Banner 1

domingo, 29 de maio de 2016

Um é resgatado e cinco presos fogem do presídio de Posse (GO). Dois outros homens morrem baleados em confronto com a polícia


Dois homens foram mortos neste domingo (29), em um bloqueio na rodovia GO-362, na zona rural do município São Domingos de Goiás.

De acordo com a Polícia Militar, dezenas de militares estão em operação nas buscas por seis homens que fugiram do presídio de Posse (GO), desde o último sábado. 

Várias barreiras foram colocadas em pontos estratégicos de várias rodovias do nordeste goiano com o intuito de prender os fugitivos. 

Na manhã deste domingo, no entanto, após encontrarem vestígios de dois homens que teriam furado um bloqueio policial, em uma rodovia, a GO-362, próximo à mata da Serra Geral, os militares os localizaram e, ao tentaram a aproximação, foram recebidos a tiros.  

No confronto, os dois homens foram feridos e depois socorridos para o hospital municipal de São Domingos (GO). 

Eles não resistiram aos graves ferimentos e morreram. Os bandidos foram identificados como Douglas Antônio Maciel e Tharly Oliveira Silva, que segundo a PM, são suspeitos de serem os autores de vários homicídios na cidade de Posse (GO). 

Os dois estavam com mandados de prisão em aberto e também são suspeitos de terem perpetrado o assalto ao Banco do Brasil da cidade de Divinópolis de Goiás, ocorrido na semana passada.

Na oportunidade, eles fizeram uma família refém por toda a madrugada e arrobaram a parede da casa, que dava acesso aos caixas do banco. 

Porém, não conseguiram arrombar os caixas e só levaram as armas dos vigias, que estavam guardadas no local. 

Ainda segundo a PM, os bandidos mortos não têm qualquer ligação com a fuga de presos em Posse e "caíram", por azar, na rede de segurança montada pela polícia em todo o nordeste de Goiás. 

Com os suspeitos, foram apreendidos dois revolveres calibre 38 e cerca de 5 munições intactas.

O veículo utilizado pelos suspeitos, uma Fiat Strada, de cor verde, é o mesmo que foi usado no arrombamento do Banco do Brasil de Divinópolis de Goiás, 

Fuga de Posse 

Cerca de seis presos fugiram do presidio de Posse, no nordeste goiano, neste sábado (28).

De acordo com a Polícia Militar de Posse, vários homens, em quantidade ainda não definida, resgataram um preso, homicida e suspeito de lidera uma quadrilha especializada em roubos a bancos. 

No resgate, cinco outros bandidos aproveitaram a confusão e também fugiram da cadeia de Posse. 

As informações dão conta de que o agente do presídio foi abordado por um homem que se dizia advogado. 

Mas quando ele se aproximou, foi rendido facilmente pelos criminosos.

A polícia militar e a polícia civil de São Domingos foram acionadas. A GPT de Posse e Campos Belos e a Polícia do Cerrado da Bahia também se dirigiram até o local.

As operações já duram mais de 40 horas. 

No intuito de responder a esta ação, de acordo com o comando regional da PM, foi feita uma junção de forças de todo o Comando Regional e vários bloqueios nos locais mais propícios para à fuga.

Em um dos bloqueios, na cidade de São Domingos (GO), uma picape S-10 fugiu do bloqueio. 

O carro foi abandonado logo em seguida e os ocupantes entraram em uma mata, próximo à Serra Geral, na GO-362.

Outros veículos também fugiram dos bloqueios. Um deles, um Fox preto, que capotou próximo ao povoado de São João, município de São Domingos. 

Já no bloqueio da GO-110 (trecho entre Divinópolis de Goiás e São Domingos), no km 20, por volta das 3h da manhã, os militares foram surpreendidos pelo veículo Fiat/Strada, Placa OMT-7420 GO, em alta velocidade, conseguiu furam o dispositivo policial. 

Perseguidos, os homens abandonaram o carro e entraram numa mata. 

Pela manhã, equipes da PM encontram vestígios dos homens da Fiat Strada e no confronto com ambos, que depois se descobriu que teriam participado do assalto ao Banco de Divinópolis, foram baleados e mortos. 

Sobre os foragidos do presídio de Posse, a PM informou que nenhum homem foi localizado e preso, apesar da intensa e grande operação na área da Serra Geral, que divide os estados de Goiás e Bahia.  

As buscas da PM continuam em todo o nordeste goiano.


Com informações de Antônio Carlos e da Polícia Militar 

Nenhum comentário: