Banner 1

Banner 1

quarta-feira, 13 de abril de 2016

Ética Jornalística: volto a falar sobre a questão de se preservar a identidade de criminosos



Todos os dias recebo uma enxurrada de críticas de leitores, todas as vezes que publico matérias de crimes e preservo a identidade do autor, seja com uma tarja preta nos olhos, seja inserindo apenas as iniciais de seu nome. 


Faço isso por três razões, em síntese:  

A primeira, por prudência. Na maioria das vezes, os casos são apresentados pela polícia, e não são raros aqueles acometidos de erros graves, de por exemplo se prender pessoas erradas, por crimes não cometidos.  

Até o julgamento, o suposto criminoso pode ser inocentado na justiça. Isso é fato. E uma vez aqui publicado, o estrago na imagem e na reputação daquela pessoa é enorme. 

Temos que ter esse discernimento. 

O segundo aspecto é de respeito às famílias dos criminosos ou dos supostos criminosos. 

Os familiares já sofrem muito com a pessoa que tem desvio sério de conduta; sofrem com os crimes por eles cometidos; com as prisões, e ainda têm que suportar as repercussões das notícias publicadas. 

Por isso, a preservação dos nomes e dos rostos, no fim, é uma proteção das famílias, que muitas das vezes não tem nada a ver com a história. 

E isso ocorreu hoje neste blog. 

Por um deslize, publiquei um texto sobre uma ação criminosa na região metropolitana de Goiânia e acabei não preservando o acusado do delito, que era morador de Campos Belos (GO). 

Isso teve uma repercussão enorme e muito negativa, notadamente no seio da família do preso. 

A terceira questão para preservar o nome do suposto bandido é por segurança, principalmente no casos de estupros. 

Não raro, as pessoas partem para a "justiça com a próprias mãos" em crime de tamanha gravidade. Ao se divulgar a identidade, ele passa a ser um alvo fácil. Assim, todo cuidado é pouco. 

Por isso, peço a compreensão dos leitores para esta tão importante, mas, ao mesmo tempo, tão delicada função deste blogueiro, que é de informar e de falar da vida de pessoas (que é o que fazemos, no fim das contas). 

10 comentários:

  1. Parabéns pela matéria caro Dinomar, e também pelo profissionalismo!

    ResponderExcluir
  2. cara de bandido tem que mostrar mesmo, se fosse o primeiro deslize do cara até não digo, mas já é velho conhecido da Polícia e da cidade! A família a tem de conformar e pronto. mãe nenhuma cria filho pra ser bandido, Mas ele virou ue, fazer oque? E aceitar e por nas mãos de Deus.. se caso ele morrer dinomar, publique tbm, estamos anciosos

    ResponderExcluir
  3. Na minha opinião este blogueiro esta e com medo de postar a cara desses bandidos. na minha opinião não lembrar de família coisa nenhuma... qual a diferença de colocar a foto de um ladrão (politico)... e de não colocar a foto de um ladrão comum... vejo aqui que o senhor em momento nenhum para pra pensar por exemplo na família dos políticos... posta fotos e tudo mais agora mesmo neste momento vc acabou de postar a foto do siqueira. qual a diferença? e por que um ta com arma? e porque vc ta com medo de represália? ou simplesmente não quer ficar queimado com os familiares desse rapaz. se quer realmente fazer com que a população saiba das coisas mostre a cara do bandido... Não adianta postar a notícia sem mostrar o rosto... Ou o senhor vai para a rádio e comeca a fala suas notícias no rádio, la e ideal la so vamos ouvir.

    ResponderExcluir
  4. Apesar de você dizer tomar todo o cuidado, ainda acho que é pouco,pois você constrange e envergonha a vítima que pode ser inocente,e a família que passa por humilhações e opiniões de pessoas cruéis que dizem ter fé em Deus,vivem na igreja e são as primeiras a jogar a pedra no próximo .Espero que você tome mas cuidado não só nesse caso mas em todos que já postou e poderá postar.

    ResponderExcluir
  5. cara de bandido tem que mostra mesmo, ta comedo?

    ResponderExcluir
  6. Ninguém pode ser considerado culpado antes do trânsito em julgado da condenação. Negar a qualquer indiciado, denunciado ou réu em processo o direito à ampla defesa e ao contraditório é negar o próprio estado democrático de direito e presunção de não culpabilidade. Não podemos retornar à idade média. Culpar por antecipação já destruiu a vida de milhares de inocentes, a exemplo do pessoal da escola base em SP, dos irmãos Naves de Araguari e tantos outros. Não deve haver impunidade, mas as pessoas têm que ser apenadas pela sua culpa formada em processo regular. As garantias do processo devem proteger a todos, nós, nossos amigos e parentes, mas também aos desconhecidos e inimigos. Há tanto exercício arbitrário das próprias razões, com condenações sumárias e "linchamentos", mas mesmo assim a criminalidade tem aumentado, bem como as prisões processuais (temporárias e preventivas). As cadeias estão superlotadas de presos SEM condenação.

    ResponderExcluir
  7. Engraçado, vc postou a foto do cara de campos belos e só retirou um pouco antes de postar isso daqui, ainda comentei quando vi a foto com colegas, de que a foto era de um rapaz que morava perto do estadio. Estranho ter tirado a foto do nada.

    ResponderExcluir
  8. acho que tem tanto assunto pra falar e vc fica aumentado as coisas demais se a apessoa quiser te prcessa por isso a familia pode sabia

    ResponderExcluir
  9. pimenta no c.. dos outros e refresco

    ResponderExcluir
  10. E tantas coisas que chego a ficar pensando... sera se um cara desse com uma arma revidando com a polícia pode ser inocente? sera que as vítimas ta mentindo? sera se isso não prova nada? sera se pode ser inocente? Agora colocar falando que tem dor de uma imagem dessa, posso afirmar que e o fim do mundo... bandido tem poder do medo, abala psicológico dos bloqueiro pois tem muitos morrendo quando mostra a verdade... conheço vários que ja morreram mostrando casos de politicos e de bandidos. so por isso não crítico esse bloqueiro..

    ResponderExcluir