Banner 1

terça-feira, 21 de junho de 2016

Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros pode ter seu território ampliado em quase quatro vezes




Patrimônio Natural da Humanidade declarado pela Unesco, o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros (GO), a 230 quilômetros de Brasília, pode ter seu território ampliado em quase quatro vezes, passando de 65 mil hectares (650 quilômetros quadrados) para 230 mil hectares (2.300 quilômetros quadrados). 

A tentativa de ampliação, iniciada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio, ligado ao Ministério do Meio Ambiente) em parceria com ONGs, depende do chancelamento da Casa Civil e da posterior assinatura da presidência da República para entrar em vigor.

"Se parar para pensar, um parque nacional de 65 mil hectares é pequeno, tendo em vista que o nosso objetivo é conservar um ecossistema inteiro. Aqui, temos espécies que não são vistas em outros lugares do mundo. 

Além disso, temos grandes mamíferos, como onças e lobos-guará, que dependem de grandes áreas para caçar. 

Eles não têm voz, então nós somos a voz desses animais", ressalta Fernando Tatagiba, analista ambiental do ICMBio e chefe do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. 

No Plano de Manejo da área protegida, o instituto contabilizou a ocorrência de 118 espécies de mamíferos (9 delas exclusivas do Cerrado), 312 espécies de aves, 140 tipos de répteis e anfíbios, 49 espécies de peixes e cerca de mil insetos diferentes.

Nos últimos quatro anos, os defensores da ampliação do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros organizaram diversos estudos sócio-ambientais e consultorias para delinear um novo espaço à área ambiental. 

Três audiências públicas reuniram a sociedade, como determina o protocolo. 

Pequenos e grandes proprietários foram ouvidos, além de ambientalistas e agricultores. Após o processo, o ICMBio encaminhou a documentação para o Ministério do Meio Ambiente, que chancelou o projeto. 

A iniciativa aguarda a avaliação final do Palácio do Planalto.

"Houve um problema de desentendimento entre áreas jurídicas. A ampliação do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros inclui uma área de proteção estadual, a de Pouso Alto. 

A Casa Civil entendeu que uma área federal não pode se sobrepor a uma área estadual. O jurídico do Ministério do Meio Ambiente, no entanto, pensa diferente", explica Tatagiba. 

O impasse já dura um mês. O caso também é analisado pela Advocacia Geral da União. 

No entanto, o ICMBio vê grandes chances de a ampliação ser aprovada. Para evitar maiores conflitos, algumas dezenas de propriedades foram poupadas. Uma delas é o sítio do Bruno Mello, presidente da Fundação Mais Cerrado.

Fonte: Correio Braziliense

Leia a íntegra do texto 

Publicamos há cincos anos


Território Chapada dos Veadeiros realiza audiências públicas


Governo de Goiás propõe a criação de três parques no Cerrado, em Monte Alegre, Cavalcante, Alto Paraíso e Nova Roma

Nenhum comentário: