Banner 1

quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Direito: Acusado X Suspeito



Por Tiago Fernandes, 

A diferença entre suspeito e acusado parece mínima diante de um crime, mas pode fazer toda diferença, judicialmente. 

Muitos veículos jornalísticos, principalmente nas páginas policias, fazem má utilização dessas palavras e podem até responder processo aberto pela pessoa citada.  

Para constituir um bom jornalismo, essencialmente na editoria de segurança, é necessário um mínimo de entendimento das leis e códigos penais.

Um suspeito de um crime é apenas um apontado pela polícia ou por testemunhas. Já um acusado possui provas contra ele, porém ainda não foi condenado pela Justiça. 

Para alguns policiais e jornalistas suspeito, réu ou condenado são palavras de significados iguais, mas essas diferenças estão claras no Artigo 4 do Código Penal.  

Como já dizia Sócrates, suspeito é uma pessoa a quem já perdemos a confiança. Tudo fica na esfera da falta de provas e é ‘provável’ que o suspeito seja acusado pelo crime. 

No entanto, enquanto esta não se torna um acusado, não há nenhum tipo de prova contundente contra ele. 

Apenas que o aproxime da prática do delito. De acordo com a jornalista da editoria de Segurança da Tribuna da Bahia, Leidiane Brandão, é necessária atenção para não acusar uma pessoa de algo que a Justiça ainda não a acusou. “Sempre me policio no uso dessas duas palavras. Qualquer erro pode até dar processo”, afirmou.

Já um acusado é o eixo central da esfera de provas contra a pessoa citada. Resume-se num réu em processo pré-crime, ou seja, a pessoa que cometeu o delito ainda não foi a julgamento, mas já é apontada como autor do delito. 

O acusado pode ser denunciado pelas autoridades ou pela própria vítima, desvendado durante investigações policias ou até mesmo confesso do crime. 

De qualquer forma, a diferença entre ambos os casos são notórias e os erros nos jornais, principalmente impressos, são contínuos.

Um comentário:

Anônimo disse...

Quem mente a reportagem ou governo de Goiás?Há um ano esse estado era mil maravilhas a ponto de reeleger o homem...agora é a redução e parcelamento de salário, sem falar nas promessas que fez pra São Domingos, prometeu um milhão em recapeamento de asfalto quando a prefeita havia solicitado timidamente meio milhão,cheques reforma,pavimentação da GO.110 SURTIU TANTO EFEITO QUE O HOMEM OBTEVE UMA VOTAÇÃO EXPRESSIVA,POVO SOFRIDO É FÁCIL DE ENGANAR, OU O CARA É MESTRE NESSA ARTE?