Banner 1

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Dianópolis (TO): Educadores discutem aspectos socioeconômicos, turísticos e culturais no currículo escolar


Depois de Guaraí, no centro-norte do Tocantins, e de Palmas, foi a vez dos educadores de Dianópolis, na região sudeste do Estado, discutirem as propostas para o novo modelo de ensino, em conformidade com a Base Nacional Comum Curricular (BNC).  

O encontro foi realizado na tarde desta sexta-feira, 11, no auditório da sede da Diretoria Regional de Educação (DRE), envolvendo todos os diretores das escolas do município e região. 

Durante o encontro, foram debatidas propostas que visam nortear as diversas formas didáticas de atuação em sala de aula e a inclusão dos aspectos socioeconômicos, culturais e turísticos.

Atualmente, o setor econômico de Dianópolis está baseado na agricultura e na pecuária e no projeto de fruticultura irrigada Manoel Alves. Além disso, a cidade também oferece muitos atrativos turísticos, que contribuem para a formação da renda local, como a Igreja Sagrada Família, a Cascata Cachoeirinha, a Garganta, a Festa da Romaria de Sucupira e as Folias do Duro. 

Dianópolis possui ainda uma rica culinária, que também é responsável por atrair pessoas para o município, para provar iguarias, como o arroz sirigado e a paçoca.

Por todas essas características, a Base Nacional Comum Curricular está sendo pensada juntamente com os educadores e gestores, de maneira a integrar todas essas características regionais em sala de aula. 

“Levar em consideração os fatores socioeconômicos, culturais e históricos de cada região do Estado é o caminho para uma educação que preze pelo desenvolvimento local como um todo”, destacou o secretário de Estado da Educação, Adão Francisco de Oliveira.

Na etapa de Dianópolis, os educadores discutiram formações específicas para a implementação de uma educação regionalizada, além de trabalharem formas de se promover parcerias interinstitucionais para fortalecer o sistema ensino-aprendizado. 

Todas as demandas foram formalizadas em um documento propondo alterações para o texto final da BNC.

De acordo com a diretora regional de educação de Dianópolis, Jane de Cássia Ribeiro dos Santos Maciel, a participação dos estudantes é essencial para as discussões que envolvem a construção de um currículo escolar abrangente e que contemple as demandas da comunidade. 

“Foi uma ampla discussão, e esta nova proposta traz um novo olhar para a educação. Com certeza irá fazer toda a diferença neste processo, daqui para frente”, enfatizou.

Entenda

O currículo escolar deve contemplar as determinações constantes na Base Nacional Comum (BNC), além de ser integrado pela parte diversificada, elaborada pelos estados e municípios. 

Ele deve assegurar a formação integral do estudante, considerando os campos de experiência, ou seja, um conjunto de vivências que converge elementos que direcionam o currículo regional para a compreensão e atuação da realidade local.

Fonte: Governo do estado

Nenhum comentário: