Banner 1

Banner 1

quarta-feira, 30 de março de 2016

Mil estudantes sem aulas: professores de São João da Aliança (GO) estão em greve há duas semanas. Eles querem o piso nacional da categoria


Professores da rede municipal de São João da Aliança, nordeste de Goiás, estão em greve há pelo menos duas semanas. 

Eles reivindicam que o prefeito da cidade cumpra a lei e pague o piso nacional da categoria, que é de R$ 2.135,64. 

A categoria está preocupada com a situação das crianças, que estão sem aula e porque os representantes do Poder Executivo local são intransigentes negam-se a negociar. 

Estão parados 102 professores concursados, que atendem cerca de mil estudantes. 

Os profissionais reclamam que o governo federal repassa a verba do fundo nacional de educação básica (Fundeb), mas o prefeito alega que não tem verba. 

"Eles alegam não ter dinheiro, mas temos os extratos do Banco do Brasil, onde estão detalhados os valores que entram e dá perfeitamente para nos pagarem, sem contar o repasse estadual. 

Fizemos várias tentativas de negociação... e nada. Ontem fizemos a proposta de dividir em 6 parcelas o retroativo desde janeiro, mesmo assim não aceitaram", contou uma professora do município. 

A profissional afirmou que a categoria quer uma garantia de que a prefeitura irá pagá-los e cita uma proposta do sindicato para primeira parcela ser paga no próximo dia 10 de abril. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário