Justiça em Posse (GO): homem furta porco e é condenado a prestar serviço voluntário



Por ter furtado, no período noturno, um porco castrado, pesando aproximadamente 50 quilos, um par de botinas e uma camiseta pertencentes a Francisco Bispo Alves, Cristóvão de Jesus Vieira foi denunciado pelo Ministério Público do Estado de Goiás pela prática de roubo qualificado. 

Em audiência conduzida pelo juiz Hugo Gutemberg Patiño de Oliveira, foi reconhecida a existência do privilégio, vez que levou-se em consideração o valor total do furto, que foi de R$ 300,00, situação esta que autorizou a apresentação de proposta de suspensão condicional do processo, a qual foi aceita pelo acusado.

Cristóvão de Jesus Vieira terá de prestar serviço voluntário pelo período de seis meses por sete horas semanais na Secretaria de Educação Municipal de Posse, vinculada à Secretaria de Transportes. 

Comparecer bimestralmente (entre os dias 10 e 15) ao Cartório do Crime para informar e justificar suas atividades, assinando o respectivo Livro de Controle de Ponto. 

Recolher-se em sua residência até as 23 horas e permanecendo até as 6 horas do dia seguinte, sendo que poderá permanecer no seu bar, que funciona em sua casa, trabalhando pelo horário em que estiver funcionando. 

Por fim, está proibido de frequentar bares, botecos, com exceção do seu bar, casas de prostituição ou locais semelhantes, todos sob pena de revogação do benefício concedido. 

Texto:Lílian de França/Fotos:Wagner Soares – Centro de Comunicação Social do TJGO