Banner 1

Banner 1

segunda-feira, 25 de abril de 2016

Homem foi comido por jacaré em TO: "Tínhamos certeza que foi um ataque", diz irmão de desaparecido




A família de Rogério Marques de Oliveira, de 41 anos, suspeita que restos mortais encontrados na barriga de um jacaré sejam do parente, que está desaparecido desde domingo (17).

Mesmo após o Corpo de Bombeiros encerrar as buscas, os parentes continuaram a procurar por Rogério com a ajuda de moradores de Araguacema, no oeste do Tocantins. 

Renato Mariano de Oliveira diz que tinha certeza que o irmão foi vítima de um ataque de jacaré e foi um alívio encontrar possíveis indícios do paradeiro dele.

"Não íamos parar de procurar enquanto não encontrasse ao menos os restos mortais para enterrar. Nós tínhamos certeza que ele foi atacado e minha mãe sempre pedindo [para encontrarmos]. Por isso, nós passávamos os dias na mata", disse.

Apesar de a família ter certeza de que os restos mortais encontrados no estômago do jacaré, encontrado na sexta-feira (22), são de Rogério, o Corpo de Bombeiros não confirmou que houve o ataque. 

"Quem estava tomando banho disse que viu ele sendo atacado por um jacaré. Possivelmente estavam fazendo uso de bebida alcoólica e não tem como ter certeza se ele foi atacado ou se afogou", disse o capitão Cruvinel, do Corpo de Bombeiros.

A confirmação só será possível após exames. O material encontrado no ventre do réptil foi recolhido pelo Instituto Médico Legal (IML) de Paraíso do Tocantins no início da noite e deve ser levado para Palmas, onde vai passar por análise.

Férias

Mariano e a família dele vivem em Brasília (DF) e estavam passando as férias na casa de Marques em Araguacema. 

O período de lazer foi interrompido com o sumiço do homem no último domingo (17).

Rogério Marques de Oliveira era casado e tinha dois filhos. Ele vivia em Araguacema há cerca de dois anos.

"O animal não tem culpa", afirma Mariano. Ele explica que depois do ataque ninguém mais entrou no rio, que é um dos pontos turísticos da região, para tomar banho. "O pessoal está meio cabreiro com a situação e o outro jacaré está solto lá na região", comentou, após afirmar que o irmão pode ter sido atacado por mais de um réptil.

Armadilha

Mariano disse que não sabe que montou a armadilha que capturou o jacaré próximo ao córrego Ponte Grossa, que deságua no Rio Araguaia. Para ele, o restante do corpo que seria de Marques pode estar no estômago de um outro animal que também vive na região.

"Nós fomos procurar e encontramos o animal preso em uma armadilha já morto. Resolvemos abrir e encontramos parte do que parece ser o pulmão e da aorta do coração, além do pênis. O resto deve estar no outro jacaré, que é o macho, porque essa era uma fêmea."

Supervisor da área de preservação ambiental da Ilha do Bananal e Cantão, ligado ao Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), Fábio Brega Gamba diz que não é comum jacarés atacarem humanos.

"Na época de cheia no rio a presença desses animais ali na região é comum. É uma área de grande ocorrência de jacarés."
Entenda

Segundo informações da PM, a vítima estava tomando banho no local com outras pessoas no último domingo (17). 

Parentes contaram à polícia que ele teria sido puxado para o fundo do Rio Araguaia, em Araguacema.

Fonte: G1

Um comentário:

  1. É lamentável uma notícia trágica dessa natureza. Sinto por ele é familiares. .

    ResponderExcluir