sexta-feira, 24 de julho de 2015

Governador de Goiás prestigia o Encontro de Culturas Tradicionais em Alto Paraíso


Por Narelly Batista,

Na tarde dessa quinta-feira, o governador do estado de Goiás, Marconi Perillo esteve na vila de São Jorge, no município de Alto Paraíso, para inauguração do asfalto do trecho que liga Alto Paraíso à Vila.  

Na ocasião, o chefe do estado visitou a casa de Cultura Cavaleiro de Jorge, a entidade responsável pelo Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros, e afirmou que é preciso garantir que as manifestações culturais e tradicionais sejam preservadas.

Na visita à Cavaleiro de Jorge, Marconi Perillo, conheceu um pouquinho da cultura que nasce em meio às dificuldades das comunidades tradicionais e indígenas do Brasil. 

A cozinheira Tôca, remanescente de quilombo, do Sítio Histórico Kalunga, serviu comidas tradicionais à comitiva e na sequência, Dona Daínda trocou algumas palavras com o governador sobre a dificuldade de morar em Vão de Almas, também território kalunga, em meio às serras da Chapada dos Veadeiros, que recentemente foi notícia na imprensa goiana por denúncias de exploração sexual de menores e de trabalho infantil.

Ao final da atividade, os Fulni-ô juntaram-se a comitiva que celebrava a visita. Entre cantos e danças, Marconi Perillo foi convidado a participar da roda junto ao cacique. 

Com muito entusiasmo participou da roda que para os Fulni-ô é sinal de respeito e de legitimidade de seu cargo mediante seus ancestrais. Marconi declarou sair de lá energizado com a experiência.

Após a dança, Towê, o cacique, presenteou o governador com uma lança de sua etnia, agradeceu a visita e o reconhecimento a sua cultura e modo de vida, mas também solicitou  ajuda a Aldeia Multiétnica, que celebra a união entre os povos e o respeito às causas indígenas, e que este ano não conseguiu todos os recursos necessários para garantir a presença de todos os indígenas e atividades já tradicionais. Nas palavras de Towê, “o Encontro é algo sagrado para nós.”

A declaração de Towê corrobora com o ideal de que entidades não governamentais com ações como a da Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge são extremamente importantes para dar visibilidade e garantir os direitos dos povos indígenas e tradicionais do Brasil.  

Em entrevista, o vice governador do estado, José Elington, que também esteve na Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge falou sobre os casos de denúncia de exploração sexual e do trabalho infantil de crianças kalungas no município de Cavalcante. 

Segundo ele, o governo do Estado deve visitar Cavalcante na primeira semana de agosto para acompanhar o caso. 

Fonte: Portal Encontro das Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.