Banner 1

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Menor é preso em Campos Belos. Ele é acusado de matar vigilante e queimar o corpo da vítima, a mando da mulher





A Polícia Civil apreendeu nesta terça-feira (12), na cidade de Campos Belos, nordeste de Goiás, o menor que participou da morte do vigilante aposentado Genessi Felipe.

A vítima foi cruelmente assassinada e teve seu corpo queimado a mando de sua esposa. A Polícia Civil solucionou o caso e deteve os três envolvidos.

A esposa da vítima a Jussara Vieira Costa e o acusado Álvaro Duarte da Silva, 28 anos, com ajuda do menor, planejaram e executaram o crime na madrugada de segunda-feira, 4 de janeiro, em Jataí GO.

O menor confessou participação na execução e ocultação do cadáver.

O adolescente de 14 anos é sobrinho de Álvaro Duarte, que foi preso na semana passada como um dos executores do crime. 

Entenda o caso

Na tarde da quinta-feira (07), foram apresentados pela Policia Civil na Delegacia Regional de Jataí os dois assassinos confessos de Genessi Felipe de Oliveira, de 58 anos.

O corpo do vigilante foi encontrado carbonizado em uma lavoura as margens da GO-164, próximo a Santa Helena de Goiás.

O caso que a princípio foi registrado como desaparecimento, teve um final trágico, após a Polícia Civil descobrir que a vítima havia sido assassinada, e que os assassinos se tratavam da mulher da vítima, com a ajuda de um afilhado dela, contratado por ela por R$ 2 mil.

Segundo o Delegado Aguinaldo Coelho, Jussara Vieira Costa e o Álvaro Duarte da Silva, 28 anos, planejaram e executaram o crime na madrugada de segunda-feira (04).

Existe uma contradição na versão dos dois acusados sobre a forma com que o crime foi cometido, a única certeza é que a vítima foi morta em sua residência e depois levada até o local onde o corpo foi encontrado.

Outro fator importante é que os assassinos tentaram simular o suicídio do Genessi, a fim de despistar a Polícia.

Um terceira pessoa também esta sendo investigada possivelmente ela participou da desova do corpo, mas o nome desta pessoa não foi divulgado para não atrapalhar as investigações.

Durante a apresentação dos dois criminosos, um grande numero de populares se reuniu na porta na delegacia.

Familiares da vítima se mostraram surpresos e indignados ao descobrirem que o homicídio foi arquitetado pela mulher que viveu mais de dez anos como esposa da vítima.


A motivação do crime ainda é investigada, a acusada alega que o motivo foi as constantes brigas do casal.




Fonte: Plantão JTI

Nenhum comentário: