Banner 1

Banner 1

sábado, 12 de dezembro de 2015

Justiça em Campos Belos (GO): condenados mais cinco réus da Operação Avalanche


O juiz Fernando Ribeiro de Oliveira julgou cinco réus e extinguiu a punibilidade de um outro que morreu na prisão, dos 14 envolvidos na Operação Avalanche, que desmantelou uma organização que comandava o tráfico de drogas nos municípios de Formosa, Entorno do DF, e Campos Belos, nordeste de Goiás. 

A sentença foi proferida durante a realização da 4ª edição do Programa Justiça Ativa em Campos Belos, entre os dias de 1º a 4 de dezembro.

Neste mesmo evento, a juíza Raquel Rocha Lemos também sentenciou cinco reús desta operação, uma vez que o processo foi desmembrado, "tamanha a sua repercussão social", observou a magistrada. 

De igual modo, ela extinguiu a punibilidade de uma ré, em atendimento ao art. 107, I, do Código Penal. Eles foram condenados por associação criminosa e tráfico ilícito de drogas (artigos 35 e 33 da Lei nº 11.343/06).

Foram sentenciados pelo juiz Fernando Ribeiro os seguintes réus com as respectivas penas: 

Rafael Gomes de Castro, Leonardo Ramalho dos Santos, Gutemberg de Souza Neres, oito anos e dois meses de reclusão e 750 dias multas, em regime inicialmente fechado; 

Camila de Sousa Athayde e Adriana Rodrigues da Silva, seis anos e cinco meses e 750 dias multa, em regime inicialmente semiaberto. 

Foi extinta a punibilidade do acusado José Viera de Carvalho Filho.

A somatória das penas de cada um, na sentença da juíza Raquel Lemos, ficou assim: Deidison Ramalho da Silva Batista, 22 anos e 3 meses e 6 dias de reclusão e 2.149 dias multa, em regime inicial fechado. 

Simone Saraiva, seis anos e cinco meses de reclusão e 750 dias multa, em regime inicialmente semiaberto. 

Também em igual regime, Marcileny Rodrigues Ramalho, seis anos e cinco meses de reclusão e 875 dias multas; Maxsuel Ferreira de Moura e Luis Eduardo da Silva Marinho, seis anos e cinco meses de reclusão e 750 dias multas, cada um, em regime inicialmente semiaberto e extinta a punibilidade de Sandra Saraiva Garcia e Rocha.

Os dez sentenciados tiveram suspensos seus direitos políticos enquanto durarem os efeitos de suas respectivas condenações, observaram os juízes.

Conforme a denúncia do Ministério Público, tudo começou a ser descoberto com a prisão de Donizete Soares da Silva, em 5 de setembro de 2013, em razão de cumprimento de mandado expedido pela 8ª Vara Criminal da comarca de Goiânia. 

Os envolvidos no esquema foram identificados por meio de interceptação telefônica autorizado pela justiça e após um grande operação da polícia civil em Campos Belos e Formosa todos presos. 

Fonte e Texto: TJGO

Relembre o caso: 


Operação Avalanche tem 16 mandados de prisão cumpridos. 10 deles em Campos Belos


Nenhum comentário:

Postar um comentário