Banner 1

Banner 1

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Artigo: Cadê a água do Rio Mosquito?



Por João Beltrão Filho, 

Sem querer ser e já sendo repetitivo, repiso, “a água é vital para a vida”. 

Quem quer que somos, onde quer que vivemos, o que quer que façamos, dependemos todos dela para viver e ou  sobreviver.

“A água mantém viva a vida no planeta e também é o sustentáculo de toda humanidade. De forma indispensável, é usada para consumo, higiene, produção de alimentos, navegação, geração de energia, dentre outros.” (sic).

A água é possivelmente o único recurso natural que afeta a civilização em todos os sentidos, seja na vida humana, na agricultura, pecuária, na dessedentação de animais, nas indústrias, nas fábricas, nas usinas, nos veículos, na produção de bens e muito mais. Em resumo, não existindo água, não existe vida.

A água, cantada e louvada em tantos versos, prosas, poesias e canções, serve de inspiração a poetas, escritores e artistas plásticos, é parte integrante da cultura mundial. A água tem papel fundamental na religiosidade dos povos. Tida como purificadora, em muitas religiões os batismos nas igrejas são praticados com água, simbolizando o nascimento de um novo ser. 

Em várias passagens bíblicas é fácil perceber a importância que sempre teve a água desde os primórdios. Quando do Dilúvio, a água foi o instrumento utilizado por Deus para punir os corruptos e corruptores que desobedeceram ao Senhor, disseminando o pecado. 

Foi também nas sagradas águas do Rio Jordão o batismo do seu Filho Unigênito e nosso Pai Senhor Jesus Cristo. Foi nas águas do Rio Nilo que Deus, por intermédio de Moises, revelou a primeira praga aos Egípcios que culminou com a libertação dos Hebreus. E assim em muitas outras ocasiões a água é evidenciada como um sinal sagrado da existência de Deus.

Ter água doce, perene, cristalina, abundante e de boa qualidade é o sonho que acalenta todo ser vivo racional que habita esta terra. Nós, moradores do pequeno e aprazível município de Campos Belos, não somos diferentes.

Localizado na região nordeste, notadamente a menos favorecida do estado, Campos Belos tem experimentado nas últimas décadas um forte sopro de progresso e desenvolvimento e a olhos vistos temos percebido que nos últimos anos as autoridades políticas do estado têm voltado ainda que de forma tímida e tardia suas ações para nossa “esquecida” região, ainda é pouco, mas continuamos esperançosos em melhores dias. 

Em que pese termos ainda que conviver com os problemas estruturais que afligem a esmagadora maioria dos municípios brasileiros, a nossa cidade tem um comércio pujante, uma pecuária forte e uma vertente promissora para o turismo e a mineração, faltando um pouco mais de investimento do governo nestas áreas.

Um dos maiores gargalos que impedem o progresso e o desenvolvimento do município é a péssima qualidade da água “ofertada” a um alto custo aos nossos munícipes pela empresa Saneamento de Goiás S/A – Saneago, concessionária da prestação de serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário do Estado. 

A água fornecida é salobra, dura,  tem um sabor horrível, e é publico que o Rio Montes Claros onde é feita sua captação em pouco tempo não resistirá à ação antrópica do homem, encontra com sua mata ciliar desmatada, assoreado e parte das suas águas desviadas para outros fins, dando sinais reais que pode secar a qualquer momento.

Disse o saudoso poeta Raul dos Santos Seixas: “Sonho que se sonha só, é só um sonho que se sonha só, mas sonho que se sonha junto é realidade.” Pensando assim, irmanados em um só desejo, o povo de Campos Belos e o seu prefeito, Aurolino José dos Santos Ninha, acalentam um sonho de mais de 30 (trinta) anos, o da realização das obras de captação e canalização das águas doce do Rio Mosquito e sua distribuição na cidade. 

A água doce do Rio Mosquito é de boa qualidade, cristalina, saborosa e abundante. Segundo especialistas, pode ser consumida “in natura”.

No ano de 2014 recebemos jubilosos a feliz noticia que o governador Marconi Perillo, com a prestimosa ajuda do vice-governador José Éliton e do deputado Iso Moreira assinou ordem de serviço para realização do “tão sonhado sonho”, a mais esperada obra da nossa história, a captação, canalização e distribuição da água doce do Rio Mosquito e mais, ainda premiaria a cidade com a Universalização do Esgoto Sanitário, um investimento de mais de cinquenta milhões de reais. 

Foi uma felicidade só, muitos não acreditavam quando chegavam carretas e mais carretas de tubos e materiais para o começo das obras. E o serviço foi iniciado a todo vapor, licitação realizada, empresa contratada, funcionários a postos, máquinas locadas, escritórios alugados, tudo certinho, e nosso povo era só alegria, dava gosto de ver.

Passados alguns meses vejo com tristeza e muita preocupação o ritmo das obras minguar, o escritório da empresa contratada foi desativado, funcionários demitidos, as máquinas locadas dispensadas e os serviços seguem a passos lentos, devagar, devagarzinho quase parando, receio que as obras sejam paralisadas ou não concluídas, o que será para todos nós uma indescritível desilusão, um incalculável prejuízo socioeconômico e um imensurável desgaste político.

Tenho fé inabalável em Deus e na palavra do homem, por isso venho, por meio deste importante meio de comunicação, com toda humildade e muito respeito, implorar, suplicar, pedir, rogar ao senhor governador Marconi Perillo e seus colaboradores, em especial o vice-governador, José Éliton, que tão bem conhecem nossas aflições, e em quem depositamos nossas maiores esperanças, que pelo amor de Deus, que por tudo que é mais sagrado, não permitam que esta obra seja paralisada, não frustrem o sonho da população de uma cidade inteira alimentado por anos a fio.

Sou cônscio das dificuldades financeiras por que passa o País e o estado, mas segundo informações este recurso já existe e está empenhado para este fim. Ademais, esta é uma obra autossustentável, visto que a comunidade pagará caro pela água e o esgoto que fizer uso. As gerações futuras haverão de vos agradecer.

Acredito e confio na sensibilidade e na seriedade do senhor governador e sei que sua palavra quando empenhada não volta atrás. “O nosso sonho não pode se tornar esperanças perdidas.” É o desabafo de um cidadão sonhador.

Que Deus nos guie, nos abençoe e nos guarde, hoje e sempre. Amém!


João Beltrão Filho, técnico em Agropecuária pela Escola Agrotécnica Federal de Rio Verde/GO, licenciado em Gestão Pública pela Universidade Estadual de Goias – UEG, pós-graduado em Educação Ambiental pela Universidade Cândido Mendes/RJ – Ucam – E-mail: pmcamposbelos@bol.com.b)

7 comentários:

  1. TODOS NÓS SABEMOS E SABÍAMOS QUE ESSA ÁGUA É FRUTO DA IMAGINAÇÃO DESSE QUE SE DIZ PREFEITO, PORÉM MORA EM BRASÍLIA. ESSA EMPRESA QUE INICIOU OS TRABALHO DO FIM PARA O COMEÇO, DEVE DEUS E O MUNDO, INCLUSIVE NOS DEVE POR TER INVADIDO NOSSA TERRA QUE FICA NO CAMINHA DOS CANOS ENTERRADOS. OS REPRESENTANTES FICARAM DE NOS PROCURAR PARA UM ACERTO E ATÉ AGORA NADA E NESSA CONDIÇÃO TEM MUITA GENTE.

    ResponderExcluir
  2. Meu poeta Maior João Beltrão Filho, quero externar junto contigo a mesma preocupação, quando chegou as carretas até brinquei dizendo que tinha medo de agente "Entrar pelo cano".

    Junto a você meus clamores e pedidos, e façamos nós Comunidade em geral, instituições politicas, publicas e privadas, uma corrente, uma união em torno desde objetivo

    Que todos nós, cada um de nós, dentro da sua possibilidade, faça algo, para que os nossos governantes tenham e percebam que não podem, mais uma vez adiar o nosso sonho.

    Não importa o seu pensamento politico, a sua ideologia partidária, é hora de "darmos as mãos" e soltemos nossos grito, que seja pedindo realmente por misericórdia.

    Essa aguá precisa jorrar nas nossas torneiras.

    ResponderExcluir
  3. Boa noite senhores João Beltrão e Hamilton Mendes,não estou sendo pessimísta,sou simplesmente realista esta água que nos traria grandes melhorias,bem estar,melhoria na saúde,devemos ser realista esta obra é um projeto de enganação política,que beneficiou e beneficiará somente aquele políticos ávidos por poder,que só pensam no eleitor como objeto,como trampolim para alcançar seus vôos de ambição.O povo que os elegeu e os elegerá novamente é um povo humilde e desprovido de maldade,eles são pessoas que agem com a simplicidade do coração.E esses políticos carniceiros virão com toda a pompa e com a lígua afiada para mentir e enganar,com certeza eles vão prometer novamente essa água e até reiniciarão as obras novamente para mas uma vez,nos enganar,mentiras e nada mais.Eleitores não acreditem em falsas promessas,essa obra é enganação,tanto que começou de forma errada,quando eles vierem trarão mais e mais caminhões com tubulação e até agora não foi feito sequer uma estação de bombeamento,não chegaram nenhum equipamento,já foi feito rede elétrica no percurso das tubulações?Qualuer leigo sabe que essa obra é para inglês ver.

    ResponderExcluir
  4. Com o prefeito do mesmo lado do governador: ai sim a população de campos belos entrou foi pelo cano.

    ResponderExcluir
  5. Desde o anuncio desta grandiosa obra, quem tem como finalidade melhorar a vida de todos nós que moramos em Campos Belos - go. Sem dúvida que tal projeto, tinha outras intenções, mesmo assim preferir acreditar, desacreditando, sempre com um pezinho atrás. O interessante que na época, muitos políticos locais com suas equipes de "PUXA SACOS", ajudavam a implantar no imaginário social, a falsa ideia de transpor a água do rio Mosquito para abastecer nossa cidade. Para não me interpretarem mal sempre acreditei na importância desta. Mas o tempo passou, a eleição passou, tudo passou, mas nossa realidade não. Muitos políticos de paraquedas que por aqui montaram seus palanques, pegaram seus banquinhos e se mandaram, voltaram para o seu mundo. Mas eles deixaram os seus representantes, prefeito, vereadores, e cabedais políticos, que os apoiaram nessa. Novamente vai começar as promessas, vem ai eleições municipais, e já estou até ouvindo, as novas promessas. Fica aqui a dica: somente as orações, suplicas, pedidos e blá, blá blá, não adiantam é preciso ter atitude e responsabilidade de saber apoiar os políticos mais humanos, se isso for possível. Mas se de tudo não funcionar, essa "CRUZADA" de orações, tenho uma outra ideia. Façamos que nem os Gauleses, que para vencer o império romano, inventaram uma porção magica. Então inventemos nossa porção, quem sabe atreves da magica, essa água chegue até nós.

    FLAUBERT SOUZA

    ResponderExcluir
  6. Senhor Beltão!
    Conforme as palavras do texto:

    " Sou cônscio das dificuldades financeiras por que passa o País e o estado, mas segundo informações este recurso já existe e está empenhado para este fim. Ademais, esta é uma obra autossustentável, visto que a comunidade pagará caro pela água e o esgoto que fizer uso. As gerações futuras haverão de vos agradecer.

    Acredito e confio na sensibilidade e na seriedade do senhor governador e sei que sua palavra quando empenhada não volta atrás. “O nosso sonho não pode se tornar esperanças perdidas.” É o desabafo de um cidadão sonhador.
    Que Deus nos guie, nos abençoe e nos guarde, hoje e sempre. Amém!"

    Não dá para entender, trabalha dentro da Prefeitura de Campos Belos e deveria estar bem informado da situação. Contudo não é um simples cidadão, é um servidor público, ocupando um cargo de confiança, com um currículo citado no final do texto ao qual deveria estar a frente nessa luta.

    ResponderExcluir
  7. O anuncio dessa obra já mais teve como objetivos melhorar a vida do povo, se não o de angariar votos e pelo resultado da ultima eleição o objetivo foi alcançado.Só em Goiás o cara perdura 20 anos no poder "lascando" a vida do povo que adora!

    ResponderExcluir