Banner 1

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Chuvas levam prefeito de Cavalcante (GO) a decretar situação de emergência. 22 casas foram destruídas e comunidades estão isoladas





O prefeito de Cavalcante, João Pereira da Silva Neto, decretou na sexta-feira (29) situação de emergência na zona rural do município em virtude das fortes chuvas que ocasionaram o transbordamento do Rio Prata e Rio Corrente.

As chuvas ocorreram na última quarta-feira (27) na região denominada Vão do Moleque, que compreende as comunidades quilombolas do Prata, Maiadinha, Vagem Capela, Taboca, Congonha, Salino e Altamira, que se encontram em situação de total isolamento devido o surgimento de erosões nas estradas que dão acesso a essas comunidades.

Ao saber das situações de isolamento dessas comunidades, o responsável pelo setor de resposta e reconstrução da defesa civil estadual, tenente Valdick Rocha Ribeiro, além de uma representante da secretaria da Mulher, desenvolvimento racial, igualdade racial, direitos humanos e trabalho, Marta Ivone de Oliveira, estiveram reunidos com o prefeito João Neto, e após avaliar a situação "in loco" da precariedade das populações atingidas, resolveram que era inevitável a decretação da situação de emergência por 180 dias.

A Defesa Civil registrou que houve inundação de casas, queda de barreiras e pontes nas estradas.

A situação mais grave ocorreu na comunidade do Prata, que teve 22 residências destruídas parcial ou totalmente, onde cerca de 44 pessoas ficaram desalojadas e tiveram perdidos todos os seus pertences pessoais e mantimentos carregados pela enchente. 

O prefeito João Neto, através da Secretaria Municipal de Assistência Social, determinou para que fossem providenciadas e fornecidas a essas famílias gêneros alimentícios, roupas, cobertas e remédios para as famílias desalojadas, que está sendo realizado desde a sexta-feira (29).

As tempestades e fortes chuvas prejudicaram a maioria das estradas vicinais do município de Cavalcante, inclusive com desabamentos de pontes nas várias regiões do município

A chuva também provocou o desabamento duas paredes de uma casa na zona urbana, na Rua 10 do Setor Cavalcantinho, onde uma família de seis pessoas já foi removida para uma residência temporária até que se recupere a residência.

No sábado (30) o prefeito João Neto vistoriou, juntamente com integrantes da Defesa Civil do Corpo de Bombeiros do Estado, as pontes sobre o Ribeirão Forquilha, Rio Bonito e Rio São Félix na região do Orfão, além do Rio Almas (ou Rio Branco) na região do Vão de Almas onde se pretende a construção de uma ponte.

 No domingo (31), o prefeito João Neto e equipes da prefeitura estiveram durante todo o dia na comunidade do Prata, entregando pessoalmente vários itens da cesta básica às famílias que ficaram desalojadas.

Segundo João Neto, "a situação é de calamidade e os prejuízos serão enormes para um município que recebe poucos recursos. Vamos precisar e contar com a ajuda do Governador Marconi Perillo para as reconstruções", destacou o prefeito.

Fonte: Prefeitura de Cavalcante (GO)


Um comentário:

Edvard Pereira disse...

Este cabra de chapéu, que aparece entregando cestas básicas e segurando criancinhas no colo é o prefeito? Se for, parece que está em campanha eleitoral. E o que é pior: num momento de dor, sofrimento e angústia. Não fica bem para alguém, que, após eleito, tem o dever e a obrigação zelar pelo bem-estar da população que o elegeu!