sábado, 31 de outubro de 2015

Música do Dia: A Cidade - Chico Science & Nação Zumbi. Uma crítica social






Nação Zumbi (antes conhecida como Chico Science & Nação Zumbi) é uma banda brasileira de rock, nascida no início da década de 1990, no Recife, capital do estado de Pernambuco, a partir da união do Loustal, banda de rock pós-punk, com o bloco de samba-reggae Lamento Negro, e originalmente chamava-se "Chico Science & Nação Zumbi". 

O líder e vocalista da banda, o cantor e compositor Chico Science, fundou, junto com a banda Mundo Livre S/A, o movimento Manguebeat.

Ao lado de bandas como Raimundos e Planet Hemp, foi responsável pela "abertura de portas" para o rock brasileiro dos anos 90, sendo uma das mais influentes bandas brasileiras de todos os tempos. 

No ano de 1991, em Olinda, aconteceu o primeiro show da banda, com o nome provisório de "Loustal & Lamento Negro", numa festa chamada "Black Planet". 

Neste mesmo ano, Chico Science e Fred Zero Quatro (do grupo Mundo Livre S/A) escreveram um Release, que acabou virando um manifesto do movimento Manguebeat, o "Manifesto dos Caranguejos com Cérebro", que tem como símbolo, uma antena parabólica colocada na lama, tornando-se assim um dos principais movimentos e banda dos anos 90 no Brasil, lutando por melhorias sociais na vida da população, não só do Recife e do Estado do Pernambuco, mas como de todo cidadão brasileiro. 

A presença da tecnologia é uma marca do movimento, que engajava-se para a melhor exploração do mangue e alertando a todos que ali encontra-se os Caranguejos com cérebro, sempre antenados.


No dia 2 fevereiro de 1997, Chico Science morreu devido a um acidente de carro quando seguia de Olinda para o Recife. Em seu lugar nos vocais veio Jorge dü Peixe, que já tocava alfaia na banda.

Fonte: Wikipedia

Letra


A Cidade
Nação Zumbi
  
O sol nasce e ilumina as pedras evoluídas
Que cresceram com a força de pedreiros suicidas
Cavaleiros circulam vigiando as pessoas
Não importa se são ruins, nem importa se são boas
E a cidade se apresenta centro das ambições
Para mendigos ou ricos e outras armações
Coletivos, automóveis, motos e metrôs
Trabalhadores, patrões, policiais, camelôs

A cidade não pára, a cidade só cresce
O de cima sobe e o de baixo desce
A cidade não pára, a cidade só cresce
O de cima sobe e o de baixo desce

A cidade se encontra prostituída
Por aqueles que a usaram em busca de saída
Ilusora de pessoas de outros lugares
A cidade e sua fama vai além dos mares
No meio da esperteza internacional
A cidade até que não está tão mal
E a situação sempre mais ou menos
Sempre uns com mais e outros com menos

A cidade não pára, a cidade só cresce
O de cima sobe e o de baixo desce
A cidade não pára, a cidade só cresce
O de cima sobe e o de baixo desce

Eu vou fazer uma embolada, um samba, um maracatu
Tudo bem envenenado, bom pra mim e bom pra tu
Pra a gente sair da lama e enfrentar os urubu

Eu vou fazer uma embolada, um samba, um maracatu
Tudo bem envenenado, bom pra mim e bom pra tu
Pra a gente sair da lama e enfrentar os urubu

Num dia de sol Recife acordou
Com a mesma fedentina do dia anterior

A cidade não pára, a cidade só cresce
O de cima sobe e o de baixo desce
A cidade não pára, a cidade só cresce
O de cima sobe e o de baixo desce

Preocupação só aumenta: Seu Juvenal, 90 anos, continua desaparecido. Família já pensa no pior e pede empenho da polícia



O idoso Juvenal Teixeira de Araújo, de 90 anos, carinhosamente conhecido em Campos Belos, nordeste de Goiás, como "Seu Nozim", continua desaparecido. 

Ele foi visto pela última vez no dia 22 de outubro, uma quinta-feira, há uma semana e dois dias, em um sítio na comunidade "Passa e Fica", no município de Monte Alegre de Goiás, nordeste do estado, às margens da rodovia GO-118. 

O cachorro que acompanhava Seu Juvenal voltou para casa, mas ele não. 

Isso aumentou, e muito, a preocupação de todos os familiares, que pede empenho da polícia na investigação e localização do idoso.   

Já Publicamos:


Campos Belos: "Seu Nozim" está desaparecido. Família e polícia procuram por idoso de 90 anos







Homem é preso suspeito de estuprar idosa em Divinópolis de Goiás



A Polícia Militar (PM) prendeu, na noite desta sexta-feira (30), um homem suspeito de estuprar uma idosa, no setor Serra Azul, em Divinópolis de Goiás, nordeste do estado.

Segundo informações da polícia, o homem teria entrada na casa da idosa e praticado o suposto estupro. 

Populares que passavam pelo local ouviram gritos de socorro e chamaram a polícia.

Ao chegar ao local, a polícia não encontrou o homem, que foi localizado pouco tempo depois, em sua residência.

O suspeito foi preso e está à disposição das autoridades judiciais.

A idosa foi encaminhada com hematomas ao hospital municipal da cidade, e no final da manhã deste sábado (3), ela foi encaminhada para a cidade vizinha de Campos Belos, para que seja feito exame de corpo de delito.

Fonte e texto: Blog Antônio Carlos

Carreta tombam ao passar por ponte no povoado Prata (GO). Comunidade diz que verba para reconstrução foi enviada e nada foi feito





Uma carreta, carregada de areia, tombou ontem (30) bem no momento em que fazia a travessia de uma ponte de madeira, localizada a 50 metros da saída do povoado Prata, no município de Monte Alegre de Goiás, sentido distrito da Vazante. 

De acordo com fontes da cidade, a ponte é maltrapilha, velha, descuidada e seu madeiramento está todo a apodrecido. 

Ainda de acordo com moradores, consta que uma verba para reconstrução da ponte foi enviada ao município de Monte Alegre, mas até hoje nada foi feito e a comunidade pena com a desatenção e a falta de honestidade dos gestores públicos. 

Com o acidente, a carreta caiu sobre o riacho, derramando toda a carga de areia. 

Outra moradora também informou que o combustível do veículo derramou no solo e contaminou a área, em um típico caso de crime ambiental. 

Todo mundo está na bronca: comunidade, o dono do caminhão, o meio ambiente. 

Uma pergunta que não quer calar à prefeitura de Monte Alegre de Goiás: 

Se realmente foi mesmo destinada verba específica para a reconstrução da ponte da Prata, onde está a grana?  

E por que não se fez uma nova ponte? 

A comunidade aguarda ansiosamente por essas duas perguntinhas. 






Imagem do Dia: "Divisão de Base" do Verona, em Campos Belos", início dos anos 90

Este blogueiro era o goleiro do "Dream Team"

Por isso digo o quanto o incentivo ao esporte em comunidades, carentes ou não, abre oportunidades, geram expectativas, cria sonhos, e, por óbvio, desvia crianças e adolescentes de caminhos não muito interessantes. 

Falo isso porque foi deste pequeno "Dream Team" que fui parar num programa esportivo de rádio pirata e de lá brotou o sonho do jornalismo. 

O sonho do jornalismo esportivo, copas do mundo, da cobertura de olimpíadas.

Mas nem tudo que planejamos dá certo, e você tem que mudar os planos e adaptá-los à realidade.

Quem já estudou Planejamento Estratégico sabe do que estamos falando.  

Assim como o xadrez, repito, os benefícios das práticas desportivas são muitos, a exemplo do respeito mútuo, da autonomia, da tolerância, do espírito de competição, do sentimento de vitória e de derrota, do conhecer e reconhecer o ponto de vista do outro, do espírito de equipe, do comprometimento, da responsabilidade, do cumprimento do horário, da idealização de sonhos, do planejamento de vida... 

Além disso, sempre falo, competições desportivas atraem os jovens estudantes e os desviam de vícios ou de outras atrações mundanas não saudáveis ao desenvolvimento das crianças e adolescentes. 

Arrocha: Cantor camposbelense Ito Portinari lança novo hit e grava clipe oficial



O cantor camposbelense Ito Portinari lançou, agora em outubro, o Hit "Volto Não". 

Ito Portinari, que carrega no nome a responsabilidade de um grande artista brasileiro, canta o ritmo Arrocha. 

O Arrocha é um gênero musical e dança brasileira originário da Bahia.

Ele veio proveniente da seresta, influenciado pela música brega e o estilo romântico, com modificações que o tornaram, segundo seus adeptos, mais sensuais e eufóricos com influencias do axé e do forró. 

O arrocha pode ser romântico (brega) ou agitado (forró), podendo ser dançado junto com pares (forró e brega) ou sozinho (axé). 

O estilo musical nasceu na cidade de Candeias em 2001. Não é necessário ser tocado por uma banda completa.

Normalmente são usados um teclado arranjador, um saxofone e uma guitarra.

Músico cantor e produtor musical, Ito Portinari, 25 anos, é natural de Campos Belos, nordeste de Goiás. 

Começou no mundo da música aos 15 anos de idade, como músico da banda "Impactus".

Desde então passou por diversas bandas tradicionais, principalemente em Minas Gerais, como a banda Calistones, Banda Shamanta, Banda Unidade 2, de Brasília; Banda Forrozão Mega Nigth, dentre outras.

Assista ao videoclipe de Ito Portinari

Passageiro senta no avião ao lado de estranho que se parece exatamente como ele


Um homem teve uma surpresa ao pegar um avião: ele se sentou ao lado de um estranho que parecia exatamente como ele.

Ambos ficaram encantados com a situação e fizeram um selfie para registrar o momento. A imagem se tornou viral ao ser compartilhada na internet nesta sexta-feira (30) e muitos internautas também ficaram abismados com as semelhanças.  

Ao fundo da foto, até os outros passageiros do voo se divertiram com o inusitado encontro. 

Fonte: O Popular

Futebol regional amador: Azuis é bicampeão do campeonato de Aurora (TO)



Os campeonatos regionais de futebol amador são tão interessantes e apaixonantes quanto as competições nacionais. 

E por isso atraem e mexem sobremaneira com as comunidades envolvidas. 

Nesta semana, o município de Aurora do Tocantins conheceu o mais novo bicampeão da cidade. 

A equipe dos Azuis, que representa a comunidade que possui o menor rio do Mundo, sagrou-se como a grande vencedora da competição, numa partida emocionante e vitoriosa sobre o Vila Baiana. 

A partida envolveu velhos conhecidos do futebol regional: Sharlys, Roberto, Noedson e Tallyson.

"Estamos nos preparando para um grande jogo do encontro de família no dia 10 de janeiros, com um equipe vinda de Paratinga (BA). Vai ser um jogão histórico, afirma," Noedson. 

A competição comemorou os 52 anos da cidade de Aurora do Tocantins. 

Defesa Civil de Posse (GO) alerta sobre os cuidados com o período das chuvas


A Coordenadoria Municipal de Defesa Civil de Posse, nordeste de Goiás, alerta para a importância de cuidados durante a ocasião de chuvas. 

O coordenador municipal de Defesa Civil, Ivan Carlos Brasileiro, reforça que considerando o período de chuvas intensas, todos os cuidados precisam ser tomados. 

Segundo ele, há uma equipe que realiza as vistorias e verifica as residências, sendo importante as pessoas colaborarem com os cuidados.

Antes das Chuvas:

Acompanhamento dos boletins meteorológicos pelos órgãos de imprensa; manter limpos os ralos, esgotos, bueiros e valas; realizar a limpeza dos telhados, calhas e verificar a existência de buracos; não jogar lixo ou entulho em lotes baldios, bueiros, quintais, nos córregos e na rua; 

reforçar muros e paredes que tenham perigo de cair; verificar as instalações elétricas, desligar e desconectar os aparelhos eletrônicos quando houver chuvas fortes acompanhadas de raios; colocar em lugar alto os móveis e outros pertences, caso a moradia esteja localizada em área de risco ou em locais sujeitos a alagamentos; 

saber onde existe um lugar seguro em caso de emergência; nunca deixar as crianças sozinhas.

Durante as Chuvas:

Evite sair, aguardar a intensidade diminuir ou a chuva acabar, manter-se atento aos níveis da água, procurar um lugar seguro ao sinal de qualquer aumento; manter as portas e janelas da casa fechadas para evitar a entrada de ventos fortes e animais peçonhentos; 

não deixar as crianças brincarem na chuva ou em enxurradas, pois há riscos de doenças e acidentes; não se proteger em baixo de árvores, elas podem cair e atrair raios; em caso de ser levado pelas águas, procurar agarrar-se em algo que flutue; 

não arriscar-se atravessar a pé ou com veiculo nas áreas alagadas; se a casa estiver em risco de alagamento ou desabamento, chamar imediatamente o Corpo de Bombeiros 193 e a Defesa Civil (62) 96667354.  

Novo Alegre (TO): Colégio João de Abreu realiza jogos internos e atrai os jovens



Os estudantes do Colégio Dr. João D' Abreu, em Novo Alegre, sudeste do Tocantins, realizou nos dias 29 e 30 de outubro os jogos estudantis internos da instituição. 

O evento contou com a parceria do Grêmio Estudantil do Colégio e obteve uma participação muito boa da comunidade local e das cidades vizinhas de Taguatinga, Lavandeira e Combinado.

Assim como o xadrez, os benefícios das práticas desportivas são muitos, a exemplo do respeito mútuo, da autonomia, da tolerância, do espírito de competição, do sentimento de vitória e de derrota, do conhecer e reconhecer o ponto de vista do outro, do espírito de equipe, do comprometimento, da responsabilidade, do cumprimento do horário...

Além disso, competições desportivas atraem os jovens estudantes e os desviam de vícios ou de outras atrações mundanas não saudáveis ao desenvolvimento das crianças e adolescentes. 

Estão de parabéns os educadores do Colégio Dr. João D' Abreu.




Já Publicamos: 


Exemplo de inciativa: Escola Pública de Combinado (TO) recebe torneio de xadrez


Posse (GO): PRF apreende em Goiás 35 kg de maconha que vinham para Alagoas



A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 35kg de maconha no bagageiro de um ônibus que fazia o trajeto entre Goiânia (GO) e Maceió (AL) na madrugada desta sexta-feira (30/10). 

A revista foi feita na BR-020, em Alvorada do Norte (GO).

Durante a busca no veículo, foram encontrados 40 tabletes da droga em um saco de lixo no interior de uma mala, com a ajuda de um cão farejador da PRF. 

A proprietária da bagagem, uma mulher de 29 anos, assumiu que comprava o entorpecente em Goiânia (GO) e que recebia R$ 3 mil para transportá-lo até Maceió (AL).

Ela foi presa e conduzida à delegacia de Posse (GO).

Fonte: Tribunal Hoje 

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

De Nova Roma (GO) para o G1 Nacional: 'Ele está feliz lá', diz irmã de homem que vive em buraco há 25 anos


Por inúmeras vezes, a dona de casa Raimunda Tereza Calado, de 37 anos, tentou tirar o irmão, Antônio Francisco Calado, de 57, do buraco onde ele vive desde 1990, em uma pequena propriedade rural de Nova Roma, no norte de Goiás. 

Mas todas elas foram em vão. A conclusão a que a mulher chegou é que é "impossível" fazê-lo sair e que é mais fácil tentar criar uma infraestrutura no local para que o homem viva melhor.

Veja a íntegra da matéria no G1 Nacional 

Já Publicamos :

Justiça realiza inspeção em buraco onde homem vive há 25 anos, em Nova Roma (GO)

Política: deputado Jean Wyllys e o bate boca com João Rodrigues



Por Jean Wyllys, jornalista e deputado federal

Há pouco, no plenário da Câmara, a Deputada Federal Jô Moraes me chamou para mostrar o boletim da Comissão de Relações Exteriores, da qual fazemos parte. 

Estávamos alí, analisando a publicação, quando o deputado João Rodrigues (PSD-SC) chegou bem próximo de mim e me abordou [pra quem ainda não sabe quem ele é, eu informo que é aquele cujas falas em favor da morte de "bandidos", chamando-a de "faxina", eu critiquei em postagens anteriores; e também aquele que foi flagrado, em plena sessão, assistindo a um filme pornô].

O breve "diálogo" que se seguiu foi mais ou menos o seguinte:

João Rodrigues: Você me conhece? Você sabe quem eu sou?

Eu: Nunca lhe cumprimentei nem me apresentei pessoalmente, mas, sim, sei quem você é.

João Rodrigues: Então, você tome cuidado com o que você fala a meu respeito. Você postou, colocando a minha foto, que "bandido bom é bandido de gravata e com gabinete". Você não me conhece...[Ele achava que eu me intimidaria. Perdeu o chão quando olhei em seus olhos e reiterei tudo que eu escrevi sobre sua fala de tons fascistas e acrescentei:]

Eu: ...E, por fim, alguém precisava relativizar sua fala; afinal, você foi denunciado pelo Ministério Público por aquilo que o órgão considera crime.

João Rodrigues: Mas, o processo contra mim que você citou foi arquivado...

Eu: Ora, se o processo contra você foi arquivado, é porque você teve amplo direito a defesa. Então, os outros que você chama de "bandidos" também devem ter direito a defesa, em vez de serem mortos sem a chance de se defender, não?

João Rodrigues: Bandido safado, nojento, merece morrer mesmo.

Eu: Ah, é? Então por que você não sobe à tribuna e diz isso em relação ao Eduardo Cunha? Afinal, pra Procuradoria Geral da República, ele cometeu os crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e evasão ilegal de divisas, logo, é um bandido...

João Rodrigues: Mas ele só está denunciado...

Eu: Mas por qual julgamento passaram os "bandidos" ao quais você se refere para já sentenciá-los à pena de morte? Vamos, se bandido bom não é bandido com gravata, então por que você não sobe à tribuna e diz, em relação a Cunha, o que você disse sobre os bandidos pobres?

João Rodrigues: E por que você defende Lula?

Eu: Em primeiro lugar, eu não defendo Lula. Ele não precisa de minha defesa. Em segundo, ainda não há nenhuma denúncia formal contra Lula. Em terceiro, quem está negando o direito à defesa e defendendo pena de morte no vácuo da legalidade é você; não eu!

João Rodrigues [chegando bem mais perto de mim, de modo que eu quase sentia sua respiração e seu perfume]: 

Eu defendo a pena de morte mesmo! Você fica aí, defendendo essa raça... Você não sabe com quem você foi comprar briga! [referindo-se a si mesmo]

Eu [olhando no olho dele e para baixo, já que ele é bem menor que eu]: "Essa raça" é também parte do povo brasileiro e está sob o mesmo estado de direito...

Quem é você para decidir quem vive ou morre? Deus? E se você está me ameaçando, devo lhe dizer que não temo sua ameaça. [aproximando-me bem dele e olhando diretamente em seus olhos] Os tempos mudaram, meu caro. 

Os "coronéis" já não podem mais intimidar as pessoas ou ameaça-las impunemente.João Rodrigues [se esforçando para ser irônico]: 

Não, eu não estou lhe ameaçando. Eu não ajo desse forma. Eu não cheguei aqui pelo BBB, aquela putaria, eu tenho muitos mandatos.

Eu: Bom, eu estou em meu segundo mandato e fui eleito com quase 145 mil votos, mas se você quer crer que foi o BBB que me trouxe aqui, fique à vontade... Ao menos não cheguei pela força da grana.

João Rodrigues: Bom, agora você já me conhece. Já sabe quem eu sou. E já está avisado de que mexeu com a pessoa errada.

Eu: Prazer. Agora você já sabe que eu não temo o que me parece uma ameaça.
Despedimo-nos. 

Ele seguiu. Eu permaneci ali para concluir minha conversa com Jô Morais.

O clima estava tão tenso entre os que conseguiam nos ouvir que dava para cortar o ar com uma faca [toda a conversa se deu como numa cena de um thriller político]E, aí, amados e amadas, vocês acham que eu devo temer algo mais que as já manjadas difamações, injúrias e calúnias feitas na internet?__

*Durante a produção do texto acima, em que contava a vocês a cena surreal em que fui abordado pelo deputado João Rodrigues, ele subiu à Tribuna da Câmara para novamente me atacar e intimidar. 

Não intimidou!!!! Sou acostumado a falar o que penso, porque a verdade é libertadora. A resposta que dei a ele está no vídeo.

Posted by Jean Wyllys on Quarta, 28 de outubro de 2015

Arraias (TO): Reviravolta no caso do pastor agredido a garrafadas. Religioso estaria bebendo no bar



Por Carlos Alencar, 

O caso dramático do Pastor Leidivaldo Pereira de Oliveira, espancado, supostamente sem nenhuma explicação por sete jovens na madrugada de segunda para terça-feira (26), agora toma outro rumo.

De acordo com as informações repassadas por parte de Lília Reinaldo, proprietária do Bar que fica às margens da TO-050, de frente onde aconteceu toda a confusão, a história é diferente da contada pelo pastor. 

Cumprindo com o papel de dar o direito de resposta, o site A1 News entrevistou Lília Reinaldo para saber a sua versão sobre o acontecido. 

Ela informa que não tem a intenção de defender quem quer que seja, mesmo porque acha que os rapazes estão de fato errados.

Mas ao ler a matéria publicada pelo pelo pastor Gutembergue Pimentel nas redes sociais e amplamente divulgada por outros veículos de comunicação, sentiu-se na obrigação de contar o fato conforme realmente aconteceu. 

A história seria completamente diferente do que foi dito anteriormente.

De acordo com a dona do estabelecimento, a história já começa sendo contada de forma equivocada, isso porque, segundo ela, o pastor Leidivaldo esteve no bar, acompanhado de um segundo rapaz, por duas vezes na noite de segunda-feira (26), entre 19h30 e 21h. 

"Isso contesta a versão principal de que ele, o pastor, estava apenas passando em frente ao bar".

Ainda segundo a mulher, o pastor entrou e saiu, mas depois, por volta das 22h30 e 23h30, entrou e permaneceu dentro do bar. 

Em seguida perguntou o preço das cervejas e optou por consumir ali mesmo, no bar, um litrão da bebida. 

Mas antes que a bebida acabasse, chegou uma moça à mesa em que ele estava, sentou-se e conversou com o pastor, juntamente com outro rapaz que o acompanhava.

"Suponho que ela tenha vindo em nome da esposa dele que estava do lado de fora do bar, acompanhada da filha”, afirma Lília.

Ainda segundo a dona do bar, em seguida o pastor foi ao balcão, pagou sua despesa e pediu uma segunda cerveja. 

"Agora em lata para ir embora, suponho que nesse momento, ao sair do ambiente, ele tenha ouvido os rapazes assoviarem a sua esposa e a enteada e assim iniciou a briga. Contudo meu esposo e um colega nosso separou e achávamos que tínhamos resolvido tudo”.

Ainda de acordo com a dona do bar, essa foi a primeira parte da confusão. 

"Mas quando pensamos que estava tudo resolvido, o pastor não se deu por satisfeito, pegou um bloco e veio para cima dos rapazes. Nesse momento sim, os rapazes revidaram e um deles pegou metade de um bloco e suponho tenha acertado o pastor”.

Sobre as informações de que eram sete pessoas a espancar o pastor, Lilia Reinaldo afirma categoricamente que eram apenas três rapazes. 

"Os demais estavam no meio, mas na tentativa de acabar com a confusão e foram eles que não deixaram que o pastor apanhasse mais, e não como ele disse ao afirmar que se livrou dos agressores e fugiu”, afirma.

A respeito de fazer ou não alguma coisa para alertar a Polícia Militar, Lilia Reinaldo afirma que tentou ligar para a PM. 

“Eu jamais deixaria que uma coisa dessas acontecesse sem eu tentar ajudar e foi isso que aconteceu, mas o telefone só dava ocupado, e diante de tanto nervosismo desisti de ligar”.

A dona do bar diz também que se surpreendeu quando viu as notícias contadas da forma que foram e que se tratava de um pastor, pois de acordo com ela, além do pastor estar consumindo bebida alcoólica, sua esposa e a enteada estavam com vestes comuns, roupas curtas e em nenhum momento se pareciam com pessoas evangélicas. 

"Obviamente isso não justifica o ato de forma alguma, e não quero fazê-lo aqui, mas a verdade tem que ser dita, e ela não foi como falada anteriormente”.

Sobre o espancamento cometido pelos rapazes em relação a esposa do pastor, Lilia Reinaldo diz que em nenhum momento viu os rapazes a agredindo. 

"Posso estar errada, mas não vi eles tocarem nela. Ela desmaiou mesmo, mas creio que por causa do nervosismo ao ver o esposo apanhando. Mas eu não os vi tocar nela”.

Com texto adaptado do A1 Notícias

Leia mais sobre o caso 


Arraias (TO): Pastor, esposa e filha são brutalmente espancados


Taguatinga (TO): polícia prende acusados de assassinar jovem em beira de rio



A Polícia Civil de Taguatinga, sudeste do Tocantins, prendeu dois homens acusados de matar a golpes de faca um jovem, no último domingo (25), em um bar à beira do rio Conceição, que banha o município. 

A prisão dos irmãos Clauderson Pereira dos Santos e Clecio Ronilson dos Santos foi feita nesta quinta-feira (29), por volta das 17h. 

De acordo com a Polícia Civil, os dois são acusados de ter praticado homicídio contra Warlison Souza de Jesus.

A equipe de investigação e diligência da Polícia Civil foi comandada pelo Delegado Wanderson Queiroz, que usou da cautela nas diligências e convenceu os familiares e o advogado de que a melhor saída para o caso seria a apresentação espontânea deles.

Com a apresentação, foi cumprida a prisão temporária dos acusados, que foi decretada judicialmente na quarta-feira. 

Após exames de corpo delito, os irmãos foram recolhidos à carceragem da Cadeia Pública de Taguatinga (TO).

Com informações e fotos do AMT Lazer

Leia mais sobre o caso


Homem é morto em Taguatinga (TO), após briga generalizada em bar, à beira rio

Diário do Poder: Demissão de general que criticou políticos provoca crise militar




Gerou um ambiente de insatisfação a determinação do ministro Aldo Rebelo (Defesa) para que o comandante do Exército, general Eduardo Villas Boas, demitisse o general Antonio Hamilton Martins Mourão do comando Militar do Sul , além de transferi-lo para a Secretaria de Economia e Finanças do Exército, em Brasília.  

Fontes militares informam que pode haver desdobramentos do episódio na manhã desta sexta-feira (30).

A demissão é uma punição pelas declarações do general a oficiais da reserva, fazendo duras críticas à classe política e convocando os presentes para "o despertar de uma luta patriótica". 

Para o lugar de Mourão irá o general Edson Leal Pujol, que estava na Secretaria de Economia e Finanças do Exército.

Com o novo cargo, eminentemente burocrático, o general Mourão perde a prerrogativa de falar para tropa. A decisão foi tomada depois de reunião do alto comando do Exército em Brasília, nesta semana. 

O senador Aloysio Nunes (PSDB-SP), presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional questionou o ministro da Defesa sobre a fala do general, que teria dito que "ainda tínhamos muitos inimigos internos, mas que eles se enganavam achando que os militares estavam desprevenidos" e que teria feito uma provocação, incitando os militares ao dizer: "eles que venham!".

Em claro desafio ao governo, como informou a coluna de Cláudio Humberto, do Diário do Poder, o Comando Militar do Sul fez uma homenagem póstuma ao coronel Brilhante Ustra, primeiro militar a ser oficialmente considerado um torturador.

Esta postura do general Mourão acrescenta um ingrediente à crise política que o governo Dilma já vive. 

O Planalto havia deixado este assunto a cargo da Defesa porque não quer trazer mais esta questão para dentro do palácio.

Fonte e texto: Diário do Poder

Leia mais:

General critica políticos em palestra e pede 'despertar para a luta patriótica'

Assista ao vídeo que iniciou o imbróglio

Repercutiu no G1 Goiás: Juiz visita buraco onde homem vive há 25 anos para decidir sobre ação



De dentro do buraco que ele mesmo cavou e onde vive há 25 anos, Antônio Francisco Calado, 57, teve um dia diferente na última terça-feira (27). Acostumado a ficar sempre sozinho, ele recebeu a visita do juiz Everton Pereira Santos. 

O magistrado foi até a "casa", construída em uma pequena e inóspita propriedade rural de Nova Roma, no norte de Goiás, para inspecionar a situação e se posicionar a respeito de dois processos de pensão por morte dos pais e um de interdição judicial envolvendo o homem.

Leia a íntegra da matéria no G1 Goiás 

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Polícia de Formosa prende quarto homem acusado de matar criança e ferir outra durante tiroteio


Na tarde desta quinta-feira (29), a Polícia Civil de Formosa, no Entorno do Distrito Federal, prendeu o quarto e último acusado de participar de um tiroteio pelas ruas da cidade e vitimar duas crianças

Uma menina de 8 anos morreu na hora e o irmão dela, de 11 anos ficou gravemente ferido, na última terça-feira.  

Ele é menor de idade e foi identificado como D.R.G.S, 17 anos. 

O "menino" possui diversas passagens por atos infracionais de homicídios, tentados e consumados, e na data de hoje foi expedido um mandado de busca e apreensão por ato infracional cometido por ele em maio de 2015. 

Segundo os investigadores, antes do dia 27 de outubro, ele já havia sido intimado a comparecer no Grupo Especial e Investigação de Homicídios (GIH), de Formosa, para prestar suas declarações acerca de outro fato, sendo apreendido assim que chegou à delegacia. 

Segundo a polícia, após o cumprimento da ordem, D.R.G.S foi encaminhado ao CASE local e lá ficará por, pelo menos quarenta e cinco dias. 

Nesse período, diz a polícia, será feita uma representação pela sua internação também no caso do tiroteio.

"Agora sim Formosa pode respirar mais tranquila, sabendo no entanto, que nunca mais será a mesma depois daquela tarde do dia 27 de outubro de 2015", comentou um policial.

Justiça realiza inspeção em buraco onde homem vive há 25 anos, em Nova Roma (GO)




Conhecido como "homem buraco", Antônio Francisco Calado, 57, vive há 25 anos dentro de um buraco na cidade de Nova Roma, a 583 km de Goiânia, na região Nordeste do Estado.

A história despertou o interesse do juiz Everton Pereira Santos, que decidiu fazer uma inspeção judicial no local, para constatar sua incapacidade e condições de vida.

De acordo com a irmã de Antônio, ele sai do buraco todos os dias bem cedo e só retorna no fim da tarde.

 Quando foi localizado, ele estava com panos que usa como roupa e carregando objetos como facão, faca, punhal, isqueiro e um artefato para acender fogo. O "homem buraco" recebeu o magistrado enquanto fazia comida.

"Não vou oferecer, vocês não vão querer porque eu não lavo a panela tem uns 10 anos", revelou. O alimento foi dividido com uma raposa que ele pegou no mato e que lhe faz companhia. “Tem também esse aí, o Barão”, disse, apontando para o cachorro. Os animais são os únicos companheiros dele.

Durante a conversa, foi questionado sobre a mãe, que morreu em 2012, ele respondeu: “Ela não foi embora, de vez em quando falo com ela, todos dias”, disse, confuso. “O trovão e o raio também dizem o que eu devo fazer”, acrescentou.

Antônio ainda disse que não sente medo do buraco desabar porque tem plástico e madeira que protegem o local.

Dentro da "casa", um oratório com pequenas imagens que ele afirmou serem seus irmãos, um lugar para guardar ferramentas, uma espécie de antesala com rede e uma base de madeira com panos velhos por cima, que lhe servia de cama. No alto da caverna, há um furo por onde ele consegue ver as estrelas quando está deitado.

No fim, o morador agradeceu a visita, disse que não sabia o que estava acontecendo e que era feliz.

 Ao ser questionado se precisaria de algo, foi enfático. “Sou feliz aqui. Não preciso de nada. Sou feliz com os animais. Eu durmo com eles, me falam as coisas que eu preciso fazer”, completou.

A população de Nova Roma não entendem o porquê de ele ter essa vida, dúvida não foi respondida por ele, nem pela irmã, única pessoa que cuida dele.

Antônio aparenta ser um homem calmo e tranquilo. Segundo a irmã, Raimunda Teresa Calado, ele não toma banho, não faz a barba e muito menos corta as unhas. “Já tentamos dar banho nele, mas ele não quer. Diz que os animais não tomam banho e ele também não”, contou.

Ela disse ainda que a água que ele toma é de um rio que passa no fundo da fazenda. “Ele não aceita nada que a gente dá para ele. E também não come carne, só salame”.

Saúde

O laudo médico anexado aos autos atestou que Antônio tem esquizofrenia paranoide, uma perturbação mental grave caracterizada pela perda de contato com a realidade (psicose), alucinações e delírios (crenças falsas).

No caso de Antônio, percebe-se que existe uma lógica perfeita dentro do delírio, só que ela não corresponde à realidade.
“Periciado tem déficit cognitivo e desorientação mental com alienação mental sendo incapaz para a vida independente e para o labor”, constatou a avaliação do médico perito.

 O laudo pericial foi realizado uma semana antes da data da audiência e na porta do fórum. “Tive que buscá-lo e prometer que o levaria de volta. Ele não saia de lá há mais de ano”, frisou Raimunda, irmã dele. “A vida dele é isso aqui. Ele não aceita nada e diz que não precisa de nada. Sabemos que é doente e que precisa se tratar”, destacou a irmã.

Justiça

No dia seguinte da visita, o juiz Everton Pereira, além de instruir e julgar a ação de interdição de Antônio, sentenciou os processos de pensão por morte dos pais dele, por ele ter sido considerado incapaz.

“O autor se isolou no meio da mata, abdicando de cuidados higiênicos, morando num buraco por ele construído, criando animais e com alimentação precária. A inspeção judicial reforçou a incapacidade já atestada no laudo médico pericial”, destacou o juiz.

Com isso, Antônio receberá a pensão do pai e da mãe. No entendimento do juiz, “é possível a cumulação de pensões por morte em decorrência do falecimento de ambos os genitores do filho menor ou maior e inválido”.

Fonte: TJGO
Texto: Arianne Lopes 
Fotos: Aline Caetano, Centro de Comunicação Social do TJGO





Veja mais fotografias 

Arte nas ruas de Arraias (TO). Cidade recebe espetáculos, música e oficinas culturais a partir de sábado (31)


Entres 31 de outubro e 29 de novembro, a cidade Arraias (TO) receberá o projeto "Arte nas ruas de Arraias".

O evento foi contemplado no edital do Prêmio Funarte de Artes na rua (Circo, dança e teatro), de iniciativa da Palmas Ativa. 

O projeto prevê a realização de três espetáculos de teatro de rua e três oficinas de teatro, sempre nos finais de semana: O espetáculo o que é o amor? e a oficina Teatro de rua e animação de boneco com o grupo Os Tawera, do ativista cultural, bonequeiro e ator Wertemberg Nunes. 

As peças Dois idiotas sentados cada qual no seu barril e Pedra Canga e as oficinas: Preparação do ator para a comédia e Corpo, mente e grupo, da Companhia Spatium Arte e Cultura, do ator e diretor Nival Correia. 

Serão realizadas também intervenções circenses com o artista Carlos Neri, que protagonizará incursões em diversos espaços públicos para divulgar a programação do projeto. 

Ao todo, a comunidade do município terá acesso a seis atividades artísticas

Além da circulação dos espetáculos de Palmas, está previsto o registro da memória dos grupos participantes, que pode ser conferido no blog Artenas ruas de arraias.

Nas vésperas e nos dias dos espetáculos, o artista circense Carlos Neri fará intervenções em escolas, feiras, praças e no campus da UFT de Arraias para divulgar as atividades do projeto. 

Todas as atividades oferecidas à comunidade serão gratuitas.

As oficinas serão ministradas no Museu de Arraias e os espetáculos serão apresentados na Praça da Matriz. 

Para sua realização, o projeto conta com o apoio do Grupo Arte e Memória - Projetos Culturais e do Museu Histórico e Cultural de Arraias.

PROGRAMAÇÃO:

- Sábado, 31 de outubro, às 20 horas Espetáculo: Dois idiotas sentados cada qual no seu barril, com Nival Correia e Juliano Gomes Domingo.

- 01 de novembro, das 9h às 12h Oficina: Corpo, mente e grupo, com Nival Correia e Juliano Gomes.

- Sábado,14 de novembro, às 20 horas Espetáculo: O que é o amor?, com o grupo Os Tawera.

- Domingo, 15 de novembro, das 9h às 20h Oficina: Teatro de rua e animação de boneco, com Wertemberg Nunes.

- Sábado, 28 de novembro, às 20 horas Espetáculo: Pedra Canga, com Nival Correia e música ao vivo com J. Bulhões, Ailton Yabeta e Márcio Belo.

Arraias Cultural 

A cidade de Arraias, que receberá o projeto, está localizada a cerca de 400 km de distância da capital do Estado do Tocantins, Palmas, foi fundada na primeira metade do século XVIII e teve um papel representativo na economia mineradora do norte goiano. 

É um município com destaque no panorama cultural do Tocantins, lá estão localizadas as comunidades quilombolas de Lagoa da Pedra e Mimoso Kalunga; 

O Ponto de Cultura Associação Cultural Chapada dos Negros, que tem como atividade principal a capoeira junto à comunidade de Arraias; 

Sítios arqueológicos; o entrudo de carnaval; a paçoca de carne seca arraiana; o Museu Histórico e Cultural que retrata em imagens a história do processo de formação da cidade e do estado; 

um significativo patrimônio arquitetônico que compõem o inspirador cenário da cidade, pronto para ser explorado e o grupo de teatro Solarys, que raramente tem acesso à formação, mas que continua a ocupar a cena local com suas atividades artísticas.

Grupo Arte e Memória – Projetos Culturais
Doralice Loureiro da Mota – produtora cultural
Eliane Castro de Souza - socióloga
Gerardo Pereira Ramos - historiador

Luciano Pereira da Silva – fotógrafo e historiador

Fonte: Blog Arte nas Ruas de Arraias

Urgente: mulher com 13 filhos será retirada de terra onde mora há 50 anos em Barra do Ouro (TO) e causa revolta. Grileiros de terras fazem pressão




Morando na terra há mais de meio século, agora, por força de uma decisão judicial, a mulher será obrigada a deixar o casebre de palha, ‘herdado’ dos pais, no município de Barra do Ouro, no norte do Tocantins, na divisa com o Maranhão.  

O mandado de reintegração de posse foi expedido no último dia 24 pelo Juiz Luatom Bezerra Adelino de Lima, da Comarca de Goiatins (TO), também no norte do estado. 

De acordo com a defesa, Raimunda é mãe de 11 filhos biológicos e dois adotivos. E vive na Gleba do Tauá desde 1952, quando os pais e avós ocuparam a terra de propriedade da União. 

A camponesa é a líder de um grupo de 12 famílias da região, ameaçadas de despejo.

O Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Federal no Estado do Tocantins SINTSEP-TO, em nota, disse que o caso ficou ‘adormecido’ por 20 anos e neste ‘interim’ os grileiros agiram com completa impunidade e que muitas famílias estão ilhadas pelo plantio de soja. 

Sobre dona Raimunda, diz que ela é a líder da resistência dos ocupantes tradicionais de terras públicas no Matopiba, que resistem ao poder dos grileiros.

O Matopiba é atualmente a menina dos olhos da ministra da Agricultura e senadora, Kátia Abreu.

A lavradora, segundo relato da advogada de defesa, Lorrany Lourenço Neves, sobrevive da agricultura de subsistência: plantio de milho, arroz, feijão, mandioca e banana. Além da extração do buriti e criação de animais.

Uma reportagem do jornal O Estadão, de 2013, mostrou que Raimunda vive numa casa sem energia elétrica, nem água encanada e rodeada por plantações de soja.

O despejo de dona Raimunda pode acontecer a qualquer momento, a partir desta quinta-feira, 29. E a defesa corre contra o tempo para tentar revogar, em instância superior, a decisão do Juiz da Comarca de Goiatins.

Para justificar a decisão, o juiz argumentou que não tem admitido produção de prova exclusivamente testemunhal para a prova de áreas rurais. 

Fonte: Araguaina1

Cavalcante (GO): Servidoras que tiveram salário reduzido vão receber diferença


Desembargador Zacarias Neves Coelho
O município de Cavalcante deverá restabelecer a integralidade dos vencimentos de servidoras da Secretaria de Educação, no cargo de auxiliares de ensino.

Em abril deste ano, os salários caíram quase 50%, reduzidos de R$ 1.438,33 para R$ 796,28, por força de ato administrativo. A decisão monocrática, em sede de liminar, é do desembargador Zacarias Neves Coelho.

Em primeiro grau, o mandado de segurança impetrado por um grupo de funcionárias públicas foi indeferido na comarca local.

O juiz singular acolheu a defesa da prefeitura, entendendo que, se concedesse o pedido das autoras, esgotaria o objeto da ação antes do julgamento do mérito – o que é proibido por lei, em se tratando de Fazenda Pública.

Entretanto, para o desembargador, a hipótese de esgotamento do mérito não se configurou no caso.

O magistrado elucidou que a liminar pretendida não possui natureza satisfativa, porque, pelo mérito, a pretensão é a nulidade do ato que reduziu os salários e a medida emergencial seria, apenas, a volta dos valores dos vencimentos, dado o caráter alimentar da verba. Ele também frisou que as remunerações “foram abruptamente e sem qualquer fundamento legal reduzidas por ordem da autoridade impetrada”.

Zacarias Neves Coêlho também elucidou que “a pretensão alçada em natureza urgente, além de não possuir o caráter da irreversibilidade, não se consubstancia em reclassificação ou equiparação de servidores públicos ou, ainda, concessão de aumento ou extensão de vantagens ou pagamento”, hipóteses elencadas na Lei nº 12.016/2009.

Veja a decisão

Fonte: TJGO

Vídeo do Dia: "Tudo a Ver" vai a Cavalcante (GO) e mostra a cachoeira de Santa Bárbara



Projeto Criança Capoeira Esporte e Cultura do município de Arraias ganha Prêmio de Culturas Afro-Brasileiras

 As aulas de capoeira do projeto acontecem dentro
das escolas estaduais e em espaços públicos como a feira
O projeto Criança Capoeira Esporte e Cultura do Ponto de Cultura Associação Cultural Chapada dos Negros, de Arraias, foi contemplado pela Fundação Cultural Palmares, com o Prêmio de Culturas Afro-Brasileiras. 

Ao todo, foram selecionados 60 projetos em todo território nacional.

Segundo o responsável pela associação premiada, José Reginaldo Ferreira, conhecido como Mestre Fumaça, o projeto Criança Capoeira Esporte e Cultura, tem como objetivo promover a conscientização, a mobilização, a cultura, a preservação do patrimônio histórico material, imaterial e a integração de criança, jovens, mulheres e comunidade por meio da prática da capoeira.

“O projeto atende mais de 200 crianças por ano, entre estudantes de escolas públicas. As aulas de capoeira acontecem dentro das escolas estaduais e em espaços públicos como a feira. 

Ensinamos não apenas o jogo de capoeira, mas todos os aspectos culturais que a envolvem, sua história, como o maculelê”, afirmou o mestre capoeirista. Além das aulas de capoeira, o projeto promove ainda diversos encontros com capoeiristas de diversas regiões do Brasil, sendo que o próximo acontecerá em Arraias, no dia 20 de novembro, Dia da Consciência Negra.

Mestre Fumaça ressaltou ainda que essa não é a primeira vez que o projeto é premiado nacionalmente. 

“Já recebemos dois prêmios nacionais, o primeiro em 2007, quando fomos premiados pelo Itaú Unicef, depois em 2009, recebemos o prêmio de Igualdade Social promovido pelo Criar Brasil e pela Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial”, disse.

O Prêmio de Culturas Afro-Brasileiras tem o objetivo de reconhecer e premiar iniciativas culturais das comunidades quilombolas, dos povos e das comunidades tradicionais de matriz africana e dos coletivos culturais negros, dando visibilidade às expressões culturais destes grupos, contribuindo para a garantia dos direitos de acesso e promoção às fontes de cultura, de forma a cumprir as diretrizes formuladas pelo Plano Plurianual do Governo Federal e pelo Plano Nacional de Cultura – Meta 6.

Ponto de Cultura Associação Cultural Chapada dos Negros

A Associação Cultural Chapada dos Negros (ACCN) foi criada pelo Mestre Fumaça e tem como orientadora a professora Silvia Adriane, em Arraias, cidade histórica do Estado de Tocantins. 

A partir da constatação da importância de crianças e adolescentes valorizarem sua origem negra e pela história de seu povo, a organização criou o Projeto Criança Capoeira Esporte e Cultura.

Fonte: Secretaria de Comunicação TO