quarta-feira, 29 de julho de 2015

Índios do Tocantins: o palhaço krahô, a dança e a Bíblia


Por Sinvaline Pinheiro,

No cerrado ainda preservado no Estado do Tocantins se escondem os índios krahôs. 

São homens, mulheres e crianças em busca de manter sua tradição, de aumentar a família e mais que tudo viver a principal cultura indigena: a cultura do prazer.

Cheios de sabedoria resistem no tempo contra a civilização que invade a aldeia nos encontros e no dia a dia...

Nesse contexto está o palhaço, o Hotxuá representado por Ismael Aprac Krahô na Aldeia Mangabeira no Estado do Tocantins. 

Nasceu na Aldeia Galheiros , não estudou quando pequeno, aprendeu com os pais e avôs a pescar,caçar, tecer, os rituais e especialmente a arte de ser Palhaço.  

O Palhaço é uma figura importante na comunidade indígena Krahô, pois ele tem a função de alegrar seu povo, principalmente as crianças. O Hotxuá é muito respeitado na sua comunidade e recebe até prêmios.

Sua arte ficou conhecida fora do convívio indígena e se tornou filme, produzido pela Caniban Produções Cinematográficas direção de Letícia Sabatella e Gringo Cardia. 

Com isso Ismael Aprac ganhou fama e faz viagens por todo o Brasil. Segundo ele ir ao Rio,  Salvador, Campo Grande e outras cidades é um grande privilégio, pois conhece mais pessoas para aprender mais.

Ismael Aprac com 60 anos de idade está na escola aprendendo a ler e escrever, está feliz. Ao ser indagado pela vida em família, ele cabisbaixo diz:

- Tá todo mundo bem, nois come, assa peixe,  e agora nois tem o livro do Deus, todo indio tem seu "biblim" ...

Biblim é a Bíblia, a família se tornou evangélica e com isso ele acredita que ajudou muito, tirou a cachaça, o fumo  e outras "coisas ruins" da aldeia.

Com o olhar firme e o pensamento longe, engasga, baixa a cabeça e diz:

Eu posso fazê minha brincadeira, alegá criança, mas num posso dançar...

O Hotxuá tem um ar de que não entende o que se passou, olha os filhos e netos, sabe que precisa preservar sua cultura e também ter o "livro do deus"...

Ainda bem que ele está aprendendo a ler ...

Que Papã o proteja!

Fonte: Encontro das Culturas Tradicionais da Chapadas dos Veadeiros 

Um comentário:

  1. E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará (João 8:32). Dançar nunca foi pecado. Existem várias passagens bíblicas que registram personagens dançando na presença de DEUS. Em Mateus 11:17 que é colaborado por Lucas 7:32, vemos Cristo citando a dança como uma forma de expressar fé em Deus.
    Por favor, esclareçam a esse lindo palhaço que ele pode dançar sim, isso nunca foi, não é, e nunca será pecado.
    Igrejas evangélicas vamos estudar a palavra, exegese bíblica, hermenêutica.... pelo amor de Deus......

    ResponderExcluir

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.