domingo, 11 de outubro de 2015

Escolinha do Giba: uma fábrica de sonhos


Ex-aluno Gabriel está no Atlético Goianiense

Ex-aluno Hugo está no Goiás

Bom dia, Dinomar. Meu nome é Morgana Tavares, tenho 22 anos, sou advogada, natural de Campos Belos/Go. 

Primeiramente, peço licença ao seu blog para divulgar o trabalho que um primo vem fazendo no município de Campos Belos. 

O nome dele é Cleibson Gomes Silva, mais conhecido como Giba, irmão de Cássio e sobrinho “dos Biras” do Renascença. 

Ele tem 33 anos de idade, e aos 15 saiu de casa em busca de um sonho, que por sinal, era o mesmo sonho da maioria dos meninos de nosso município, ser jogador de futebol. 

Giba já passou por muitas dificuldades nessa carreira, principalmente, por sempre ter sido sozinho. 

Abandonou os estudos, faltava-lhe apoio. Todavia, mesmo diante de tudo isso, já chegou a jogar em times como o Vila Nova, Anapolina, Palmas, dentre outros. 

Giba também, já foi escolhido por duas vezes o melhor jogador do Tocantins, sendo em 2006 e 2011. 

Atualmente, ele dedica a vida a uma escolinha de futebol denominada “Escolinha do Giba”, com apoio da Prefeitura Municipal de Campos Belos. 

Contudo, a Prefeitura ajuda no que pode e ainda lhe falta melhores condições a oferecer aos seus alunos. 

Giba trabalha com crianças e adolescentes de faixa etária entre 10 a 17 anos, e nesse tempo de 2 anos de escolinha, já chegou a obter 30 alunos.

Mas hoje, são 21, tendo 3 deles parado de estudar, pois manter-se estudando é um dos requisitos principais para continuar no projeto, e já ter revelado 6 atletas a times grandes, onde todos já se encontram alojados e também estudando. 

São eles: Bruno Ferreira pelo Caldas Novas Esporte Clube, hoje treina no “K&J Soccer Agents”, uma empresa de futebol profissional que prepara os atletas para jogarem no exterior, Matheus no Caldas Novas Esporte Clube, Hugo na escolinha do Goiás, Vinícius na escolinha na Agremiação Esportiva Ovel, Gabriel no Atlético Goianiense, Lucas Alexandre no Interporto Futebol Clube. 

Hoje, Giba se dedica a preparar tais alunos como jogadores, principalmente para saírem ao mundo em busca de seus sonhos..

E seu maior objetivo é continuar revelando-os e futuramente, possuir uma categoria semiprofissional em nosso município. 

A sua maior dificuldade é a falta de condições financeiras para oferecer melhores condições de trabalho. 

As viagens realizadas com os atletas em busca de testes são custeadas exclusivamente pelos pais dos alunos. Porém, nem todos possuem as devidas condições. 

E eu acredito que trabalhos voltados para o bem, que contribuam para o sonho do próximo, merecem apoio e divulgação, pois assim como a educação é a arma mais importante para mudar o mundo, a educação aliada ao esporte é um arsenal inteiro.

Aos cidadãos e empresários da região que se interessar em ajudar de alguma forma, seja com patrocínio financeiro ou doações de materiais esportivos, entre em contato no seguinte telefone: 062 – 9673- 9627.

Ex-aluno Matheus está no Caldas Novas