Banner 1

Banner 1

quinta-feira, 3 de março de 2016

Vídeo: Imagens flagram homem sendo executado a tiros em supermercado de Formosa (GO)



Câmeras de segurança registraram o momento em que um homem de 32 anos foi morto a tiros dentro de um supermercado em Formosa, Entorno do Distrito Federal.

As imagens mostram Nilson Alves Moreira caindo perto de uma prateleira e, depois de caído, dois homens disparam mais tiros e fogem (veja vídeo acima). Segundo a polícia, um dos suspeitos, de 18 anos, foi preso.

O crime aconteceu na quarta-feira (02), no Setor Nordeste. Uma funcionária do local, que não quis se identificar, disse ao G1 que a ação dos criminosos foi rápida e deixou os clientes apavorados. “Foram 10 segundos de pânico. O mercado tinha muita gente, uns saíram correndo, outros deitaram no chão, teve gente até se escondendo nas prateleiras em pânico, com medo”, contou a funcionária.

Segundo o delegado Vytaltas Fabiano Zumas, responsável pelo caso, o homicídio foi motivado por uma briga entre duas gangues da cidade.

“O conflito entre os dois grupos é bem conhecido na região. A vítima faz parte do grupo conhecido como ‘Rio Vermelho’, e a gente acredita que os autores façam parte da gangue da ‘Rifânia’, que leva o nome de uma avenida do Setor Abreu”, explicou o delegado.

De acordo com ele, a polícia não tem dúvidas de que foi um crime de execução. “A gente acredita que eles seguiram a vítima até o supermercado já programando que o mataria dentro do estabelecimento”, disse.

Um dos suspeitos, um jovem de 18 anos, foi preso em flagrante. Segundo o delegado, ele já havia sido apreendido em novembro do ano passado, quando ainda tinha 17 anos, por envolvimento em um homicídio. Desta vez, ele foi autuado por homicídio qualificado. A polícia já identificou o segundo suspeito, que segue foragido.

“Não descartamos a hipótese de que mais pessoas estejam envolvidas, por exemplo, dando apoio à dupla do lado de fora do local do crime”, afirmou o delegado.

Ainda de acordo com Zumas, a vítima também tinha passagens pela polícia por porte ilegal de arma e agressão. “Todos os envolvidos já são pessoas com ligação com o mundo do crime e, sobretudo, com as rixas de gangues aqui da cidade”, afirmou.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário