Arraias (TO): Pastor, esposa e filha são brutalmente espancados


Por Gutemberg Pimentel Moreira,

Por volta das 24h, desta segunda 26/10/2015, para terça-feira, passando defronte a um bar onde outrora funcionou um posto de saúde em Arraias na TO/050, próximo à antiga Naturatins, a irmã Ângela, esposa do Pastor Leidivaldo e sua filha sofreram assédio moral por um grupo de sete jovens sob o efeito de bebida alcoólica. 

Contudo, o pastor ali presente, no uso de suas palavras, a fim de pedir-lhes que levassem em consideração, a reserva do devido respeito à sua esposa e filha de menor. 

Esse grupo de sete pessoas levantaram-se do redor de uma das mesas do bar, depois de ouvirem o exigido respeito, foram reacionários a ele e sua família na via pública, bem distante da ambiência da roda dos escarnecedores. 

Pois, o pastor com sua esposa e filha, transitavam a pés pela rodovia, indo para sua residência. 

Cujo grupo de pessoas violentas, partiu pra cima com um esmagador peso de atos de espancamentos. 

Desses ímpios e escarnecedores, veio um por detrás do pastor e lhe desferiu com um golpe de garrafa na cabeça, e, ao cair no chão, recebeu uma seqüência de chutes, ao mesmo tempo em que sua esposa na tentativa de poupar a vida do pastor, evitou que um dos criminosos esmagasse a cabeça do pastor com uma enorme pedra que já estava posta na mão de um deles, que erguendo quis lançar sobre a cabeça do pastor ainda estirado no chão quase desfalecido. 

Diante desse impedimento a um dos criminosos, sua esposa foi vítima de vários chutes pelos demais, quando sua esposa sofreu um desmaio no meio desses espancamentos. 

E, da pequena multidão ali presente, não houve sequer uma pessoa que lhes prestassem socorro e auxílio. Temendo ainda perseguições dos violentadores, os três, pastor, esposa e filha, ajudaram uns aos outros como sobreviventes saíram do local à pé em direção ao hospital de Arraias. 

Onde foi muito bem atendido pelo médico; e no processo do tratamento médico, o profissional fechou um enorme golpe na cabeça do pastor Leidivaldo constando de 11 pontos. 

Depois de serem assistidos pelo médico, foram a pé para sua residência salvos do vale de sombra e de morte. Por conseguinte, em tempo oportuno a polícia militar veio a efetuar em flagrante a prisão de dois dentre os sete, dos quais, havia uma mulher que junto a eles estão foragidos.