Banner 1

quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Campos Belos (GO): “ONG da Dinha” é um exemplo de amor aos animais



Por Jefferson Victor,

Criada há cerca de dois anos, a ONG da Dinha, denominada “OPA”, Organização Protetora dos Animais, é um exemplo de amor aos bichos. Por lá já passaram centenas de cachorros abandonados ou maltratados e que viviam perambulando pelas ruas da cidade.

Estivemos hoje naquela localidade conhecendo o projeto e ficamos impressionados com a estrutura e a dedicação da Dinha e do Guilherme para manter todos os animais em instalações adequadas, todos são cuidados com muito carinho pelo casal.

A ONG fica localizada em uma chácara nas proximidades da estação de tratamento de esgoto da Saneago e é aberta à visitação pública, todos podem adotar os animais que estão disponíveis e em perfeita condições de saúde.

A atividade principal da organização, é recolher animais que por algum motivo são descartados pelos seus donos, eles são recolhidos e passam por exames, são medicados e após estarem recuperados, são disponibilizados para terem um novo lar.

Permanecem na ONG em média 40 a 60 cães, os quais consomem cerca de 100 kgs de ração por semana.

Os filhotes são vermifugados e vacinados, tomam três doses de vacina, a um custo médio de R$ 75,00 por animal.

No início, Dinha e Guilherme cuidavam sozinhos de todos animais. Com o passar do tempo foram obrigados a contratar um funcionário, o qual trabalha com carteira assinada e ajuda no manejo da bicharada, isto requer muito trabalho e dedicação de todo o grupo.

As instalações são higienizadas diariamente. No momento em que chegamos, encontramos o Guilherme e a Dinha cuidado dos bichos, verificamos que havia ração e água em abundância, uma demonstração clara da dedicação que têm com esses animais.

Tempos atrás a Dinha sugeriu em seu facebook, que as pessoas  contribuíssem com ração para alimentação dos animais e, segundo ela, muita gente doou e foi muito positivo, já que manter esta estrutura tem um custo elevado e não recebem ajuda de nenhum órgão governamental.

Foram doações temporárias e cessaram com o passar do tempo e hoje quase cem por cento dos custos são mantidos pela Dinha com recursos próprios.

Quem quiser contribuir com a ONG, pode estar doando ração ou medicamentos de rotina, lembrando que não aceitam nenhum tipo de contribuição em dinheiro, só produtos de uso contínuo dos animais.

Todos deveriam reservar um tempinho para conhecer o trabalho da Dinha e do Guilherme, eles são dignos de aplausos, dedicam parte das suas vidas cuidando de animais abandonados, muitas vezes doentes, atropelados e em condições mas adversas.

Cachorro doente é cachorro sem dono, diz o ditado, mas a Dinha está mudando a história desses animais em nosso município, ela diz que faz isto por amor aos bichos, começou com uma quantidade pequena e hoje mantem um número muito elevado o que requer tempo, dedicação, tudo isto a um alto custo financeiro.

Centenas de cães chegaram ali sem nenhuma perspectiva de vida e foram reintegrados ao convívio com novas famílias, visite a ONG, leve sua contribuição e ajude adotando um desses animais.

Parabenizamos a Edna Dinha pela dedicação, lembrando que ela conta com o apoio de alguns voluntários na localização e remoção de animais abandonados.

Dinha, Guilherme e as pessoas que de alguma forma contribuem com a ONG são merecedores do nosso reconhecimento, é de pessoas assim que o mundo precisa, dá orgulho ver que nem tudo está perdido, ainda existem muitos corações bondosos e que fazem a diferença. 


Nenhum comentário: