Banner 1

quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Assalto oficial: Postos do DF já cobram até R$ 3,97 pelo litro da gasolina


Mesmo com o petróleo em queda no mundo, postos de combustíveis do DF começam a aumentar o preço por litro de gasolina desde o começo da manhã desta quinta-feira (7/1). 

Alguns postos já cobravam R$ 3,97 em Taguatinga e outros chegavam a R$ 3,89, na Asa Norte e no Lago Sul. A justificativa, segundo os funcionários, seria o aumento no Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

Em fevereiro, a Câmara aprovou aumentos de impostos que começariam a valer em 2016. O ICMS pago na gasolina e em serviços de telefonia sobe de 25% para 28%, e no diesel, de 12% para 15%. 

O Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis e de Lubrificantes do DF disse que não vai se pronunciar sobre o assunto. Ressaltou, no entanto, que os donos de postos é que decidem sobre esses reajustes.

Na noite desta quarta-feira (6/1), os rumores de aumento no valor do combustível na segunda-feira (11/1) causaram uma movimentação atípica em alguns estabelecimentos. 

Os motoristas fizeram filas para aproveitar o valor, em média de R$ 3,79, segundo frentistas, para encher o tanque. Em um posto na EPTG, embora a tabela marcasse R$ 3,97 o litro, funcionários informaram estar autorizados a cobrar R$ 4 pela mesma quantidade do produto.

Na Asa Norte, o cenário foi o mesmo. A placa mostrava um preço, mas o frentista cobrava outro. A justificativa dada pelo funcionário é a de estar "seguindo ordens". 

Quando o cliente reclamava, eles recuavam. Um posto no Sudoeste instruiu os frentistas a "avisar" que, a partir da semana que vem, pode haver aumento de 11 centavos no litro.

Em novembro, dirigentes do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), avaliaram que os preços da gasolina e do etanol comercializados no Distrito Federal deveriam cair fortemente assim que foi deflagrada a Operação Dubai, sobre um esquema de cartel nos postos de gasolina do DF, com a Polícia Federal e o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT).

Fonte: Correio Web 

Já Publicamos: 

Estão nos roubando: Sem cartel de 20%, gasolina no DF seria a mais barata do país: R$ 3,03

2 comentários:

Anônimo disse...

Em Campos Belos não é diferente, está até pior.
No posto cajueiro a gasolina ja chaga a $4,oo o litro. Um absurdo.

Lúcia Cruz disse...

Por um centavo, nem só no posto cajueiro como também no Asa Branca e por estar longe dos grandes centros e de fiscalização continua, ou até de uma Rede de televisão eles fazem o que bem quer nem sequer ter o minimo de respeito p/ com os clientes...