pornográficas em celular de padre preso em Caldas Novas, por estupro de vulnerável


A Polícia Civil ouviu na manhã hoje (5) testemunhas sobre o possível abuso sexual que teria ocorrido ontem em um clube, em Caldas Novas. 

Segundo a delegada responsável pelo caso, Sabrina Leles de Lima Miranda, o celular do padre Fabiano Santos Gonzaga, de 28 anos, foi apreendido e nele foram encontradas fotos e conversas "incompatíveis com a função de padre", disse a titular da Delegacia de Atendimento à Mulher e de Proteção à Infância e Juventude de Caldas Novas.

A delegada não quis dar maiores detalhes sobre as fotos e conversas, mas adiantou que elas têm "fundo pornográfico e homossexual". 

A vítima, um adolescente de 15 anos e que é deficiente mental, também foi ouvido hoje por psicólogos que vão fazer um laudo sobre o caso. "Como não tem vestígio material, a palavra da vítima tem muita força", ressaltou Sabrina.

Segundo a delegada, a vítima demonstrou ser coerente em seu depoimento. "Ele contou a mesma versão para a mãe, para os policiais militares, para mim, para o psicólogo e ainda para duas amigas da mãe." Já o padre demonstrou uma reação "atípica", segundo Sabrina. "Ele não se defende."

Versões

Em depoimento, Fabiano admitiu que esteve na sauna e que conversou com a vítima. "Ele disse que percebeu que a vítima tinha transtorno mental e saiu da sauna", disse a delegada.

Já a vítima relata que estava na sauna com o padre e outro senhor. 

Quando este último deixou o recinto, o padre teria se aproximado do adolescente e tentado conversar com ele, que achou estranho e quis deixar a sauna. Nesse momento, o sacerdote teria ameaçado o jovem dizendo que ele apenas deixaria o local se ele fizesse sexo oral nele.

Após o suposto abuso, a vítima saiu correndo da sauna e contou o que teria acontecido à mãe que, transtornada, começou a gritar e a fazer tumulto no clube. A Polícia Militar foi chamada e encaminhou a vítima e o suspeito até a delegacia.

Fabiano Santos Gonzaga é padre em Frutal, cidade no interior de Minas Gerais e que fica a 350 quilômetros de Caldas Novas. Segundo a delegada, ela ainda não informou oficialmente a Arquidiocese de Uberada, a qual o pároco responde, mas disse já ter entrado em contato por telefone e informado o padre local.

Como o adolescente é deficiente mental, Fabiano Santos Gonzaga irá responder por estupro de vulnerável.

Fonte: Mais Goiás

Nenhum comentário: