Banner 1

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Bandidos fortemente armados tocam o terror na cidade de São Miguel do Araguaia. Uma pessoa morreu e diversas ficaram feridas





Cerca de 20 criminosos explodiram dois bancos e fizeram reféns em São Miguel do Araguaia, no norte de Goiás, na noite de quarta-feira (13). 

A assessora Viviane Costa Ferreira, de 27 anos, que trabalhava na sede do Ministério Público da cidade, foi morta na ação. Um vídeo feito por testemunhas mostra o momento das explosões e o desespero da população (veja acima).

Os ataques foram iniciados por volta das 23h. Segundo a Polícia Civil, um grupo chegou à principal praça da cidade, onde muitas pessoas estavam em bares e lanchonetes, e fez reféns. 

Enquanto isso, outros integrantes da quadrilha foram até as agências bancárias, sendo uma do Bradesco e outra do Banco do Brasil, e promoveram as explosões. Ninguém foi preso.

Testemunhas relataram que a ação dos assaltantes durou cerca de uma hora, período no qual eles atiravam o tempo todo. Também houve troca de tiros com a Polícia Militar. 

Um áudio gravado por um morador registrou o forte barulho dos disparos e o pânico de quem presenciava a ação (confira no vídeo acima).

Ainda segundo a Polícia Civil, pelo menos 15 pessoas ficaram feridas e foram levadas ao Hospital Municipal de São Miguel do Araguaia. 

Uma delas, a assessora Viviane Ferreira, que foi baleada enquanto voltava de uma fazenda com o namorado e transitava pela via pública, não resistiu aos ferimentos e morreu.

“É uma fatalidade o que aconteceu aqui, pois dois bancos quase foram derrubados. Os criminosos tinham um poderio de armamento enorme. Pessoas foram feitas reféns, pelo menos 15 ficaram feridas, incluindo uma vítima fatal, infelizmente”, relatou a delegada Rafaela Azzi.

Após assaltar os bancos, os criminosos fugiram usando motocicletas e carros e levaram alguns reféns. Segundo a investigadora, todas as vítimas já foram liberadas. 

"Eles foram soltando essas pessoas aos poucos. Em uma estrada rural, eles ainda incendiaram uma caminhonete usada na ação criminosa", destacou.

Nenhum comentário: