terça-feira, 30 de junho de 2015

Boechat: Dilma foi precipitada em relação ao delator da UTC




Posted by Ricardo Boechat on Terça, 30 de junho de 2015

Acelerar Previdenciário de Campos Belos (GO) ultrapassa meio milhão de reais




O esforço concentrado e o trabalho conjunto e humanizado de magistrados e servidores durante o Programa Acelerar - Núcleo Previdenciário, do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO), realizado na comarca de Campos Belos, resultaram na concessão de benefícios diversos na seara previdenciária e movimentaram nos dois dias de realização da força-tarefa mais de meio milhão (R$ 500 mil). 

Somente nesta segunda-feira (29), foram efetivadas 72 audiências com 70,83% das sentenças proferidas. O mutirão termina nesta terça-feira (30) e acontece no Tribunal do Júri local.

Ao fazer uma avaliação dos trabalhos desenvolvidos, o juiz Rosemberg Vilela da Fonseca, que responde atualmente por Campos Belos, ressaltou a união dos colegas e servidores da comarca e lembrou que a maioria das pessoas que buscam esse direito é idosa e carente e não pode esperar por tanto tempo para ser atendida em seu pleito. 

A seu ver, o mutirão previdenciário se diferencia nesse aspecto, pela natureza célere e humana. “A maior parte dessas pessoas sobrevive com o salário da aposentadoria (um salário mínimo) que acaba sendo o sustento de toda a família. Esse importante fator reflete também na situação econômica da comunidade, pois esse dinheiro movimenta a farmácia, o mercado, etc.”, pontuou.

A mudança cultural ocorrida nos últimos anos no que se refere a aproximação do Poder Judiciário com a sociedade, característica de programas como o Acelerar Previdenciário, também foi enfatizada pelo magistrado, que acredita na humanização da Justiça. 

“A própria sociedade mudou e exige de nós uma postura diferenciada. Não podemos mais estar presos ao gabinete ou à letra fria da lei, é preciso sentir o que está acontecendo, interagir com a população e ter a consciência de que nossas decisões têm reflexo externo e atingem toda a comunidade em geral. Devemos privilegiar a Justiça e não, o Direito”, acentuou.

Foi com essa visão humana que o juiz Everton Pereira Santos, em atuação no mutirão, concedeu ao estudante Juarez Kennedy Gonçalves da Silva o benefício de pensão pela morte da mãe, Hildete Gonçalves da Silva, que era professora primária na Escola Municipal Boa Vista, no município de Aurora do Tocantins, e morreu em janeiro de 1997, desempenhando essa função. 

Embora não tenha registro de renda recebida pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), foi apresentado nos autos como prova documental o diário escolar de Hildete, contestada pela instituição anteriormente. 



No entanto, o magistrado, ao entender que o documento é idôneo e comprova que a autora era de fato professora primária, condenou o INSS a pagar ao seu filho um salário mínimo mensal, retroativo à data do óbito (8 de janeiro de 1997), uma vez que, na época, ele era menor incapaz, pois só tinha 2 anos de idade, e com data de cessação no dia 9 de janeiro de 2013. 

Também determinou a incidência de correção monetária, conforme tabela da Justiça Federal, a partir do instante em que cada parcela tornou-se devida e juros de 1% ao mês a contar do requerimento administrativo. Os honorários advocatícios no valor de R$ 2 mil também terão de ser pagos pelo INSS.

Juarez, que hoje tem 20 anos, e estava acompanhado da tia Lúcia Gonçalves da Silva, de 46 anos, também professora como sua irmã, comemorou a decisão e disse que pretende usar o dinheiro para ajudar a avó, de 79 anos, que teve um acidente vascular cerebral (AVC) e anda na cadeira de rodas, além de investir nos estudos para dar uma vida digna à família. 

“Me vi órfão muito cedo porque minha mãe se foi quando eu ainda era muito pequeno e meu pai nunca me reconheceu como filho. Fui criado pela minha avó com muita dificuldade e agora, com esse dinheiro, vou poder retribuir um pouco do que ela fez por mim e cursar uma faculdade para ser alguém na vida”, exaltou.

Desaposentação: jurisprudência recente




Um dos casos diferenciados ocorridos no mutirão é o do ex-gerente da Viação Alto Paraíso (incorporada por Real Expresso Ltda.) 

Sebastião Simão da Silva, que conseguiu o direito à aposentadoria por tempo de contribuição integral, com 100% dos salário benefício, calculado na média dos 80% maiores salários de contribuição desde julho de 1994, com aplicação do fator previdenciário, atualizados até 9 de setembro de 2011 (foto no alto). 

Mesmo após ter se aposentado da empresa depois de dedicar 31 anos, 3 meses e 7 dias a essa função, ele continuou desempenhando suas atividades na companhia de 2 de maio 2003 a 6 de agosto de 2010, totalizando 39 anos, 1 mês e 20 dias de tempo de serviço. 

Ao proferir a sentença, o juiz Everton Santos, explicou que o entendimento relativo ao pedido de desaposentação para que o autor pudesse usufruir do benefício integralmente é mais novo, como no caso de Sebastião.

Ele explicou que esse posicionamento atual já tem sido adotado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (cuja jurisprudência é citada na íntegra na sua sentença) e pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ). 

“O benefício de aposentadoria tem a função de substituir o salário, em caráter vitalício, dos segurados que preenchem os requisitos legais para auferi-lo. 

Não se trata de um direito patrimonial qualquer, estamos diante de uma prestação intangível, ou seja, não pode ser objeto de penhora, arresto ou sequestro; venda ou cessão. 





Em suma, é um direito que vem ao encontro dos beneficiários e de sua família. Neste caso, a renúncia tem por objetivo a obtenção futura de benefício mais vantajoso, pois o beneficiário abre mão dos proventos que vinha recebendo, mas não do tempo de contribuição que teve averbado”, esclareceu.

Outra história de êxito ocorrida durante o Núcleo Previdenciário é a do trabalhador rural Cristino Fernandes Cassimiro, de 95 anos, que desde de 2010, após a morte da mulher, tentava obter o direito à pensão da companheira, com quem teve 14 filhos. 

Contudo, teve o pedido negado incialmente pelo INSS, que questionou a prova documental relativa à condição da mulher como trabalhadora rural. 

A sentença foi prolatada pelo juiz Hugo Gutemberg Patiño de Oliveira, que condenou o órgão a pagar um salário mínimo mensal ao requerente pelo benefício de pensão por morte, retroativo à data do indeferimento administrativo, ocorrido em 28 de junho de 2010. 

Em razão dos elementos demonstrados nos autos, o magistrado antecipou os efeitos da tutela e determinou ao INSS que assegure ao trabalhador rural essa garantia no prazo de 60 dias, devido ao caráter alimentar, e sob pena de multa diária caso haja descumprimento do ato judicial. 

Debilitado pela hemodiálise, tratamento a que se submete em razão de um problema grave nos rins, Cristino fala com dificuldade, mas se emociona ao se recordar da mulher. “Sou um homem realizado, que procura superar uma doença difícil. 

Gostaria de poder abrir mão desse dinheiro e ter minha mulher de volta. Mas não posso. Só que agora acredito que existe um pouco de justiça nesse mundo. E sou grato a Deus por isso que me deu a oportunidade de participar desse programa”, sensibilizou-se.

Participaram da força tarefa os juízes Rosemberg Vilela da Fonseca, que responde atualmente por Campos Belos; Thiago Cruvinel Santos, Hugo Gutemberg Patiño de Oliveira e Everton Pereira Santos. 

As audiências realizadas foram relacionadas a situações como aposentadoria rural por idade e por invalidez, urbana por idade, auxílio-doença, salário-maternidade e Lei Orgânica da Assistência Social (Loas). 

Fonte: TJGO
Texto: Myrelle Motta 
Fotos: Wagner Soares/Centro de Comunicação Social do TJGO

Veja mais fotos

Retomadas as obras de pavimentação da G0-447, entre Divinópolis de Goiás e Monte Alegre (GO)


Foram retomadas as obras de pavimentação da GO-447, rodovia que liga a cidade de Divinópolis de Goiás, no nordeste de Goiás, à GO-118, no município de Monte Alegre de Goiás. 

A obra é considerada importantíssima e estratégica para todo o nordeste Goiano, pois vai integrar a região, hoje isolada ao meio por conta da falta de estrutura viária de apenas 60 km de asfaltamento. 

Iniciada em julho passado, a pavimentação representará a integração do Oeste baiano, para onde Goiás escoa grande parte da sua produção de calcário da região, com o nordeste goiano e o sudeste do Tocantins.

Semana passada, o deputado estadual Iso Moreira esteve empenhado e foi pessoalmente conversar com o governador Marconi Perillo (PSDB), com o objetivo de pedir e pressionar para o retorno das obras, paralisadas por falta de recursos. 

O governo liberou a verba e nesta semana as obras foram reiniciadas. 

Iniciada em Divinópolis de Goiás, a GO-447 se desmembra em duas, na altura do povoado do Prata, onde se inicia a  GO-112, com destino a Campos Belos, na divisa de Goiás com o Tocantins. 

Além dos 60,8 quilômetros em toda a extensão do trecho, a obra prevê a pavimentação de mais três quilômetros entre a GO-447 e o povoado do Prata.

A ligação asfáltica da GO-447 com a GO-118, no município de Monte Alegre, tem custo estimado em R$ 69,6 milhões e prazo de dois anos para ser entregue. 

Por enquanto os trabalhos estão concentrados na terraplanagem  e na construção de bueiros e galerias.

As fotografias são de hoje, 30 de junho. 

Fotos: Clezio Oliveira




UEG promove II Semana de Letras, com o tema “Linguagens e Diversidade”




Por Larissa Beltrão, 

A Universidade Estadual de Goiás (UEG) câmpus Campos Belos promoveu, entre os dias 22 e 24 de junho, a II Semana de Letras com o tema “Linguagens e diversidade”. 

Ao longo dos três dias passaram pela instituição professores de diversas instituições, tais como: Universidade Federal do Tocantins (UFT), Universidade Federal de Goiás (UFG), Pontifícia Universidade Católica do Tocantins (PUC/TO),  Instituto Federal do Tocantins (IFTO) e IF Goiano.

O evento buscou promover e oportunizar um espaço de interação entre docentes e discentes dos três cursos da instituição: Letras, Pedagogia e Tecnologia em Agronegócio. 

Pensando na relevância do momento para a cultura local, uma das palestras de abertura, feita pelo professor Ruberval Araújo (UFT/Araguaína), tratou de características bem peculiares, como o tema “O Quilombo hoje!” ele propôs uma série de reflexões sobre a necessidade de valorização da cultura local. 

Na segunda noite, os inscritos puderam escolher entre diversas oficinas e minicursos com assuntos variados, mas todos, cada um em sua especificidade, buscou contribuir para com a educação local.

O desfecho da Semana foi marcado pela realização de Sarau Palavra (en) cantada, no qual alunos, egressos e pessoas da comunidade fizeram apresentações artísticas. 

O ponto culminante foi o remake da obra Gabriela, cravo e canela, de Jorge Amado, cujo roteiro e encenação foram preparados pelos alunos do IV ano de Letras. 

O encerramento ficou por conta da banda Incidetes, que, por sinal, nasceu há alguns anos no próprio câmpus.








Falando em Combinado (TO)...


Então, falando em Combinato (TO), as coisas por lá devem estar muito bem, obrigado. 

Depois que perdi a minha fonte de notícias, nunca mais publicamos nada sobre a cidade, notadamente dos bastidores políticos. 

Bem, como os contribuintes não estão reclamando, tenho que deva estar tudo funcionando direitinho na cidade. 

Escolas públicas, hospitais, serviços públicos, limpeza urbana, publicidade dos atos públicos, concursos públicos, descartes do lixo doméstico...


Jovens dão cano em posto de combustível em Combinado (TO). Para azar, o calote foi filmado





No último dia 14 de junho, por volta das 13h30, três jovens em um gol branco se aproxima da bomba de combustível do Auto Posto Combinado e abastece o veículo, totalizando R$ 100 de combustível.

Segundo o frentista, após efetuar o abastecimento, o condutor pediu um tempo para se deslocar até a residência de uma tia, local onde havia esquecido o cartão de crédito.

Mesmo sem conhecer os clientes, o frentista aceitou a proposta. Só que recebeu um tremendo calote. 

Os três demoraram cerca 5 minutos para sair do posto, pois encontraram dificuldades para ligar o automóvel. Os homens tiveram que empurrar o veículo para funcionar. 

Depois disso, desapareceram.

Até ontem (29), o estabelecimento esperava o retorno dos jovens para o acerto. 

Segundo os funcionários do Auto Posto Combinado, os três jovens são da cidade de Taguatinga-TO.

A boa notícia

Ontem, o proprietário do posto entrou com contato com o site AMT LAzer, que publicou o fato e agradeceu. 

"Boa tarde a todos, agradeço os organizadores e contribuintes do site e pela divulgação no mesmo, quero registrar aqui a nossa inteira gratidão pela cooperação para nos ajudar, quero dizer que no dia 29/06/2015 por volta das 13 : 30 horas compareceu ate o auto posto combinado , hora acima citado 2 ( dois ) jovem em uma caminhonete GM S-10 prata cabine dupla placa de Taguatinga-To. K E V - 7184 ( ano e mod. 2003 ).

Diziam ser um dos jovens que estava no gol branco no dia do abastecimento o mesmo pediu desculpas e se prontificou a pagar o abastecimento e as despesas q agravou , os R$ 100.00 e mais uma taxa de R$ 40,00 custas esta gastas com recuperação de imagem. 

Agradeço os jovens por ter voltado e quitado sua divida, o freentista retirou a queixa na delegacia, agradeço a todos".

Mutirão de Limpeza e Operação Tapa Buracos atuam em vários setores e povoados de Posse (GO)



Por Rose Ane Silveira, 

Ao aproveitar o período da estiagem, a Prefeitura Municipal de Posse, por meio das secretarias de Transportes, Infraestrutura e Obras e Serviços Urbanos está acelerando o mutirão de limpeza e a Operação Tapa Buraco. 

Vários setores da zona urbana, como Santa Luzia, Funcionários e Central já foram atendidos.

As máquinas da prefeitura podem ser vistas em todos os cantos da cidade. 

De acordo com o secretário municipal de Obras e Serviços Urbanos, Francisco Joselito, o "Chefe", a limpeza está sendo feita neste momento nos povoados mais distantes como, por exemplo, no Nova Vista e em Barbosilândia (Branquinhas).

Na cidade, o secretário municipal de Infraestrutura, Idelfonso Pereira acompanhou, ontem as obras de Tapa Buraco das Ruas Ezequias de Abreu, do Setor Guarani e Ramiro Vieira de Melo, no Setor Mãe Bela.

Douglas Santos, do Barcelona, dá exemplo e apoia projetos sociais em Monte Alegre de Goiás



Por Dinomar Miranda, 

O lateral direito do Barcelona, Douglas Santos, natural do Distrito Prata, em Monte Alegre de Goiás, está de férias, após a longa temporada do futebol europeu. 

Neste período, ganhou tudo com a camisa do time catalão, entre os títulos, a Ligas dos Campeões da Europa e o Campeonato Espanhol, junto com os craques Messi e Neymar. 

Assim, bem que merecia umas boas férias... poderia escolher passar uma boa temporada a bordo de iates nas praias do Mediterrâneo, nas ilhas da polinésia francesa, em Dubay ou mesmo em Búzios, no litoral do Rio de Janeiro. 

Mas Douglas escolheu passar as férias junto a sua família, no povoado Prata, no nordeste de Goiás, a região mais pobre do estado de Goiás, e mais, "perambular" pelo município de Monte Alegre em apoio a iniciativas sociais.

Semana passada, Douglas esteve reunido com mais de cem crianças do 'Projeto Bom de Bola", gerido pela Assistência Social da Prefeitura de Monte Alegre (GO). 

Na oportunidade, encontrou-se com a Secretaria de Assistência Social do Município, Neísa Silva; com o coordenador do projeto, Clodoaldo; com pais da garotada, com outras autoridades da cidade e fez a festa junto às encantadas crianças e adolescentes.  

À vontade, Douglas tirou fotos, deu autógrafos, falou ao microfone e o mais importante, esteve presente.   

A ideia é uma só: incentivar, através do seu exemplo vencedor, e mostrar aos jovens talentos (de futebol ou não) o caminho do bem. 

É isso aí, Douglas. Você é o cara! parabéns pela iniciativa e a oportunidade que deu a essas crianças. 









Já Publicamos: 

De volta às origens: Douglas do Barcelona volta à Prata (GO) e organiza torneio de futebol


Natural de Monte Alegre, lateral Douglas se destaca no São Paulo




João Pedro Stédile e Agassiz Almeida acusam Oligarquias



Por Diná Amardor, 

Organizado pelo Memorial das Ligas Camponesas de Sapé, e com apoio de universidades, sindicatos, entidades defensoras dos direitos humanos, realizou-se em Barra de Antas, Sapé, Paraíba, há poucos dias, evento comemorativo pelo transcurso dos 90 anos da líder camponesa Elizabeth Teixeira, viúva de João Pedro Teixeira, assassinado em abril de 1962. 

Vindos das mais variadas regiões do Nordeste, camponeses e líderes sindicais se deslocaram a fim de homenagear Elizabeth Teixeira, símbolo da luta pela reforma agrária no país. Personagens históricos das lutas camponesas estiveram presentes, entre eles, João Stédile, líder nacional do MST, deputado federal Luiz Couto, ex-deputado federal constituinte Agassiz Almeida, deputado Frei Anastácio, Edival Cajá e Anacleto Julião.

As comemorações iniciaram-se com o coral da UFPB cantando, sob a batuta do maestro Geraldo Menucci, o hino das Ligas Camponesas, com letra de Francisco Julião, acompanhado pela Orquestra Santa Cecília, de Sapé.

Antônio Alberto Pereira, um dos coordenadores do evento e professor na UFPB disse: Neste momento, vamos demonstrar a nossa gratidão por todos os que lutaram pela reforma agrária.

Oradores marcados por suas lutas em defesa dos camponeses e dos direitos humanos discursaram. João Stédile disse: A luta pela reforma agrária teve nas ligas camponesas lições de coerência e resistência, tão bem personificadas em João Pedro Teixeira, Pedro Fazendeiro, Francisco Julião, Nego Fuba e Elizabeth Teixeira.

Luiz Couto, usando da palavra, acentuou: Desde o período colonial que o latifúndio fez verdadeiros feudos, através de ocupações de vastas extensões de terra. A nossa luta simbolizada em Elizabeth Teixeira é contra a opressão que esmaga os camponeses do país.

O deputado Frei Anastácio, um vigilante lutador pelos camponeses, ressaltou: Desde os meus anos de mocidade estou incorporado nas lutas dos camponeses. Elizabeth Teixeira, como tantos outros vultos que marcaram a nossa recente história, dentre eles Dom Helder Câmara, Dom José Maria Pires, Gregório Bezerra, Agassiz Almeida, Francisco Julião, João Pedro Teixeira e Pedro Fazendeiro deixaram os seus exemplos de dedicação à causa camponesa, e recentemente este imbatível lutador João Stédile.

Encerrando, discursou o ex-deputado federal constituinte Agassiz Almeida: Companheira Elizabeth Teixeira, em nome dos resistentes e sofridos camponeses, ofereço esta lembrança emoldurada em madeira do Cristo Crucificado. Dele se irradia a luz da verdade para a consciência dos justos e dos homens que labutam nos campos.

Sob esta visão temos abraçado a causa que possibilita aos camponeses o imperativo direito de um pedaço de terra para trabalhar.

Desde o final da década de 1950, como deputado estadual, assumi a causa da luta pela reforma agrária. No trágico 2 de abril de 1952, as garras do latifúndio assassinaram João Pedro Teixeira; no dia seguinte, requeri CPI a fim de apurar os mandantes e executores do traiçoeiro crime. 

O golpe militar de 64 libertou e escancarou o poder aos covardes homicidas do imolado líder pela causa agrária, João Pedro Teixeira.

Neste momento, valente Elizabeth Teixeira, os teus anos se confraternizam com o hoje e o passado e bradam: marchemos para o futuro sem temer quaisquer desafios.

segunda-feira, 29 de junho de 2015

Vara do Trabalho de Formosa-GO cruza os braços



Em apoio ao servidores do Judiciário Federal, de greve em todo o país, os servidores da Vara Federal do Trabalho de Formosa (GO, no Entorno do DF, também cruzaram os baraços. 

A categoria resolveu manter a greve na última sexta-feira. Reunidos em Assembleia-Geral, em frente ao STM, os servidores do Poder Judiciário e do MPU rechaçaram, por unanimidade, a contraproposta de 21,3% em quatro anos feita pelo governo ao Poder Judiciário.

Reafirmaram a luta pela aprovação integral dos PLCs 28 e 41 e aprovaram a continuidade da greve por tempo indeterminado.

Os servidores também aprovaram que Lewandowski não proponha ou aceite o protelamento da votação do PLC 28 prevista para o dia 30 de junho e que haja um trabalho para que os PLCs 28 e 41 sejam os primeiros itens da pauta na sessão do dia 30. 

Também foi aprovado o repúdio à possibilidade de utilizar o bolo orçamentário para reajustar CJs.

Ministério retira usina de São Domingos de leilão de hidrelétricas de setembro



Ministério de Minas e Energia (MME) retirou a usina de São Domingos, em Goiás, da lista de hidrelétricas a serem licitadas em setembro deste ano, que inclui usinas como Ilha Solteirá e Jupiá.

A usina, com potência instalada de 12 MW, integrava o lote A na lista original do leilão, em conjunto com a usina de Rochedo, também em Goiás, com potência de 4 MW. 

Agora o lote A passa a contar exclusivamente com Rochedo.

Os outros lotes permaneceram inalterados. A mudança consta em portaria do MME publicada nesta sexta-feira no Diário Oficial da União.

O leilão vai incluir usinas que não tiveram a concessão renovada conforme regras do governo federal em 2012, como Ilha Solteira e Jupiá, da Cesp. 

Serão licitados seis lotes com usinas de pequeno a grande portes nos Estados de Goiás, Paraná, São Paulo, Santa Catarina e Minas Gerais. 

As concessões devem ser outorgadas pelo prazo de 30 anos.

Características técnicas da Usina: 

Usina: UHE São Domingos
Potência: 14,32 MW
Manancial: Rio São Domingos – Sub-bacia Paranã (21)
Município: São Domingos (GO)
Barragem: Terra com 18 m de altura e 280 m de comprimento.
Vertedouro: Controlado com duas comportas de superfície
Tomada d’água: Avançada
Conduto forçado: Dois condutos de aço de 2 m de diâmetro
Casa de força: Abrigada
Turbina: Duas turbinas Francis de 7,16 MW
Engolamento nominal: 19,0 m³/s cada
Queda bruta: 48,0 m
Área do reservatório: 2,13 km²
Início da operação comercial: Junho de 1990



Escolinha de Futebol: K10 levanta título no estádio Xeco. Evento deste tipo é uma excepcional oportunidade social






O Estádio Xeco, em Campos Belos, recebeu, neste domingo (28), um torneio de futebol de incentivo ao futebol infanto-juvenil. 

O torneio envolveu as crianças da escolinha K10, de Campos Belos; crianças de agremiações de Aurora do Tocantins e também de Teresina de Goiás. 

Após árduas batalhas ao longo do domingo, sagrou-se campeã a equipe do K10, que emplacou também o melhor artilheiro, Frank, com cinco gols, e o goleiro menos vazado, Dorim, que não tomou nenhum gol.

A escolinha K10 é coordenada pelo ex-jogador profissional Kássio e tem apoio da prefeitura de Campos Belos. 

Sempre falo da importância em se apoiar eventos deste tipo. 

Escolinhas de futebol, assim como dos demais esportes, são uma excepcional oportunidade de investimento no futuro. E o mais importante, futuro de pessoas. 

Quando se investe em esporte para crianças, você gera oportunidade e expectativa, integra o jovem à comunidade, melhora a autoestima, repassa valores morais e éticos caros como liderança, trabalho em equipe, disciplina, respeito, cidadania, o "saber perder e ganhar" e muitos outros. 

E o mais bacana, desvia a garotada de vícios dos mais diversos, como alcoolismo, drogas, violência e a ociosidade, da qual pouca gente fala. 

Todos nós temos a obrigação moral de apoiar este tipo de evento, voltado para as crianças e adolescentes.

Talentos que daqui a 20 anos estarão governando a nossa sociedade. 




Formosa (GO) vista de cima: você conhece as nossas belezas naturais?



Formosa é uma das cidades mais pujantes do estado de Goiás. 

Situa-se a 75 quilômetros de Brasília e a 282 Km Goiânia. A população do município hoje é de 108.503 habitantes, de acordo com estimativas de 2013 do IBGE.

Além da sua riqueza agropecuária e berço do agronegócio, a cidade brilha com sua importante riqueza natural.

Há, por exemplo, um grande número de cachoeiras. Dentre elas destaca-se o Salto do Itiquira, localizado a 34 quilômetros do centro da cidade.

É umas das mais altas da América Latina com 168 metros de altura. 

Outro ponto muito conhecido é a Lagoa Feia, com seis quilômetros de comprimento e meio de largura e com profundidade entre 4 e 10 metros.

Ainda tem o Lajedo que forma grandes piscinas naturais, a Gruta das Andorinhas com aproximadamente 250 metros de profundidade, Buraco das Araras com aproximadamente 100 metros de profundidade e o Rio Bandeirinha que forma várias cachoeiras.

Formosa também possui um importante sitio arqueológico, denominado Bisnau.

Foi incluída em 2011, como uma das 100 cidades brasileiras com apelos e atrativos turísticos no Ministério do Turismo por indicação da CNTur- Confederação Nacional do Turismo.

A cidade é reconhecida pelos praticantes de voo a vela como um dos melhores locais do Brasil para se praticar o esporte. 

Voos cross country são possíveis durante quase todo o ano, sendo que de agosto a outubro é a temporada de voos de longa distância, em geral superiores a 500 km.

Que tal uma visitinha? 

Prefeitura de Posse (GO) promove inaugurações e festa no Povoado Nova Vista




Por Rose Ane Silveira, 

Foi inaugurada com uma grande festa na sexta-feira, 26 de junho, a obra de ampliação e reforma do Posto de Saúde da Família do Povoado Nova Vista, promovida pela Prefeitura Municipal de Posse, por meio da Secretaria Municipal de Saúde.

Centenas de pessoas participaram da solenidade que contou com o descerramento da Placa Inaugural e uma visita às instalações do Posto. Além disto, os moradores da região receberam atendimentos médicos como aplicação de vacinas contra hepatite, febre amarela e antitetânica. 

Foi feita a aferição da pressão das pessoas que quiseram, bem como medida a glicemia. 

Participaram da cerimônia os vereadores Abílio de Oliveira e Juarez Mesquita; os secretários municipais de Saúde, Rosana Tonhá; de Governo, Hallison Monteiro; de Assistência Social, Antônio Gilberto; de Educação, Leila Araújo; de Administração Armando Ayres; de Transportes Nilson Barbosa; de Infraestrutura, Idelfonso Pereira; do Meio Ambiente, Rafael Lagreca e de Agricultura, Evandro Neves. 

O secretário municipal de Esporte e Lazer, Fabrício de Souza não pode comparecer porque estava participando da inauguração do campo de futebol de areia do Povoado Nova Vista.

