sexta-feira, 31 de julho de 2015

Dica: 16 sites para estudar de graça para concursos públicos


Para os ‘concurseiros’ de plantão, algumas matérias são consideradas ‘arroz com feijão’, são as disciplinas básicas exigidas na maior parte dos concursos.

Existem sites que ajudam os candidatos a se prepararem para as provas de concursos, disponibilizando videoaulas e simulados, para estudar direito administrativo, informática, inglês, matemática e português. Aproveite as dicas e mergulhe nos estudos.

Conheça abaixo os 16 sites que oferecem materiais para estudar de graça para concursos públicos:

Jurisway
A página faz uma seleção com mais de 4 mil videoaulas postadas no YouTube que tratam de Direito Constitucional, Civil, Penal, Administrativo e Previdenciário, entre outros. Também há aulas de língua portuguesa e informática.
Concurso SoluçãoSimulados de Direito Administrativo, Civil, Constitucional, do Trabalho, Penal, Processual Penal e Tributário com questões de concursos públicos para testar os conhecimentos na área, mas sem comentários das provas.
Resultado Concursos
O site reúne videoaulas de Direito Constitucional, Administrativo, do Trabalho, Penal, Processual Penal, Previdenciário e Civil. O conteúdo pode ser localizado por meio de busca.
Guia Concursos
O site disponibiliza de forma gratuita grande quantidade de informações e dicas valiosas para interessados em Concursos Públicos.
Rede de Cursos
Site disponibiliza gratuitamente diversas opção de apostilas para concursos públicos além de dicas super relevantes para ser aprovado.
Informática e Concursos Públicos
O blog disponibiliza uma boa quantidade de simulados com questões que podem cair em concursos públicos. Os temas abordam o sistema Linux, BrOffice, Word, Windows, Excel, PowerPoint, internet e redes, hardware e gerais.
PCI Concursos
O site oferece exercícios de informática de múltipla escolha, mais as respostas corrigidas. O usuário também pode postar comentários em cada uma das questões. Ao terminar o teste, outro pode ser automaticamente gerado para dar continuidade ao teste de conhecimentos.
Fernando Nishimura
O estudante tem a sua disposição uma biblioteca online com 91 documentos no total. Cada um deles reproduz as provas de concursos públicos anteriores – alguns deles vêm com até cem questões. O material pode ser baixado para o computador para estudo.
Questões de Concursos
O nome é autoexplicativo: o site fornece conteúdo das mais variadas matérias que caem em concursos públicos. Há uma considerável quantidade de provas em inglês que caíram em outros exames e gabaritos que acompanham os testes. Para baixar o material gratuito, é preciso fazer um cadastro simples no site.
OK Concursos
São 11 provas com questões de inglês que já caíram em concursos públicos realizados anteriormente. O material pode ser baixado gratuitamente pelo estudante e é uma forma de se preparar para os testes futuros. O site também disponibiliza conteúdo de outras disciplinas, visando concursos de cargos de nível fundamental, médio e superior.
Calcule Mais
A “especialidade” do site são questões de matemática retiradas de concursos públicos, vestibulares e Enem. São mais de 760 videoaulas explicadas com simplicidade e dicas para os estudantes.
Matemática Muito Fácil
Além do conteúdo teórico de matemática, há uma seleção de exercícios propostos e resolvidos. Entre eles, o “desafio” apresenta questões de álgebra e o de “concurso”, questões que já caíram em concursos públicos já realizados. O estudante também pode acompanhar o material com videoaulas disponíveis no site e no canal YouTube ouVideolog.
Julio Battisti
O site não tem uma oferta vasta no aprendizado de matemática, mas traz 23 conceitos que caem com frequência em concursos públicos, afirma o idealizador. Além de explicar cada um deles, traz exercícios resolvidos e comentados.
Só Matemática
Conteúdo sobre matemática financeira pode ser acessado gratuitamente depois de um cadastro como usuário. O estudante conta com a parte conceitual e depois pode praticar o que aprendeu com exercícios propostos. Há ainda questões de vestibulares e provas online para testar os conhecimentos adquiridos.
Só Português
O site aborda estruturas gramaticais (morfologia, sintaxe, fonologia, semântica, estilística), redação, reforma ortográfica e erros mais comuns em português, entre outros assuntos. Há provas online, exercícios resolvidos e questões que caíram em vestibulares. Uma ferramenta interessante é o “conjugador de verbos”, que esclarece as principais dúvidas sobre verbos complicados e suas conjugações.
Colégio Web
Figuras de linguagem, ortografia, preposições de uso obrigatório e agente da passiva são alguns dos temas gramaticais que integram o conteúdo do site, que é bem fácil de consultar. O estudante também pode esclarecer dúvidas sobre a ortografia de palavras que costumam gerar confusões ao serem escritas com “s”, “ss” e “ç”, entre outros.
Gramática Online
O estudante terá facilidade para encontrar seus objetos de estudo (acentuação, concordância verbal e nominal, formação das palavras e pontuação, entre outros assuntos), pois o site é bem organizado visualmente. Há explicações detalhadas para o uso da crase, a partir de exemplos, e análise de texto com questões de vestibulares. Há testes que são acompanhados por comentários que apontam onde se encontram os erros.
UOL Educação
A página do UOL reúne material didático de português. Há, entre outras coisas, explicações sobre as principais dúvidas de gramática, ortografia e pontuação. No nosso site, o estudante encontra também simulados, quizzes e provas online para testar seu conhecimento.
Fonte: Canal do Ensino 
Já Publicamos:

UFC: Bethe tenta intimidar Ronda na encarada do Media Day


Nunca se esperou tanto por um combate entre mulheres no UFC como agora. 

O confronto entre Ronda Rousey e Bethe Correia pelo cinturão feminino peso-galo se tornou uma “lutaça” depois de inúmeras provocações entre as atletas.






Imagem do Dia: você e o açúcar


Televisão: Brasília agora tem praia




Assista à matéria na TV 

Para quem achava que para ser o paraíso Brasília só precisava ter praia, este sábado (4) promete: produtores culturais se juntaram para criar o clima de beira-mar às margens do Lago Paranoá, com direito a barraquinhas diversas – acarajé, tapioca, milho cozinho, biscoito Globo e queijo coalho –, réplicas de igrejas tradicionais, casas coloridas e redário. 

São 6 mil m² de área, preenchidos com 400 toneladas de areia. 

O espaço funciona até 8 de agosto e tem cobrança para a entrada. Às sextas-feiras haverá happy hours com apresentação do DJ A, que toca hip hop e pop, e convidados. O preço é R$ 60, e o valor é revertido em consumação. Os encontros acontecem no Bar da Corona.

As manhãs de sábado são reservadas para quem quer tonificar os músculos por meio do high intensity training (HIT). 

Os participantes ganharão café da manhã com alimentos saudáveis. As atividades acontecerão sempre das 9h às 11h30, por R$ 75. As tardes terão shows com clima de luau. Entre as atrações estão MC Marcinho e Leandro Sapucahy.

Já os domingos serão destinados a aproveitar o espaço: haverá locais para práticas de vôlei, slackline, stand up paddle e futebol. A arena ganhará ainda restaurantes de comida japonesa, árabe, mexicana e natural. 

A entrada é de R$ 50, também revertida para consumação. Também no domingo acontecem atividades esportivas e recreativas para crianças. O espaço Clubinho tem acesso por R$ 90.

A expectativa é que 50 mil pessoas passem pela praia de Brasília no período, aproveitando a falta de chuvas e as temperaturas na casa dos 30°. 

Um dos produtores do evento, Bruno Sartório diz acreditar que a iniciativa fortalece a capital do país como palco de grandes produções.

Fonte: G1




Câmara dos Deputados terá concurso para nível médio. Remuneração inicial de R$ 14.363,84


Aqueles que almejam uma vaga no Legislativo Federal devem ficar atentos ao novo concurso público que sairá em breve para o quadro de pessoal da Câmara dos Deputados, situada em Brasília. 

Segundo o último balanço da casa, divulgado no último dia 21 de julho de 2015, há vacância de nada menos que 159 vagas para o cargo de  Técnico Legislativo, na especialidade de assistente administrativo. 

A remuneração inicial ultrapassa os R$ 13.578,58, pois os novos servidores contarão com o auxílio–alimentação de R$ 784,76. 

O concurso foi autorizado em dezembro do ano passado pela Mesa Diretora e, segundo a assessoria de impressa do órgão, a organização da seleção está sendo analisada junto ao Centro de Formação, Treinamento e Aperfeiçoamento (CEFOR) da Câmara dos Deputados. 

Foi informado também que o legislativo trabalha intensamente para a realização do concurso. No entanto, ainda não há uma previsão exata para lançamento do edital.  

Anteriormente a Câmara havia informado que aguardava a nomeação do novo presidente do órgão, o que aconteceu em fevereiro deste ano, para avançar com a realização do concurso. 

Mesmo com a demora, podemos afirmar que será uma excelente oportunidade!

Prefeito de Posse (GO) enviará à Câmara Municipal projeto sobre jornada dos servidores da saúde



Por Rose Ane Silveira,

O Prefeito municipal de Posse, José Gouveia, garantiu nesta quinta-feira que enviará à Câmara Municipal um Projeto de Lei reestruturando a carreira dos servidores enfermeiros, técnicos e auxiliares regulamentando a jornada de trabalho em 30 horas semanais.

O prefeito deu a informação durante reunião com o corpo de servidores do Hospital Municipal de Posse, encontro no qual também participaram a secretária municipal de Saúde Rosana Tonhá e o secretário de Governo, Hallison Monteiro.

Esta é uma antiga reivindicação da classe.  "Vamos enviar à Câmara Municipal um projeto para garantir a nova carga horária de vocês", afirmou o prefeito que avalia que se aprovado, a nova escala já valerá para o mês de agosto.

Na ocasião, Gouveia foi ovacionado por todos os presentes. Aluzair Mesquita, profissional da área, disse: “Seremos eternamente gratos". 



Dia Itinerante do CRAS de Campos Belos (GO) começa hoje: “Faço a minha parte porque faço parte”



A Secretaria Municipal de Ação Social, Cidadania, Juventude e Trabalho, de Campos Belos (GO), promove, a partir de hoje (31) o Dia Itinerante do CRAS, em quatro setores da cidade.

O objetivo da ação é levar as atividades desenvolvidas no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) para alguns bairros, a fim de promover a descentralização dos serviços, levando informações para o público alvo do Serviço de Proteção e Atendimento a família e Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos.

O público alvo são os moradores destas localidades, para que possam usufruir dos trabalhos desenvolvidos pela secretaria, com a comodidade de não terem que deslocar até o órgão.

Nesta sexta-feira, serão atendidos cidadãos do setor Morada Nova. Os atendimentos ocorrem na quadra poliesportiva.

Amanhã (1/8) será a vez do setor Novo Horizonte, também na quadra poliesportiva.

Na outra sexta-feira (07/08), que receberá o atendimento cidadão serão os moradores do setor Bem Bom, na quadra poliesportiva.

As atividades serão encerradas no dia 08 de agosto, no setor Vila Esperança, Rua 02, setor Tomazinho, via que dá acesso ao lixão de Campos Belos.

O atendimentos será sempre das 14h às 18 h e serão ofertados os seguintes serviços:

- Confecção de carteira do idoso; 

- Cadastramento das famílias no CADUNICO; 

- Orientação geral sobre dúvidas do Programa Bolsa Família; 

- Orientação e requerimento de passe livre; 

- Inscrição de usuários do PAIF – SCFV (Serviço de Proteção e Atendimento a família) e (Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos); 

- Orientação e requerimento de Benefício de Prestação Continuada (BPC) do idoso e deficiente; 
triagem; 

- Dicas e orientação a respeito de higiene bucal e outras atividades.

Fonte: de Secretaria Ação Social de C. Belos

Greve dos professores de Campos Belos vai continuar por tempo indeterminado, decide assembleia



A greve dos professores e monitores da rede municipal de ensino de Campos Belos, nordeste do estado, vai continuar, e por tempo indeterminado.

A decisão foi tomada ontem (30) à tarde em Assembleia da categoria, ocorrida no Sindicato dos Servidores Municipais (SINDIBELO). 

Representantes da CUT (Central Única dos Trabalhadores), de Brasília, também participaram da assembleia. 

"E nesta reunião ficou deliberado por unanimidade que a greve da classe continua, por tempo indeterminado, em razão de que o prefeito não cumpriu com as reivindicações da classe. Professores unidos jamais serão vencidos", escreveu a direção do SINDIBELO na página oficial da entidade na internet. 

A categoria está parada desde o dia 8 de junho, há quase dois meses. 

A greve vai durar, informam, até o prefeito de Campos Belos cumprir as reivindicações e da categoria, dentre elas o pagamento a todos os professores do reajuste do piso nacional da educação, no percentual de 13,1%; a atualização do plano de carreira dos profissionais e o acesso de letra dos professores e monitores. 

Incoerência: enquanto Alto Paraíso (GO) recebe o Brasil para Encontro de Culturas, lixão da cidade queima há uma semana



Uma contradição vergonhosa. 

Enquanto Alto Paraíso de Goiás, no nordeste do estado, recebe o Brasil para o XV Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros, inclusive com a presenças de secretários da República, ambientalistas e artistas nacionais e internacionais,  bem ali, no focinho de todos, o lixão da cidade arde em chamas.

O fogo há uma semana arde e queima, não apenas o lixo produzido na comunidade, mas própria incoerência.

A denúncia é do Instituto Biorregional do Cerrado, uma Organização Não Governamental.  Segundo a entidade, a fumaça vai direto para o Parque e está chegando na terra do IBC. 

"Saímos todos de lá ontem no meio da noite, pois alguns já passavam mal com a poluição do ar", disse um integrante da ONG. 

Não é a primeira vez que denunciamos a falta de compromisso da prefeitura de Alto Paraíso e do governo de Goiás com a questão do lixão da cidade e do próprio descarte dos resíduos sólidos. 

Alto Paraíso, que deveria ser exemplo em conservação ambiental, toma as mesmas ações desprezíveis e irresponsáveis na gestão do lixo comunitário. 






Já publicamos: 

2013: Alto Paraíso negligencia descarte de lixo urbano


Campos Belos: carro abandonado causa transtorno a moradores no Setor Morada Nova. A prefeitura deu as costas



"Nós moradores da Rua 05 setor Morada Nova, Campos Belos-GO estamos enfrentando um problema, há mais 6 meses.

Um morador mudou-se da rua e deixou um carro abandonado, que agora transformou-se numa carcaça.

Diariamente as crianças brincam nesse carro que está enferrujado e cheio de estilhaços de vidro, correndo grande risco de se acidentarem.

Há também uma grande preocupação quanto ao acúmulo de lixo e água presente em seu interior. 

O problema poderia ser resolvido facilmente se o dono do carro fosse localizável, más nenhum morador sabe como encontrá-lo pois ele mudou de cidade e trocou de telefone.

Então procuramos a prefeitura e conversamos com o responsável pela limpeza da cidade e estamos esperando uma solução. 

Como seu Blog faz um importante programa social e tem grande audiência, estamos expondo este pequeno problema, talvez o dono do carro veja a matéria e entre em contato para resolver a situação."




Especialistas advertem: encher o tanque além do click da bomba danifica o veículo e traz riscos para saúde dos ocupantes


Por Jefferson Victor,

O programa Mais Você, comandado por Ana Maria Braga, na Rede Globo, nesta quinta-feira (30), fez um importante alerta sobre a prática de se completar o tanque de combustível até a boca.

Segundo especialistas, o ideal é que se coloque combustível até o click da bomba, ela indica o limite, daí pra frente qualquer quantidade a mais danifica uma peça chamada cânister, cuja função é filtrar os gases que vem do tanque e direciona-los para queima.

Quando o tanque recebe mais combustível do que deveria, o cânister fica encharcado e pode comprometer o funcionamento de outras peças como velas e o catalizador. 

Desta forma o carro perde rendimento e passa a emitir mais gases poluentes.

A dica é sempre pedir ao frentista que respeite o limite indicado pela trava automática da bomba de combustível e completar apenas até o click, nada de arredondamento.

Cânister é uma espécie de filtro com carvão ativado para impedir que os gases evaporados do tanque de combustíveis cheguem à atmosfera, e tem como função devolver os gases para dentro do motor.

Quando o combustível excede o limite estabelecido pelo fabricante, o veículo passa a consumir de forma desordenada, e os três ou quatro litros que se coloca a mais, fazem com que o automóvel faça uma quilometragem inferior ao que faria com o nível normal, além de expor seus ocupantes a inalar  em seu interior, gases tipo benzeno, que são tóxicos e trazem riscos à saúde.

Aliado a tudo isto, quando esta peça recebe combustível em excesso, normalmente fica danificada e os fabricantes recomendam a sua troca imediata, e dependendo do modelo, pode variar de cento e cinquenta a mil reais.

Quanto a questão do troco, os especialistas recomendam que se carregue moedinhas para eventuais frações, desta maneira além de contribuir com o meio ambiente, você economiza combustível e protege a sua saúde e a dos seus familiares.

quinta-feira, 30 de julho de 2015

Alto Paraíso (GO): Praça do Encontro recebe a Feira de Experiências Sustentáveis do Cerrado


Por Ana Ferrareze, 

Neste ano, a Feira de Experiências Sustentáveis do Cerrado do Encontro de Culturas Tradicionais tem uma diferença: o espaço onde está foi revitalizado para continuar na vila. 

A Praça do Encontro é uma contribuição da Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge a São Jorge. Depois da feira, a ideia é construir brinquedos em madeira, como gangorra e escorregador, para as crianças. 

Em volta, os muros grafitados pelos artistas do projeto Goiás em Cores fazem menção ao cerrado e às culturas tradicionais. Eles participam do Encontro desde 2013.

A Feira de Experiências Sustentáveis é patrocinada pelo Sebrae desde 2014. Acontece desde a primeira edição do Encontro, sempre com uma roupagem específica, que namora com o evento: a estrutura não tem nada de industrializado, usa bambu, juta, fibra de bananeira e outros produtos de cerrado. 

“O maior objetivo é mostrar que a cultura tradicional também está no artesanato e que é possível cultivá-la entre diversas gerações como fonte de renda”, explica Agnaldo Araújo, gerente municipal de turismo.

No total, são 16 artesãos expositores, vindos de diversas partes do País, mas principalmente da região do cerrado. 

Alguns indígenas Yawalapiti e Fulni-ô que participaram da IX Aldeia Multiétnica também estão presentes com sua arte. Colares, pulseiras, cocares, cestos e pinturas corporais podem ser encontrados por quem não teve tempo de conhecer a Aldeia.

Dona Ana Maria está com os produtos do doCerrado, de Taboquinha, em Padre Bernardo, Goiás, que vende licores de frutas nativas, farofas de castanhas do cerrado e materiais com papel reciclado. 

“Produzimos os licores há três anos. O de pequi é bom para antes da refeição, para abrir o apetite, ou depois, para a digestão”, explica Ana. É a terceira vez que ela vem à Feira. 

As farofas fizeram tanto sucesso, feitas com baru e caju, por exemplo, que precisará voltar para buscar mais e vender nos próximos dias. “Fazemos com a pimenta de macaco, que traz muitos benefícios à saúde, como ser anti-inflamatória”.

Lucely Moraes Pio também montou uma bancada com cachaças, temperos e hormônios feitos com plantas medicinais. 

Ela faz o trabalho há 30 anos. Aprendeu aos cinco anos de idade, na Comunidade do Cedro, que fica em Mineiros, Goiás. Hoje está representando a Rede Articulação Pacari de Plantas Medicinais do Cerrado.

Arte com bambus

O trabalho foi intenso antes do Encontro de Culturas começar, a fim de deixar tudo pronto para a Feira de Experiências Sustentáveis. 

A paisagem da Praça do Encontro está enquadrada por estruturas em bambu, um exímio trabalho feito a muitos braços por dias. Ilamar veio de Brasília para ajudar na montagem pelo terceiro ano consecutivo. Trabalha há sete anos com bambu.

No dia em que conversamos, estava na função de queimar a casca verde para deixá-los lisinhos e amarronzados. 

Cuidadosamente, passava o pano com álcool em cada um e seguia usando o maçarico como se estivesse pintando as peças. “É muito prazeroso vê-los tomando forma, desde a hora da colheita até o momento em que se transformam em estruturas e móveis”, diz.

Além da estética, o processo de queimar serve para espantar a broca, um bicho miudinho que destrói os bambus. Para conservá-los também é preciso protegê-los da umidade e do sol. 

Todo o carregamento veio de Brasília a São Jorge. “Tem toda uma logística”, conta Ilamar. 

E faz uma previsão: o futuro é dos bambus, sustentáveis e fáceis de cultivar, já que ficam prontos para a colheita de 3 a 4 anos.

Fonte: Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros 

Entrevista: "Com Cerrado extinto, água no Brasil secará", afirma especialista


“O Cerrado está extinto e isso leva ao fim dos rios e dos reservatórios de água”, é o título da entrevista com o cientista e pesquisador Altair Sales Barbosa concedida ao jornalista Elder Dias, publicada pelo Jornal Opção e aponta para a origem da crise da água no Brasil.

Uma ilha ambiental em meio à metrópole está no Campus 2 da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC Goiás).

É lá o local onde Altair Sales Barbosa idealizou e realizou uma obra que se tornou ponto turístico da capital: o Memorial do Cerrado, eleito em 2008 o local mais bonito de Goiânia e um dos projetos do Instituto do Trópico Subúmido (ITS), dirigido pelo professor.

Foi lá que Altair, um dos mais profundos conhecedores do bioma Cerrado, recebeu a equipe do Jornal Opção. Como professor e pesquisador, tem graduação em Antropologia pela Universidade Católica do Chile e doutorado em Arqueologia Pré-histórica pelo Museu Nacional de História Natural, em Washington (EUA). Mais do que isso, tem vivência do conhecimento que conduz.

É justamente pela força da ciência que ele dá a notícia que não queria: na prática o Cerrado já está extinto como bioma.

E, como reza o dito popular, notícia ruim não vem sozinha, antes de recuperar o fôlego para absorver o impacto de habitar um ecossistema que já não existe, outra afirmação produz perplexidade: a devastação do Cer­rado vai produzir também o desaparecimento dos reservatórios de água, localizados no Cerrado, o que já vem ocorrendo — a crise de abastecimento em São Paulo foi só o início do problema.

Os sinais dos tempos indicam já o começo do período sombrio: “Enquanto se es­tá na fartura, você é capaz de repartir um copo d’água com o irmão; mas, no dia da penúria, ninguém repartirá”, sentencia o professor.

Leia a íntegra da Entrevista com Altair Sales Barbosa

Roda de Prosa: Encontro do PNUD com representantes da Chapada dos Veadeiros


Em pauta os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável que serão lançados pela ONU em setembro deste ano. Quais resultados conquistados até agora? O que fazer para melhorar? O desenvolver consciente em pauta.

Por Magali Colonetti, 

Um momento transitório está sendo vivido quando se fala nos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM). 

São metas intituladas de 8 Jeitos de mudar o mundo e que nortearam ações nos últimos cinco anos. 

Com a chegada do prazo final definido pela ONU, setembro deste ano, o momento é de analisar tudo que foi feito para acabar com a fome e a miséria, para melhorar a educação básica, promover a igualdade entre sexos e valorização da mulher, reduzir a mortalidade infantil, melhorar a saúde das gestantes, combater a Aids, a Malária e outras doenças, melhorar a qualidade de vida e o respeito ao meio ambiente e todo mundo trabalhando pelo desenvolvimento. 

Ubirajara Augusto, assessor da Secretaria Nacional de Relações Politico-sociais, apresentou os resultados dessas ações no Brasil durante a Roda de Prosa da manhã desta terça-feira no Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros. 

Em slides ele apresentou dados e afirmou que “na questão Brasil estamos bem. Quando se divide por estados e municípios a realidade é outra. Na média também estamos muito bem, mas a média é perversa. A realidade é outra”, informou. Na opinião de Ubirajara a alternativa para mudar essa realidade é municipalizar as ações. 

Assim seria possível saber realmente a situação de cada área, planejar, colocar metas e desenvolver políticas públicas para as mesmas. Na platéia estavam autoridades políticas de Alto Paraíso, entre elas o prefeito de Alto Paraíso, Alan Gonçalves Barbosa. Ele acredita que não basta apenas municipalizar. É preciso dar condições para agir. “Não dá para municipalizar se o governo repassa só 25% da verba para os municípios e governos”, comentou. Seria apenas repassar a responsabilidade. 

O Secretário Municipal do Meio Ambiente Julio Tacaramby analisa que esse processo faz parte da nova meta do governo que é chegar na ponta das questões e isso é muito difícil, principalmente com o sistemas de organização e de esferas administrativas atuais. 

“A proposta de municipalizar é fantástica, agora a gente tem que saber como vai materializar e operacionalizar essa municipalização. Um município precisa não depender de repasse e sim criar programas próprios que sejam financiados e geridos pela própria comunidade”, opinou. O secretário de Saúde, Júnior Romualdo do Rosário, também acompanhou a prosa. 

Ele acredita que a municipalização já está atrasada e afirmou que o pacto federativo já deveria ter acontecido. “Perceberam que o Brasil não e formado por cidades grandes, mas por cidades pequenas. Nos próximos anos vamos viver a municipalização com muita intensidade”, disse. 

A realidade de Alto Paraíso e Chapada dos Veadeiros 

Ao falar de números relacionados ao ODM, Alto Paraíso está muito bem. Chapada dos Veadeiros também, mesmo sem ter um núcleo de trabalho na região. “Nós não temos um grupo específico, mas participamos de outros programas do governo”, contou Barbosa. 

Para situações como essa uma ferramenta importante de apoio é o Portal ODM. Lá é possível saber a realidade de cada região, acompanhar a agenda de compromissos, as metas alcançadas e o planejamento de diversas prefeituras. Rodas de conversas como a realizada hoje no encontro também são importantes. “Eu acho muito interessante essa provocação da discussão. 

E um momento de qualificar nossa participação na comunidade. Estamos vendo a construção da participação da sociedade civil, e quanto mais qualificada for melhor para o município e melhor para a comunidade. Como gestor eu tenho que me empenhar para ajudar”, concluiu. 

Conversas que geram ação são ainda melhor. E é isso que a Chefe do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros Carla Cristina Guaitaneli está propondo. “Já conversei com algumas pessoas para ver como a gente trabalha nesse pós-reunião. Nada mais é do que a integração de diversas forças. Vamos tentar entender o que esta acontecendo para agir depois”, disse. 

É preciso realmente entender o que é preciso

A importância de analisar o que acontece na comunidade existe, pois ações são diferentes para cada situação. “Sabemos que as necessidades de Alto Paraíso e São Jorge são diferentes. 

Assim como em outras localidades. Por exemplo, os indígenas não precisam de cesta básica, eles precisam de terra para plantar seu alimento. Já iniciamos diálogo com os ele, com os quilombolas ainda precisa ser melhorado para entender as demandas de cada comunidade”, explicou Ana Paula Sabino, consultora do programa das Nações Unidas para o desenvolvimento, o PNUD.

Fonte: Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros 

Encontro de Culturas em Alto Paraíso (GO): discussão sobre tradição das bandas de pífano acaba em cortejo na rua



Por Ana Ferrareze, 

Nesta terça-feira, 28 de julho, a Tenda Dona Lió, do XV Encontro de Culturas Tradicionais, recebeu a oficina “Vivências de Banda Pífano”, com o grupo La Pifada e a presença especial do Zabumba de Canudos Velho. 

Quem ministrou a discussão foi Carlos Valverde, professor do Conservatoire Occitan des Musiques et Danses Traditionelles, em Toulouse, na França, e fundador do La Pifada. 

O grupo nasceu na cidade francesa como um projeto para unir as tradições populares do Brasil e da França, tocando canções de ambos os países com pífano e percussões.

O grupo Zabumba de Canudos Velho foi convidado para fazer parte da roda e mostrar sua grande sabedoria com a gaita, como eles chamam o pífano, muito tradicional em Canudos, principalmente na família Anselmo. Raimundo Anselmo contou que começou a tocar caixa com 5 anos. 

Depois de um tempo, passou para a gaita, que é seu pai, Seu Antonio, o Gobira, quem constrói. Ele e seus irmãos fizeram ricas demonstrações de ritmos como samba, lundu, rancheira, xote, baião, ciranda, caboclinho e arrasta pé, esquentando o encontro. 

“É muito importante conservarmos essa tradição da construção dos instrumentos”, diz Carlos.

O professor também lembrou que a formação das bandas de pífano é brasileira. Tem influência dos indígenas, dos africanos e dos europeus. “Toda essa mistura foi parar no Nordeste e criou essa tradição”. 

Ele lembrou também que um bom presente aos músicos de Canudos pode ser a taboca, madeira que antigamente era usada para construir as gaitas, mas que hoje não existe mais na Bahia. 

Por isso, hoje, na construção, eles usam canos PVC, que emitem um som muito semelhante.

Depois da conversa, todos os presentes escolheram um instrumento – gaitas, zabumbas ou caixas – e começaram um ensaio junto aos dois grupos. Assim que afinados saíram em cortejo pelas ruas de São Jorge, botando todo mundo para dançar.

Zabumba de Canudos Velho ensina a fazer gaita com cano PVC




Na segunda-feira, 27 de julho, aconteceu uma oficina de construção de gaita, com patrocínio do Sebrae. 

O pesquisador e documentarista Marcelo Rabelo apresentou Seu Antonio da Silva Anselmo, o Gobira, e seu filho, Guinho, do grupo Zabumba de Canudos Velho, que ensinaram aos presentes como um cano de PVC se transforma em gaita, também conhecida como pífano. 

O instrumento faz parte de uma tradição que está há anos na família Anselmo, de Canudos, na Bahia. Marcelo escreveu o livro Raízes dos Sertões - Memórias de Canudos Velho, com perfis de personalidades da cidade. 

Em 1995, ele fez a viagem pensando em aprender mais sobre a guerra de Canudos e Antonio Conselheiro, mas acabou se encantando pela tradição das gaitas e zabumbas da família Anselmo.

Seu Antonio, por exemplo, é quem faz as caixas, zabumbas e gaitas que soam nas mãos dos músicos de Canudos. 

Antes, as últimas eram feitas com bambu e taboca, mas com a falta de material passaram a usar o PVC, que emite um som similar. “É mais uma prova da sapiência do povo nordestino e brasileiro, que tem muita facilidade de adaptação”, diz Marcelo.

O grupo Zabumba de Canudos Velho é formado por três filhos de Seu Antonio, incluindo Guinho. O pai faz uma participação especial com sanfona. Eles representam a continuidade das tradicionais bandas de pífano do sertão da Bahia. Tocam zabumba de couro, caixa e duas gaitas. 

A diferença entre uma e outra é a ordem: a primeira toca mais alto, enquanto a segunda toca mais baixo, mas a nota é a mesma.


Foi uma espécie de arte-terapia passar as facas com lâminas afiadas para formar e arredondar os furinhos da gaita. 

Seu Antonio e Guinho ajudaram na supervisão e, vez ou outra, davam retoques fundamentais no instrumento. Qualquer raspadinha a mais ou a menos passa pelo crivo dos dois. Problema resolvido bem rápido por uma serra, que logo corta o longo cano, de tamanho proposital para a situação, para começar mais uma vez. 

No fim, a etapa mais difícil: aprender a tocar. Segundo Seu Antônio, é só assoprar e movimentar os dedos.

Fonte: Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros 

This is Obama!: é ou não é cara?



WATCH: What happens when you're the president of the United States, it's raining and you're the only one with an umbrella? - via ABC News Politics
Posted by ABC News on Segunda, 18 de maio de 2015

Deputado quer obrigar brasileiros a informar o CPF para postar em redes sociais


A Câmara dos Deputados debaterá um projeto de lei que pretende acabar com o anonimato na internet brasileira.

De autoria do deputado federal Silvio Costa, do Partido Social Cristão em Pernambuco, o PL 1879/2015 quer alterar o Marco Civil da Internet para incluir a exigência de guarda do nome completo e número CPF dos internautas que quiserem publicar alguma coisa na rede.

Qualquer site que permita a exposição de ideias teria de armazenar essas informações de seus usuários. 

A obrigação seria estipulada pelo acréscimo de um parágrafo ao Marco Civil em que se leria: "O provedor de aplicações de internet previsto no caput, sempre que permitir a postagem de informações públicas por terceiros, na forma de comentários em blogs, postagens em fúruns, atualizações de status em redes sociais ou qualquer outra forma de inserção de informações na internet, deverá manter, adicionalmente, registro de dados desses usuários que contenha, no mínimo, seu nome completo e seu número de Cadastro de Pessoa Física (CPF)."

Para o deputado Silvio Costa, "essa simples exigência irá, por certo, coibir bastante as atitudes daqueles que, covardemente, se escondem atrás do anonimato para disseminarem mensagens criminosas na rede". 

"Além disso", continua ele, "indivíduos que insistirem nesse tipo de conduta serão mais facilmente identificados e devidamente processados."

O projeto está parado na Câmara para análise das comissões de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática e Constituição e Justiça e de Cidadania.

Fonte: Olhar Digital 

Quem é mais animal, e da pior espécie? Caçador americano lamenta ter matado leão símbolo do Zimbábue




O caçador Walter Palmer assumiu, nesta terça-feira, ter matado o leão Cecil, de 13 anos, considerado símbolo do Zimbábue. Segundo da agência de notícias "BBC", em nota, o americano afirmou que não sabia da fama do animal e lamentou tê-lo abatido. 

O morador de Minessota culpou ainda guias locais pelo fato de ter tirado a vida do bicho.

“Eu acreditei na expertise dos meus guias profissionais locais para assegurar uma caça segura. Mais uma vez, eu lamento profundamente que o exercício de uma atividade que eu amo e pratico com responsabilidade e dentro da lei tenha resultado na morte desse leão", disse.

Ainda de acordo com a publicação, Palmer afirmou que ainda não foi chamado por autoridades do Zimbábue ou dos EUA para falar sobre o caso. Ele garantiu ainda que, só depois da caça, soube que o leão morto por ele era Cecil.

A agência britânica confirmou ainda que dois homens do Zimbábue foram acusados criminalmente pela morte do animal. Se condenados, podem ser presos por até 15 anos.

Segundo o jornal "The New York Daily News", o americano é membro do Safari Club International, organização dedicada à conservação da vida selvagem, a educação das pessoas sbore o tema, bem como a proteção dos direitos dos caçadores.


Ainda de acordo com a publicação, há cerca de 5 anos, o morador de Minessota, usou arco e flecha para tirar a vida de uma onça, no mesmo país, em estratégia semelhante à usada para derrubar Cecil.

Em imagens publicadas em blog de caça, é possível ver o caçador posando com outras presas abatidas, como um alce e um carneiro selvagem. Já em uma comunidade no Facebook voltada para discutir a proteção da fauna, Palmer aparece exibindo um leão morto.

Segundo o jornal britânico “The Telegraph”, em 1 de julho, o americano teria pago R$ 175 mil para um homem atrair Cecil para fora do parque ambiental Parque Nacional de Hwange, onde ele vivia, para um local onde sua coleira, equipada com um GPS, não funcionaria.

Segundo o jornal, duas fontes independentes já tinha confirmado a identidade do caçador. Inicialmente, as autoridades acreditaram que um caçador espanhol tivesse matado o animal.

Grupos do Zimbábue estão irritados porque o leão, que foi encontrado sem a cabeça e liderava um bando de três fêmeas e suas crias, era a estrela do parque e gostava do contato humano.

“Ele nunca se incomodou ninguém. Era um dos mais belos animais”, disse o chefe da Força Tarefa de Conservação Zimbabwe, Johnny Rodrigues.

Um porta-voz de Walter Palmer disse que ele acredita que pode ter atirado no leão. “Até onde eu entendo, Walter acredita que ele poderia ter atirado nesse leão que tem sido referido como Cecil”, afirmou.

Fonte: BBC




São Domingos (GO): dois bandidos são presos após furtarem motos, casa e assaltar uma idosa. O menor é mesmo que furtou a Delegacia da cidade, há uma semana


Na manhã desta quinta-feira (30), duas pessoas foram presas pela polícia após furtarem duas motos, uma residência e assaltar uma idosa em São Domingos, no nordeste de Goiás.

Os crimes ocorreram na noite de quarta-feira (29). A polícia militar chegou a perseguir a dupla após os crimes, porém os suspeitos conseguiram fugir.

Na manhã de hoje, a polícia civil e a PM efetuaram a prisão dos criminosos.

Os dois envolvidos foram encaminhados para a Delegacia do município onde um boletim de ocorrência foi registrado. 

Os dois acusados estão à disposição do Poder Judiciário. Um deles é menor de idade e será requerido à internação provisória.

Seguindo a polícia, o menor é o mesmo criminoso que participou do furto à Delegacia de Policia de São Domingos no último dia 21 de julho.

Os suspeitos vão responder por tentativa de roubo e furto qualificado.

Fonte: Blog Antônio Carlos 

Gouveia recebe a presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Posse (GO)


Por Rose Ane Silveira, 

O prefeito municipal de Posse, José Gouveia, recebeu em audiência esta semana a presidente do Sindicato de Trabalhadores Rurais de Posse, Maria Marli dos Santos, juntamente com o secretário municipal de Administração, Armando Ayres.

O objetivo do encontro foi ouvir as reivindicações do Sindicato, um dos maiores da Região Nordeste de Goiás, que representa três mil trabalhadores rurais e verificar de que forma a Prefeitura de Posse pode firmar parcerias com a instituição para ajudar a atender os pleitos da categoria.

Na opinião de Maria Marli este encontro foi extremamente positivo e o prefeito se mostrou receptivo às propostas do Sindicato, que é filiado à Contag e à Cut.

Divinópolis de Goiás:Problemas e soluções são debatidos em conferência de saúde



A 3ª Conferência Municipal de Saúde de Divinópolis de Goiás, realizada no Clube Monjolo, na quinta-feira (9 de julho), reuniu grande número de participantes, entre usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), profissionais da área e autoridades locais, além da presidente das conferências, Fátima Gonçalves Messias Takahashi, e da coordenadora geral da Regional de Saúde Nordeste 1, sediada em Campos Belos, Nádia de Bona Porton.

Com o tema "Saúde pública de qualidade para cuidar bem das pessoas. Direito do povo brasileiro", o evento constou de quatro palestras, contemplando os oito eixos temáticos propostos pelo Ministério da Saúde; oficinas, debates, eleição do Conselho Municipal de Saúde; e, ainda, escolha dos delegados à 8ª Conferência Estadual de Saúde.

O padre Elison Gonçalves dos Santos, de Monte Alegre de Goiás; a mestra em Gerontologia e doutoranda em Saúde Pública, Fátima Takahashi, servidora estadual lotada na Regional Nordeste 1; e Nádia Porton ministraram as palestras, que ainda teve a quarta, transversal às demais, que seria abordada porValdeci Rodrigues do Nascimento.

Segundo Artênio Guimarães Ataídes, secretário de Saúde de Divinópolis, a Conferência debateu e destacou os temas estabelecidos pela Conferência Nacional e alavancou os principais problemas que o município convive na área da saúde, cujas dificuldades serão levadas às etapas estadual e nacional.

"Com base nisso tudo, virá a solução do problema, que se inicia descendente e, depois, ascende para o município. É, portanto, momento de destacar os problemas, como a questão do Rio Galheiros, que abastece Divinópolis, o problema financeiro também, e de buscarmos, assim, em conjunto com a comunidade, a solução para cada um deles", disse Artênio.

Divinópolis conta com duas equipes de Saúde da Família e três extensões dessas equipes; Hospital Municipal, um dos mais bem conceituados da região; seis profissionais médicos, que atuam 24 horas no município; e cirurgião geral.

"Somos o único município da região Nordeste cujo hospital possui Alvará de Licença Sanitária. Quando assumimos, em 2013, ele ainda estava interditado pela Vigilância Sanitária e, depois de 10 meses em reformas e ampliação, nós o colocamos em funcionamento. Hoje, atende número significativo de usuários. Em termos de índice epidemiológico, acaba que realizamos mais que o município polo, Campos Belos", disser Artênio.

Também participaram da Conferência os vereadores Mariano e Dinei Serrano (presidente); o pastor Eli de Souza, os professores Irani Sebastião e Maria de Castro; e o assistente social Isteiner Abreu.

Fonte: Diário do Norte