Banner 1

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Escola da Comunidade Kalunga do Engenho II de Cavalcante precisa reformas urgente



Por Evônio Madureira, 

Se o Brasil é uma Pátria Educadora, ou está tentando chegar a esse formato, o município de Cavalcante vem caminhando sem sentido contrário a este propósito. 

Um exemplo claro disso é o caso da Escola Municipal Joselina Francisco Maia e Escola Municipal Engenho II, localizada na comunidade do Sítio Histórico Kalunga.

A escola municipal do Engenho II foi inaugurada oficialmente em nome de Stephanie Moore BEM em outubro de 2008, em memória de Bobby Moore OBE. 

A escola foi reformada e o campo de futebol foi construído com apoio de Bobby Moore Fund para Câncer Research UK.

As instituições de ensino da comunidade do Engenho II oferecem condições insalubres aos profissionais lotados na escola, além de risco à vida daqueles que serão o futuro da nação, e irão dar continuidade ao desenvolvimento do município.

As escolas precisam urgente de reforma em toda a rede física e predial, além de aquisição de moveis e equipamentos para funcionários administrativos, professores e cadeiras para todos os estudantes. 

A quadra de esporte está quase toda destruída, o campo não tem areia e falta iluminação, o que dificulta sua utilização. 

As rachaduras nas paredes e teto completavam o cenário desolador, nada minimamente parecido com o que se tem em mente do que deveria ser uma instituição de ensino. 

Na biblioteca, os livros ficam amontoados em locais inapropriados, o que dificulta o acesso, bem como aumenta consideravelmente o risco de perderem-se com o tempo.

A comunidade escolar kalunga espera que as autoridades tomem providências urgentes para reformar e construir o tão sonhado muro da escola. Enquanto isso, as professoras ficam atentar com um olho no quadro e outro no telhado, para que o teto não caia sobre suas cabeças.







Nenhum comentário: