sábado, 25 de julho de 2015

Esporte polêmico: Vaquejada deveria ser proibida, diz leitora



"Esse tipo de competição tinha que ser proibido aliás tudo que possa maltratar esses e outros animais existe tanto meio de ganhar dinheiro um e trabalhar e trabalhar essa e minha opinião não gosto fico com do sofre muito pra divertir um bando de desocupado."

Cristina Oliveira

2 comentários:

  1. Estava presente durante toda a vaquejada e como o locuto disse vaquejada é único esporte que paga para se exibir sou amiga de um dos donos e parente de outros!!! E não teve nenhum boi ferido com a pata machucada tava tudo sob controle agora vem pessoas falarem pra proibe querida tu tem noção de quanto que eles pagam prs fazer aquilo procure sabe primeiro nada vai ser suspenso ano que vem tem de novo vamos ta la dnv e vai ter tudo que teve nao vai ser voce wue vai enteromper��

    ResponderExcluir
  2. Senhora leitora para senhora falar isso a senhora precisa ir e provar maus tratos pra fazer uma festa de vaquejada tem que ter regras vaquejada regras e pra serem cumpridas, o competidor deve apresentar sua luva, antes de correr, para que seja aprovada e
    identificada por uma equipe especialmente designada pelo promotor do evento e deve ser
    baixa ou, no máximo com 5cm de altura no pitoco (ou toco), sem quina, nem inclinação, não
    sendo permitido o uso de luvas de prego, ralo, parafusos, objetos cortantes ou qualquer
    equipamento que o Fiscal julgue danificar a maçaroca.
    Mesmo a luva previamente vistoriada e aprovada pelo fiscal, pode ser rejeitada
    pelo juiz de prova caso este verifique que o equipamento está causando danos aos animais,
    ocasião em que o competidor terá que substituí-la imediatamente, sob pena de "0".
    Em relação ao boi, sob pena de "0", os cavaleiros não poderão:

    bater;
    tocar sua face;
    apoiar-se em seu lombo;
    O boi é intocável, salvo para evitar a queda do vaqueiro.
    Após a apresentação, os competidores não poderão açoitar os cavalos, voltar o
    seu cavalo na faixa ou escantear. Do mesmo modo, não poderão bater, esporear ou ainda
    puxar as rédeas e os freios de modo a machucar o animal, ficando, a dupla, sujeita a "0".
    poderá tomar medidas de punição, inclusive, para eliminar da
    classificação, da etapa ou dos circuitos que adotem este regulamento, os participantes
    (vaqueiros, juízes, locutores e qualquer outro profissional), que desrespeitarem, com
    ofensas morais, sejam verbais ou físicas, competidor, a comissão do Parque, ou os
    profissionais que tiverem trabalhando para a realização da etapa.
    Parágrafo Único: Para que tais medidas sejam tomadas, será necessária a apresentação de
    representação por escrito, quando o Presidente da ABVAQ nomeara uma comissão
    composta por 3 associados que, analisando as provas e garantindo o direito à ampla defesa,
    decidirá sobre a punição ao competidor transgressor.
    As punições possíveis, enquanto não for criado um código de conduta desportiva,
    serão, a depender da gravidade do fato:
    advertência por escrito;
    perda dos pontos e da classificação na vaquejada;

    Traduzindo vaquejada nao esporte sem lei nao.

    ResponderExcluir

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.