Banner 1

Banner 1

sábado, 12 de dezembro de 2015

Menina de 7 anos é esquartejada dentro de colégio católico em Petrolina (PE). Crime choca o país pela brutalidade gratuita




A delegada Sara Machado que investiga o caso da menina de 7 anos, Beatriz Angélica Mota, assassinada brutalmente no Colégio Maria Auxiliadora, em Petrolina, sertão de Pernambuco, revela que não descarta a possibilidade de uma pessoa estranha está circulando durante o evento intitulado de Aula da Saudade, na noite de quinta-feira (10).

“Vamos o mais rápido possível identificar o autor desse crime brutal praticado na aula da saudade de uma turma. 

Precisamos agora do apoio da população com imagens, vídeos que possam identificar o suspeito”, disse.

A delegada pede àqueles que estão divulgando imagens de pessoas que não são verídicas nas redes sociais como suspeitos do crime, essas serão punidas, pois até agora não há informações de quem teria praticado o assassinato.

Agentes da polícia civil e demais autoridades estão empenhados na resolução do caso que chocou a família de Lúcia Mota e de Sandro Romildo, pais da garota e também a comunidade petrolinense.

O caso

De acordo com informações da polícia, o corpo da criança foi encontrado dentro de um depósito, localizado próximo à quadra de esportes da instituição de ensino.

Uma mulher, que se identificou como professora do Colégio Maria Auxiliadora, informou sobre desaparecimento da criança no interior da escola, momento em que foram ouvidos gritos e a educadora avisou que a criança tinha sido encontrada morta.

A menina estava com várias perfurações no corpo, provocadas por uma faca tipo peixeira, que foi cravada na clavícula da criança e apresentava sinais de esquartejamento.

A criança se encontrava com os pais na festa e o pai dela começou a procurá-la desesperadamente. 

O professor Sandro Romildo, pai da menina, subiu no palco, já bastante angustiado e começou a chamar pela filha, perguntando: ‘Bia minha filha, cadê você? 

Pessoal alguém achou a minha filha?’ e em seguida veio a notícia. 

A faca usada no crime, de tipo peixeira, foi encontrada cravada na região do abdômen da criança.

O Instituto de Criminalística esteve no local, onde removeu o corpo para o IML. Até o momento não há pistas do autor do homicídio.

Com informações do Blog Edenevaldo Alves 



Um comentário:

  1. MEUS DEUS!! O MAL IMPERA ATE EM LOCAIS ONDE JAMAIS SE IMAGINASSE QUE ALGO TÃO BRUTAL E COVARDE ACONTECESSE.
    TOMARA QUE POSSAMOS A VOLTAR A VIVER E PRATICAR O AMOR. SO ISSO!! O AMOR...

    ResponderExcluir