Banner 1

segunda-feira, 20 de junho de 2016

Agronegócio: último leilão de energia demonstrou que há espaço para biomassa no cenário elétrico


O último leilão de energia A-5, que aconteceu em abril passado, viabilizou o desenvolvimento de 6 projetos de produção de energia por biomassa entre os 40 empreendimentos que sairão do papel. 

Ainda que o leilão tenha resultado na venda de menos de 1% da energia ofertada, pois as principais distribuidoras estão com sobra de energia e não participaram do leilão, a procura pelas térmicas de biomassa reforça a preocupação do País com a produção de energia sustentável e não poluente. 

O nordeste de Goiás, a exemplo do oeste baiano, vem se destacando no cenário nacional na produção de biomassa.

Esse cenário é favorável ao sorgo Palo Alto, uma matéria-prima dedicada à produção de energia e que apresenta vantagens em relação a outras como o cavaco e o bagaço da cana. 

A Nexsteppe, empresa voltada ao desenvolvimento pioneiro de matérias-primas sustentáveis para as indústrias de bioenergia, biocombustíveis e bioprodutos, comercializa o sorgo Biomassa Palo Alto e assegura que, por ser uma biomassa dedicada, o sorgo oferece a previsibilidade de que o que for plantado será colhido para a geração de energia. 

Isso permite planejamento ao assegurar ao mercado uma matéria-prima de excelente qualidade e com preços controlados. 

As indústrias já consideram o Sorgo Biomassa Palo Alto como uma alternativa viável, confiável e escalável como fonte de biomassa, pois aumenta a capacidade de estocagem, contribui com a otimização do parque industrial possibilitando a transformação da matéria-prima em outros produtos (fardos, briquetes, pellets) para enquadrar em diferentes fornos. 

A matéria-prima é de fácil adaptação por região agrícola e época de cultivo, aumentando as janelas de produção de vapor e energia.

Mesmo com a atual sobra de energia, o País não pode deixar de considerar o desenvolvimento de alternativas sustentáveis para sua matriz energética. Outras crises de estiagem podem acontecer e a tendência mundial é do uso cada vez mais frequente de fontes renováveis de energia. 

Sobre a Nexsteppe 

A Nexsteppe é a primeira companhia de comercialização de sementes do mundo criada com o exclusivo propósito de introduzir uma nova geração de soluções escaláveis, confiáveis e de baixo custo em insumos para produção de biocombustíveis, bioeletricidade, biogás e bioprodutos. 

Ganhadora do título de Great Green Idea, da revista Fortune, em 2014, a empresa captou US$ 22 milhões em sua terceira série de investimentos, realizada em setembro deste ano. 

Entre seus clientes estão grupos como Odebrecht, Bunge, Raízen e Caramuru.

Fonte e solicitação de publicação: Nexsteppe

Nenhum comentário: