Banner 1

segunda-feira, 7 de março de 2016

Avanço: Paróquia de Campos Belos cria pastoral da Comunicação e na estreia faz matéria com o bispo diocesano



Dom Romualdo, bispo diocesano, visitou a Paróquia Nossa Senhora da Conceição, no último domingo (6) e trouxe aos fieis a réplica da imagem peregrina de Nossa Senhora Aparecida

Por ocasião da visita para entregar a réplica da imagem de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil, a equipe da Pastoral da Comunicação (Pascom) teve a oportunidade de conversar com o Bispo Dom Romualdo e refletir um pouco sobre a intensidade proposta pelo Papa Francisco, no que diz respeito ao Ano da Misericórdia, tanto na perspectiva diocesana, quanto na dimensão paroquial. 

O Bispo foi o primeiro entrevistado da Pastoral da Comunicação:

PASCOM: A paróquia está recebendo a réplica da imagem original de Nossa Senhora Aparecida. Qual a importância para a comunidade de Campos Belos de receber a padroeira do Brasil?

DOM ROMUALDO: A primeira intuição é o fortalecimento da nossa fé cristã, porque Maria não é deusa, é a simples e humilde mãe do nosso salvador. O desejo do coração materno de Maria é levar a todos para o filho dela. Então ela quer nos sensibilizar no sentido humano e também no sentido existencial que a plenitude da verdade está no filho dela. 

PASCOM: A igreja católica celebra em 2016 o Ano da Misericórdia a pedido do Papa Francisco. O que é o Ano da Misericórdia?

DOM ROMUALDO: Seguindo a linha de raciocínio do evangelho de hoje nos lembramos daquele filho que estava sempre na casa do pai, mas achou ruim que o pai estava perdoando o outro irmão que se perdeu na vida. Ele que sempre esteve na casa de seu pai nunca recebeu uma festa extraordinária. 
É interessante que o Papa Francisco voltado ao rosto misericordioso de Deus, percebeu que no fundo todos nós precisamos de perdão. Às vezes somos tão orgulhosos que não pedimos misericórdia. 

PASCOM: Campos Belos é sede da Forania das Paróquias de Nossa Senhora da Conceição, Nossa Senhora Aparecida em Combinado, Nossa Senhora dos Remédios em Arraias e Santo Antônio em Monte Alegre, portanto também se tem aqui a porta santa dessas paróquias. O que a Diocese pede aos católicos na passagem pela porta santa e o que devemos refletir?

DOM ROMUALDO: Refletir principalmente sobre o perdão de Deus e o que isso significa para nós. No final da missa passei a seguinte mensagem do evangelho de hoje: somos chamados para viver a verdade da nossa fé e do nosso ‘ser’ como somos, e não das aparências. 

Então é isso que queremos pedir na passagem da porta santa, que peçamos perdão à Deus pelos nossos pecados. O padre Luiz Alberto disse que irá abrir a porta santa em um domingo após a páscoa celebrando exatamente o rosto misericordioso de Deus para conosco.

PASCOM – Pastoral da Comunicação Paróquia Nossa Senhora da Conceição Campos Belos - GO


Nenhum comentário: