Vergonha e constrangimento em Novo Jardim (TO)



Por professor Guiomar Alves Nunes (Mazinho), 

Dia 07 de outubro a população de Novo Jardim, sudeste do Tocantins, recebeu a visita do diretor da Agência Tocantinense de Saneamento (ATS). 

Atendendo solicitação de alguns moradores, a autoridade veio com o objetivo de retirar as cisternas de água que se encontravam nas chácaras de Secretários da atual administração municipal.

As referidas cisternas já estavam instaladas e segundo informações, os secretários se apossaram do bem de forma indevida e não tinha quem as retirassem de suas propriedades. 

A população indignada, com to fato, solicitou para algumas pessoas que tomaram a iniciativa de procurar os órgãos responsáveis pela fiscalização na distribuição das cisternas, para tomar as providências. 

Assim, eu, Fábio, Fernando, Alonso (vereador), Barrinha (ex.vice Prefeito) mobilizaram-se com o objetivo de inverter essa situação.

Fruto de parceria entre os governos Federal e Estadual, essas cisternas são destinadas a pessoas sem vínculo algum com água. 

Que não tenha salário fixo, não seja funcionário público, não resida na zona urbana, não tenha água encanada em suas residências e que não tenha rios em suas propriedades.

Não se sabe ao certo qual foi o argumento que dois secretários usaram para fazer parte do perfil desses necessitados e receberam esse material.

A ATS fez as primeiras investigações e descobriu que ocorreu irregularidades, que as cisternas não estavam nos nomes dos secretários e com isso foi determinado a retirada com urgência de suas propriedades. 

As investigações continuaram, já que as denúncias foram a nível federal.

Ainda segundo o Diretor da ATS, as cisternas agora só serão entregues após a realização de outro cadastro e a finalização das investigações.

O cadastramento e distribuição desse material, de acordo com o diretor, foi realizado por uma empresa, mas não compreendemos como essa empresa permitiu que dois secretários fossem contemplados, já que muitos moradores carentes e que pertencem ao perfil solicitado pelo programa não foram. 

Relatos mostram de muitos moradores reforçam o que a perseguição política ronda nossa cidade. Outra explicação não se vê.

A pedido do diretor da ATS, estive com ele na sede da prefeitura e na oportunidade entreguei-lhe uma lista de moradores que não receberam as cisternas. 

O prefeito de Novo Jardim, muito indignado e sem saber dos motivos da visita, solicitou a minha retirada daquela casa do povo. 

Parece brincadeira, mas aquela autoridade se acha o dono do mundo e acredita que a prefeitura é sua propriedade particular. 

Ameaçou chamar a polícia se eu não saísse do local. Mas que o prefeito acabou se esquecendo que na cidade não tem policiamento, já que os militares, por ordem do comandante, foram prestar serviços em outras cidades devido à falta de apoio municipal.

Deste a emancipação do nosso município, a prefeitura sempre contribuiu com a manutenção do prédio onde os profissionais da segurança se instalavam. 

No entanto, o prefeito sem justificativa alguma, deixou cortar a água, energia, o prédio esta caindo aos pedaços e nem satisfação dá à comunidade.

E as irregularidades não param por ai. 

Nesse mesmo dia, o prefeito recebeu a visita do Corpo de Bombeiros, também solicitado por nós, para solicitar providências em relação a utilização do petróleo utilizado de maneira irregular no pátio da prefeitura. 

O único posto que servia o município foi fechado. Isto devido principalmente em virtude da Administração Pública local não comprar o produto ali. 

Paro isso, se adquiria na cidade de vizinha de Porto Alegre, mais de 70 km em em irregulares tambores. 

Acreditamos que teremos uma resposta plausível dos Bombeiros, estamos aguardando.

Alista de problemas aqui são infindáveis. A maioria dos vereadores são participantes do Nepotismo Cruzado, ficam impossibilitados de fiscalizar a gestão municipal, para a qual foram eleitos. 

Mas se eles não o fazem, alguém tem que fazer. 

Não deixaremos nosso município ficar desprovido de cuidados. 

Pelo que podemos ver, o gestor municipal vem coordenando nossa cidade completamente avessa do que prometeu em campanha política. 

Isso é uma pena, mas o povo esta de olho e nós vamos ajudar na fiscalização, já que a Câmara de Vereadores não faz o seu papel.

Estamos com muitas denúncia prontas relacionadas a má gestão e vamos encaminhar aos órgão competentes para que tomem as providências necessárias e consequentemente, punam os responsáveis.