Banner 1

Banner 1

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Governo anuncia extensão de energia solar em Goiás


A extensão da produção de energia solar em Goiás foi anunciada como nova meta de gestão pelo governador Marconi Perillo nesta terça-feira, dia 1º de dezembro. 

De acordo com ele, os projetos voltados para a captação de energia, a partir de fontes renováveis, estão sendo viabilizados a partir de parceria com a empresa Jalles Machado, sediada em Goianésia, que tem experiências com o desenvolvimento de tecnologias no setor.

“Vamos começar agora uma experiência pioneira no Estado com consorciamento de cogeração solar em parceria com o grupo energético Jalles Machado e, conforme bem adiantou o secretário de Meio Ambiente, Recursos Hídricos, Infraestrutura, Cidades e Assuntos Metropolitanos, Vilmar Rocha, nós estamos bem interessados na discussão em relação à energia solar”, anunciou o governador durante a abertura do Fórum Nacional de Secretários de Estado para Assuntos de Energia, em Goiânia.

Marconi ressaltou que o Estado recebe energia solar em abundância na maior parte do ano e que, portanto, sustenta o investimento na fonte renovável. “Nós não vamos aqui produzir energia eólica, porque não é essa a nossa vocação. Mas temos condições de investir na energia solar. Nós temos pelo menos oito meses do ano com muito sol e nós vamos dar vazão a essa possibilidade”, afiançou.

Reuniões

A reunião que aconteceu em Goiânia é a quarta realizada neste ano. As outras foram em Recife, São Paulo e Rio de Janeiro. Coordenado pelo secretário Vilmar Rocha, representante de Goiás no Fórum e também da Região Centro-Oeste na Empresa de Pesquisa Energética do Ministério das Minas e Energia. 

O encontro tem como premissa debater o uso racional dos diferentes tipos de energia. Na pauta, destacam-se os seguintes temas: A Inserção da Energia Solar na Matriz Energética Brasileira – Oportunidades e Desafios, Risco Hidrológico e ainda um painel sobre o atual cenário do setor petrolífero no Brasil.

“Nós somos hoje um Estado que tem uma presença muito forte na geração de energias renováveis. Nós já somos o segundo maior produtor de cana de açúcar, temos também a segunda maior produção nacional de etanol. É impressionante o quanto nós crescemos nos últimos 20 anos nessa área”, destacou o governador.

Ele pontuou também que Goiás é, atualmente, grande produtor de biomassa, possui inúmeras indústrias de biocombustível, além de se destacar na produção de hidroeletricidade. 

O governador disse ainda que espera que a situação da hidrovia Paranaíba-Paraná-Tietê seja resolvida até fevereiro de 2016, “pois interessa a toda região Centro-Oeste, além de São Paulo”.

Produção

“Somos um grande produtor, quer nos rios e lagos, quer nas divisas com outros estados, de hidroeletricidade. Contando os lagos e as divisas, Goiás produz 10 mil megawatts de energia hidroelétrica. 

Somos um grande cogerador de energia, a partir do bagaço da cana. Creio que já estamos com quase 1 mil megawatts de energia produzida a partir do bagaço da cana. Essa experiência começou há cerca de 14 anos aqui e, hoje, 17 das nossas 37 usinas já cogeram energia”, disse.

Além de secretários de Minas e Energia de todo o País, também participam do encontro o diretor geral do Operador Nacional do Sistema Elétrico, Hermes Chipp; o diretor executivo da Associação Brasileira de Energia Solar, Rodrigo Lopes Sauaia; e o diretor presidente da Kyocera, Sérgio Benicá. 

O Fórum Nacional de Secretários de Estado para Assuntos de Energia foi instituído em 1995 e conta com a participação das 27 unidades da federação. Sua missão é contribuir para o aperfeiçoamento da política energética brasileira, articulando e fortalecendo a atuação das secretarias estaduais de energia, e estabelecendo canais de comunicação com o governo federal.

Fonte: Governo de Goiás

Nenhum comentário:

Postar um comentário