Banner 1

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Meio ambiente é destaque na administração, afirma prefeitura de Posse (GO)





Por Rose Ane Silveira, 

Um dos mais atuantes órgãos municipais, a Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos de Posse fecha o ano com saldo extremamente positivo, na avaliação do prefeito José Gouveia. 

São três anos de trabalho sólido e transparente, dentre eles o manejo dos detritos sólidos, a conservação de áreas ambientais, a rearborização da cidade.

De acordo com dados do secretário Rafael Lagreca, apenas para a criação do novo bairro de Posse, o Morada Nova, foi concedida licença ambiental, com autorização da Secretaria de Estado Semarh. 

Ao lado do Morada Nova está sendo criada uma nova unidade de conservação ambiental.

Sobre o manejo de detritos, Lagreca informou que foram retirados 6.000 pneus do Aterro Sanitário, que passaram a ser descartados corretamente por meio de convênio firmado pela Prefeitura com uma empresa que vem buscar os pneus em Posse. 

“Cidades vizinhas estão vindo usar nosso convênio por não estarem com o manejo correto dos pneus, como Posse”, explicou o secretário.

Também foi graças ao esforço da Secretaria Municipal de Meio Ambiente que máquinas foram disponibilizadas, em parceria com o IBAMA, para o manejo correto do Aterro Sanitário, bem como uma fiscalização mais intensa impediu que o numero de incêndios fosse maior este ano.

“Não podemos esquecer que mudas estão sendo plantadas em toda a cidade e que criamos um parque para proteger a nascente do Prata. A Secretaria também ajuda produtores rurais a revitalizar nascentes em parceria com a Emater”, explicou Lagreca. 



Um comentário:

Anônimo disse...

Excelente trabalho realizado pela Prefeitura de Posso GO, exemplo a ser seguido por outros municípios do Brasil.
Próximo à Teresina de Goiás, após a curva conhecida como "curva do caixão" exatamente no km 242 sentido Campos Belos GO lado direito da GO 118, estão armazenados centenas de pneus de vários tipos a céu aberto.
Não conheço o que rege a instrução do IBAMA sobre o assunto, mas pra mim e outras pessoas (leigos) que já observaram a imagem passa a impressão de que pode ser uma armazenagem de forma irregular.
Se a forma de armazenar esteja correta e de acordo com o IBAMA, pelo menos o proprietário poderia identificar o local com placa enfatizando a preocupação com meio ambiente.