Banner 1

sábado, 13 de fevereiro de 2016

Polícia Civil conclui que não houve estupro de jovem no Réveillon


A Polícia Civil do DF encerrou o inquérito sobre a denúncia de um suposto estupro ocorrido na noite de réveillon, durante a festa “The Box Reveião”, no Setor de Clubes Norte, sem indiciar o segurança Wellington Monteiro Cardoso, 33 anos. 

Dois elementos fundamentais da investigação – o laudo pericial produzido pelo Instituto Médico Legal (IML) e o depoimento de testemunhas – levantaram dúvidas sobre o que, de fato, ocorreu naquela noite.

A Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) informou, por nota, que em diligências realizadas o suposto autor foi identificado e ouvido, momento em que confirmou a relação sexual, porém acrescentou que foi consentida. 

Também foram ouvidas diversas testemunhas, que informaram ter havido “um prévio envolvimento entre as partes ainda dentro da festa e que ambos saíram da festa de mãos dadas.”

O texto destaca, ainda, que “a vítima foi submetida a exame de corpo de delito, em qual não foi possível constatar a incapacidade de reação.” 

Assim, diante da ausência de indícios suficientes de materialidade, não houve indiciamento no inquérito, e diante do encerramento das diligências na esfera policial, o procedimento foi encaminhado ao Tribunal de Justiça do DF e Ministério Público do DF.

“Não existem elementos conclusivos para o indiciamento. O resultado do laudo pericial não ratifica a versão contada pela vítima. 

O mesmo caminho é seguido pelas provas testemunhais, que afirmam o fato de a jovem não ter apresentado sinais de embriaguez no decorrer do evento”, afirmou a chefe do Departamento de Polícia Especializada (DPE), delegada Mabel de Farias.

Fonte: Metrópoles

Já publicamos

Jovem é estuprada por segurança em festa de réveillon na Asa Norte, em Brasília, e relata caso no Facebook



Nenhum comentário: