Banner 1

Banner 1

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

A agonia de ser estudante no Brasil. Tem que pagar até lanchinho do motorista, se quiser ônibus escolar


"Gente, estou na UEG Campos Belos  (Universidade do Estado de Goiás) e vim no ônibus que a prefeitura de Mote Alegre liberou depois da repercussão dos últimos acontecimentos.

Mas muitos universitários faltaram hoje devido esse transtorno todo, principalmente os do Povoado Prata. 

Mas informo que recebemos o "recado" de que se não pagarmos o lanche do motorista a prefeitura irá suspender o ônibus. 

Volto a dizer não é responsabilidade dos universitários pagarem essa conta e o ônibus é terceirizado e está em péssimas condições. 

Mandaram dizer também que segunda-feira tem uma nova reunião para saber se os universitários aceitam fazer a contribuição do valor de R$15,00 por dia. 

Antes mesmo da reunião já tem muitos a favor de pagar, pelo visto gostam mesmo de serem extorquidos e não cobram o direito que têm. Continuarei firme e forte e irei levar o caso ao Ministério Público e à instâncias maiores se nada for feito. 

Estou recebendo críticas e até ameaças verbais de alguns porque estou fazendo o que muitos não tem coragem e tem medo de lutar pelas coisas que valem a pena. 

Preciso e conto com o apoio de quem é inconformado como eu com esse tipo de absurdo e não aceita em hipótese alguma ser coagido para ficar em silêncio e aceitar atos de desrespeito aos universitários como esse. Vamos à luta."

Por Rafael Sanzio

Comentário deste blogueiro

Alguém tem que avisar aos senhores prefeitos que o transporte escolar para os universitários é um direito previsto em lei. 

Não se está pedindo favor e tão pouco passando o chapéu. 

É um direito e ponto final. Os estudantes universitários poderão utilizar o transporte escolar municipal. 

A decisão foi da presidente Dilma Rousseff, que promulgou uma emenda, criando a Lei Federal n.º 12.816/13. 

Com a criação da Lei Federal, os gestores municipais devem procurar o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), para regulamentar o uso do veículo oficial no transporte universitário, junto ao Governo Federal. 

De acordo com a emenda promulgada pela presidente, há três anos, os veículos poderão ser usados na área rural, no transporte de estudantes da zona urbana e da educação superior.

Prefeito, vá no artigo 5º e dê uma olhadinha. E uma dica, ao invés de atrapalhar, incentive, ajude os nossos jovens a estudarem, a se tornarem cidadãos instruídos e cultos. 

21 comentários:

  1. A lei é clara. Lá diz que se não houver prejuízo as finalidades de apoio. na cidade existe apenas uma van e um ônibus conhecidos popularmente como "amarelinhos" e estes fazem linhas para a zona rural no período noturno que é o mesmo horário que os universitários o usariam. Agora me diga se eles estão em uso como os universitários tem esse direito?
    Pagar o lanche do motorista é nada perto do que os usuários já pagaram nos governos anteriores.
    acho falta de vergonha brigar por 5 reais por mês.

    ResponderExcluir
  2. Sr Rafael, o valor a que você se refere é a contribuição para do lanche do motorista que foi acordado entre a comissão dos acadêmicos da UEG/UFT que sai de Monte Alegre as 17:00 horas para outro Município é permanece em Arrais (ocioso) até as 22:00 horas. A prefeitura municipal de Monte Alegre não tem nada a ver com o acordo mencionado, ao contrario, fornece o veículo abastecido (veículo fretado) com motorista sem custo para os universitários. E mais, você está sendo mentiroso e leviano quando diz que os acadêmicos paga R$15,00 por dia, sendo que o valor é de aproximadamente R$ 6,00 por Mês e tenho certeza que você fala apenas em causa própria e não representa os universitários.

    ResponderExcluir
  3. Isso e um acordo feito entre alunos e o motorista sem interferência da prefeitura tipo uma ajuda de custo ao motorista. Todos sabemos q nao e obrigatório pagar e o prefeito sempre deixou isso bem claro . administração passada cedia so o ônibus e o restante era arcados pelos alunos , chegava a pagar a 100 reias mensais.na atualidade chega no maximo a 5 reais mensais.vejo essa polêmica desnecessária feita so por uma pessoa.

    ResponderExcluir
  4. Os prefeitos da nossa região estão dando maus exemplos de cidadania e mostrando que não são representantes que lutam pelos interesses do POVO. Por isso, universitários continuem, o Nordeste Goiano não pertence a esses Pseudo-Políticos!!!

    ResponderExcluir
  5. Na minha epoca pagava-mos petroleo e o lanche achei cansativo mudei pra Campos Belos. hj vcs clamando por conta de 6 reais mensais?? Moço deixa de ser miseravel pois quem tem inveja de miseravel igual a vc é mendigo.

    ResponderExcluir
  6. Sabe-se das péssimas condições em que se encontra o município. Os motoristas ficam até 3 meses ou mais sem receber, o mínimo que se pode fazer é contribuir com o lanche dele, isso é uma questão de bom senso. Não que eu esteja a favor dos políticos, mas se os motoristas recebessem bem ou pelo ao menos em dia, nada contra. Porém se universitários são incapazes de compreender e doar 0,30 centavos por dia (6,00 reais por mês) para o motorista que doa o seu tempo em prol de todos, aí sim é de entristecer. Afinal ele passa boa parte do tempo, aguardando que todos se dediquem ao estudo, sem receber nada a mais por isso, sendo que poderia estar em casa descansando. Eu já fui universitário e paguei, não com orgulho de termos políticos que não colaboram, mas orgulho de colaborar com quem colaborou comigo durante 4 anos (o motorista). Agora é triste saber que a educação por si só, já não é capaz de quebrantar as pessoas.

    ResponderExcluir
  7. não sei bem o que diz a lei... ainda nao tive tempo de parar e ler... porém o que é fato é que esse sempre foi um contrato social, feito pelos proprios alunos do onibus... antigamente eram pago dez reais de lanche para o motorista, por dia, claro que esse valor era dividido entre todos os alunos do onibus e até pouco tempo era pago por mes, nos dias atuais é pago por dia... depois de algum tempo foi decidido tambem pelos alunos que nós dariamos quinze reais de lanche ao motorista...atigamente nós pagavamos o combustivel e que ficava bem pesado no bolso dos estudantes... bom, o fato é que esse rapaz não representa todos os universitários, do onibus, pois muitos inclusive estão perdendo aulas por causa de toda essa confusão além de que nos dias que não tem onibus da prefeitura é necessário pagar passagem para ir e vir, além de ter que voltar meia noite... isso não é comodismo, é apenas uma questão de bom senso, afinal o motorista espera em arraias até o final das aulas,o que no horario de verão é bem complicado, nós tambem fazemos isso e sabemos o quanto é ruim... porém ja foi dito no proprio onibus, que quem tiver com dificuldade de pagar o lanche pode explicar que nao tem condições... por fim, acho que se esse rapaz usasse toda essa garra pra protestar contra os estágios da UEG que devem ser todos cumpridos em Campos Belos, o que para o curso de letras ja acontece a algum tempo, ajudaria muito mais os estudantes... pois a faculdade abrange toda a região e as pessoas possuem seus empregos e suas familias, não dá para simplesmente ficar um mês longe de sua cidade, sem se quer ter onde ficar, principalmente o pessoal de pedagogia que só tem turmas de dia... essa sim é uma causa nobre, e de falta de bom senso daqueles que comandam a UEG...

    ResponderExcluir
  8. A prefeitura tem obrigação de levar estudantes para fora do município? ? Fica a dúvida

    ResponderExcluir
  9. Moro em combinado, vou pra Campos Belos todos o a dias e não pagamos nem um real, tem que cobrar os seus direitos mesmo, AiAi... É cada coisa oh povo desenformado, sem atitude.

    ResponderExcluir
  10. Eu, Rafael Silva estou fazendo esse protesto verbal em prol dos direitos de todos os universitários e outros estudantes que dependem do transporte assim como eu, que deveria ser gratuito sem custo algum para todos nós, estou pasmo com os comentários em que pessoas anônimas escrevem e não tem coragem de se identificarem, eu sou um jovem que não ofereço risco algum à vocês, estão com medo de quê? Eu só quero ter o direito ao transporte sem custo algum para estudar e conseguir concluir o meu curso na UEG Campos Belos, porque está na lei e não há o que se discutir a respeito, cumpra-se. Para os leigos e mal informados sugiro que verifiquem melhor o que dispõe a lei que ampara essa causa. A partir de agora vou ignorar os comentários que são contrários ao que estou buscando em prol dos direitos que tenho absoluta certeza existirem e serem amparados por lei. Vou encaminhar o caso à que pode resolver e deferir à respeito. A tirania que existe em Monte Alegre não vai me fazer calar diante desse e de outros absurdos que estão acontecendo e ninguém tem coragem de reivindicar. Sociedade de Monte Alegre faça a sua parte e apoie essa causa. Vou começar a colher assinaturas em abaixo assinado em breve. Conto com os que estão inconformados assim como eu para juntos mudarmos o nosso município pra melhor nos atender como cidadãos. E quanto há um comentário que me chamam de mendigo, isso não sou , porque eu trabalho e não estou disposto a pagar uma conta que não devo. Vou continuar firme e forte e peço o apoio da sociedade civil, já que os próprios colegas universitários estão de cabeça baixa e aceitam ser tratados dessa maneira.

    ResponderExcluir
  11. Gente, que isso, se a lei ampara ou nao isso vem em questão. Os alunos precisam se deslocar da cidade pra poderem ter seu diploma em maos, que governo é esse que nao ampara sua população quando ela precisa ? Se nao querem disponibilizar ónibus para levarem os estudantes então pq o governo nao constrói uma faculdade la para eles estudarem e se formarem la então, único lugar que eu vejo que para os estudantes terem acesso a educação tem que pagar pra isso, amparo a educação é dever do governo federal estadual e municipal, em vez de ficarem discutindo se é lei ou nao vc deviam olharem era pelado de que o que ta enjoo é a educação/ formação dos alunos, ai quando largam tudo para poder roubar matar vcs vem reclamarem pq nao seguiram os estudos se o próprio governo põe barreira pra esse acesso

    ResponderExcluir
  12. Vai trabalhar rapaz, pare de brigar por misero centavos por dia. Quando vc fala que e lei, vai la no site do fnde e ver quanto o governo manda para o transporte de alunos da rede municipal. 5.600 reais para custear gasto com transporte escolar, agora vc vim falar que vc e contra ajudar com misero centavos. Vc e um miserável uma de vaca, vai ser um motorista q sai de sua casa 8h da manhã para chegar em casa 9h da noite pra ver se e bom. Dar valor no próximo rapaz isso e so um lanche, não e roupas e acessórios não.

    ResponderExcluir
  13. Seja humano meu amigo. nesse mundo amanhã vc pode esta no lugar desse motorista esperando seus filhos sair da faculdade. Dar valor nas pessoas, esqueci essa ilusão q tudo e obrigação do estado do município, e apenas um lanche e nada mais. Vejo essas leis no fundo do posso, num país quebrado sem saúde sem segurança. Sem contar com as pessoas morrendo com fome e sede. Pare com isso e uma vergonha vc colocar essas frases ai falando sobre isso. Vai ajudar alguém, vai la em Brasília e ver com seus próprios olhos como anda a capital do nosso país, pessoas morrendo por falta de cirurgia,por falta de remédios. Agora mim fale, cade essas leis q vc enche a boca pra falar. A lei garanti... s

    ResponderExcluir
  14. Fiquei foi rindo das palavras do sr Dinomar, e lei e pronto... olha e lei sim, agora ver o que o nosso estado oferece as prefeituras para que isso seja cumprido. Sou trasportador de alunos também. Vcs sabe diser quanto tempo o fnde fica sem repassar a esmola para o município? 3 mês. Vcs sabe dizer quanto tempo o governo do estado fica sem repassa a esmola para o município? 4 mes. Isso o senhor Denomar não fala ne? Entra la no site e procurar saber também para explicar que tudo isso e reflexo da crise. Entra no site fgm. Agm e fnde, e so procurar por.(Tee) transporte escolar estadual. Aprofeita e fassa uma matéria sobre esses atraso que serei grato ao senhor. Obrigado...

    ResponderExcluir
  15. Isso esta acontecendo nao e so em Monte Alegre me formei na UEG e durante as viagens para a universidade ouviamos da boca do motorista que o prefeito nao tinha obrigaçao nenhuma em levar nos ununiversitário que estava fazendo apenas um favor no entanto cabe a outros prefeitos saber que essa lei existe e que e direito de todos.

    ResponderExcluir
  16. Quem acha correto isso, faça o favor de contribuir para o lanche dos professores, o pessoal da limpeza, da administração e até mesmo pro pessoal que vende lanches, todos são profissionais e merecem o mesmo tratamento não é????

    ResponderExcluir
  17. Fico daqui só observando a sua coragem e paciência em debater sem ofender (assim como eles estão fazendo), com esses cabos eleitorais Rafael Silva, certa pessoa logo acima é tão ignorante e covarde que além de não se identificar se muda de cidade para não cobrar seus direitos e ainda tem a audácia de chama-lo de miserável.Vivemos num país de conformistas,onde o errado é você quem tem coragem de cobrar seus direitos,me dói ver isso! Olha senhores críticos ao sábio Rafael, vejam o município como uma empresa, e o motorista(também digno de respeito),como seu funcionário,daí lhes pergunto: Quem realmente é obrigado a dar condições de trabalho a ele? O lanche por exemplo! Lembrando que todos vocês já contribuíram em forma de impostos e se continuarem com esse pensamento mediocre estarão pagando duas vezes por uma mesma coisa. Acordem! Parabéns Rafael!

    ResponderExcluir
  18. Ao contrário do que o Senhor Rafael diz, não é que os alunos aceitem de cabeça baixa, tanto que essa discussão já vem a algum tempo... o que ocorre é que os alunos que não apoiam a causa dele simplesmente não estão achando isso necessário e tem outras preocupações além disso... principalmente a preocupação de estudar... claro que existem os alunos que o apoiam... eu sei que o problema do transporte escolar é um fato... no entanto acredito que os problemas enfrentados pela UEG são bem maiores, mas que no entanto não chamaram atenção do rapazinho que já estuda no campus pelo menos a 1 ano... claro que todos são problemas, mas a de se considerar que a UEG está caindo aos pedaços e no entanto ninguém enxerga isso...quando digo caindo aos pedaços não falo apenas da estrutura fisica...

    ResponderExcluir
  19. Caro dinomar. Acho que vc nao entendeu! O prefeito cedeu o transporte, cedeu o motorista. Vale lembrar que a lei nao obriga o motorista levar esses alunos! Esse acordo surgiu pelo próprios universitários que tiveram o bom coração de ajudar. Pq o pobre trabalhador sai de sua rota e fica ate mais de meia noite ou mais esperando com fome. Esse Rafael e recém calouro. Nao sabe o que fala. O prefeito cedeu o ônibus sem questionar nada. O caso e o lanche que ele nao quer pagar.são míseros centavos que ate um mendigo nao teria negado de pagar!
    Que vergonha. Fazendo essa bardena por tao pouco. Me diga qual e essa lei que obriga o prefeito ceder lanche para funcionários terceirizados?
    Me chamo Ana Cecília nao tenho pq esconder meu rosto!
    Acho bacana reivindicar. Mas nao minta. Nao distorce a real situação.
    Um jovem que acabou de ser aceito em uma instituição já esta desse jeito. Imagino se ira aguentar outras broncas que virão!
    Sem mais!

    ResponderExcluir
  20. Parabéns Rafael pela iniciativa.......Monte Alegre precisa de mais pessoas como vc!!!!!!!
    Se tivéssemos pelo menos mais umas 10 pessoas como vc o nosso município, não estaria na situação que está......Abandonado.......Todo o município......HA......e sobre esse críticas a respeito de sua reivindicação, não liga não.......Esses são os pucha saco, que só atrapalham o município crescer, pois já acostumaram viver na mamata......Só defendendo o que está ruim....pra garantir seu peito pra continuar mamando.......

    ResponderExcluir