Banner 1

Banner 1

domingo, 3 de janeiro de 2016

Iris Resende, versão 2016: Botox, sobrancelha de samurai e reflexo invertido nos cabelos



Circula nas redes sociais a imagem de um Iris Rezende (PMDB), 82 anos, completamente transfigurado. 

É o Iris que aparece à direita, na foto.

Foi assim que o ex-governador ficou depois de submeter a uma lanternagem completa na cara nesse fim de ano, com o objetivo de aparecer com uma feição mais remoçada na disputa pela prefeitura de Goiânia do ano que vem.

Iris aparece com sobrancelhas negras, grossas. As rugas e linhas do tempo, na sua maioria, desapareceram.

Os lábios ganharam viço. Os sulcos na pele, comuns em pessoas idosas, também foram preenchidos. Os cabelos parecem ter sido submetidos a luzes invertidas e, se olhar bem, também estão mais volumosos.

É imperioso lembrar que uma das filhas do velho cacique, Adriana, é dermatologista. Não seria absurdo imaginar que foi ela que conduziu esta recauchutagem do pai.

Carreira  

Fez sua carreira pelo estado de Goiás, tendo sido vereador e prefeito de Goiânia, deputado estadual em Goiás, governador do estado por dois mandatos, senador da República por Goiás, ministro da Agricultura no governo José Sarney e da Justiça no governo Fernando Henrique Cardoso (FHC). 

É casado com a homônima Íris Araújo. Vereador em 1958, deputado estadual em 1962, prefeito de Goiânia em 1965, Rezende teve o mandato cassado pelo regime militar, em 1969.

Governou Goiás pela primeira vez de 1983 a 1986. Depois, foi ministro da Agricultura do governo José Sarney (15 de fevereiro de 1986 a 14 de março de 1990).

Governou o estado pela segunda vez de 1991 a abril de 1994. Eleito senador da República pelo Estado de Goiás em 1994. Presidiu a Comissão de Constituição e Justiça, a mais importante do Senado. Voltou a ser ministro na primeira gestão de FHC, quando comandou a pasta da Justiça (22 de maio de 1997 a 6 de abril de 1998).

Em 1998, candidatou-se a governador goiano, quando foi derrotado por Marconi Perillo. Em 2002, concorreu ao senado, sendo derrotado por Demóstenes Torres (PFL) e Lúcia Vânia (PSDB).

Em 2004, candidatou-se a prefeitura de Goiânia, obtendo 299.272 votos, ou 47,47% dos votos válidos no primeiro turno. No segundo turno enfrentou o então prefeito Pedro Wilson (PT), derrotando-o com 56% dos votos válidos, somando quase 350 mil votos.

Íris foi reeleito prefeito de Goiânia nas eleições municipais de 2008. No dia 1º de abril de 2010, renunciou ao cargo para poder ser candidato nas eleições do mesmo ano. O então vice-prefeito Paulo Garcia assumiu a prefeitura.

Novamente em 2010, candidatou-se a governador goiano, quando foi derrotado mais uma vez por Marconi Perillo (PSDB).


Fonte: Goiás 24 horas e Wikipedia

Nenhum comentário:

Postar um comentário