Trazer água potável para o Povoado de Nova Vista, o mais breve possível, por meio de um trabalho da Secretaria Municipal de Agricultura com o apoio do Governo Federal.Esta foi a principal promessa feita pelo prefeito municipal de Posse, José Gouveia, durante a inauguração do Posto de Saúde da Família do Povoado. 

Segundo Gouveia, ele não gosta de fazer promessas, "mas isso eu prometo. Ainda na minha gestão vamos trazer a água para o Nova Vista".
Esportes

Um disputado torneio de futebol society marcou também na última  sexta-feira a inauguração do campo de futebol de areia construído no Povoado de Nova Vista, pela Prefeitura Municipal de Posse, por meio da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer.

Segundo o secretário Fabrício Souza o torneio foi muito disputado, mas somente seis equipes puderam participar. 

Este é o primeiro de 10 campos de areia que a Prefeitura vai construir em toda a cidade, segundo informou o prefeito José Gouveia, que deu o pontapé inicial do torneio.

Deputado José Nelto realiza Audiência Pública em Campos Belos para tratar do Programa Luz Para Todos



Por Evônio Madureira, 

O deputado estadual José Nelto (PMDB) foi o idealizador da Audiência Pública que aconteceu no sábado (27), na Câmara de Vereadores de Campos Belos. 

O assunto principal a ampliação do Programa do Governo Federal “Luz para Todos” em Campos Belos e Região. 

Compareceu na audiência o Deputado Federal Pedro Chaves, representante da CELG, prefeitos ex-prefeitos vereadores, presidentes de sindicatos e associações de produtores rurais de Campos Belos e do Assentamento Marcos Correia Lins. 

O assentamento é um dos maiores do Nordeste de Goiás onde vivem mais de 350 famílias entre os municípios de Divinópolis e São Domingos. 

Declarada aberta a audiência o deputado falou que desde o início de seu mandato vem lutando pela ampliação da rede de emergia na região e já realizou quatro audiências na região para tratar do assunto com as comunidades locais e autoridades do governo federal e estadual em busca de soluções. 

O deputado franqueou a palavra para todos os presentes e o primeiro a falar foi o Vice-Presidente do Sindicato Rural de Campos Belos, senhor Hélio Cruz, que relatou ao deputado as dificuldades que dos pequenos produtores rurais enfrentam por falta da energia elétrica, inviabilizando o desenvolvimento rural da região. 

Hélio Cruz disse que a maioria dos produtores fizeram sua inscrição na Celg  há mais de 10 anos e até hoje esperam pela instalação da rede elétrica. 

Os agricultores também reclamaram a falta de apoio dos governos estadual e federal para priorizar a ampliação e expansão da rede elétrica na região.

 O deputado José Nelto disse que “os governos federal e estadual estão quebrados e não tem dinheiro para executar o programa luz para todos”.

 Segundo José Nelto, uma opção para os agricultores é fazer o financiamento (pronaf) via Banco do Brasil, com juros de 2% ao ano, 02 anos de carência e 06 anos para pagar. 

A Celg vai garantir a devolução de 80% do valor do financiamento ao produtor em um prazo de 90 dias. 

O deputado disse que passou uma semana na região dos kalungas, acompanhado do presidente do programa Luz Para Todos, Aurélio Pavão, e o diretor de distribuição da Celg, Francisco de Assis, para verificar, presencialmente, o que ocorre na região. 

As comunidades quilombolas Kalunga são as mais sofridas por residirem em regiões acidentadas e sem estradas, vivendo praticamente isolados. 

Em entrevista concedida ao repórter da Radio RCM-AM, José Nelto confirmou o anúncio da liberação de 29 milhões de reais por parte do Governo Federal e a contrapartida de 4 milhões de reais da Celg para colocar eletrificação rural e beneficiar centenas de produtores rurais em três municípios da região Kalunga. 

O início para expansão da rede elétrica está previsto para o mês de outubro deste ano.

Jose Nelto prometeu uma nova audiência pública em Campos Belos com a presença do Superintendente do Banco do Brasil para apresentar as linhas de crédito disponíveis e atender os interessados. 

O Mestre de Cerimônia da Assembléia Legislativa do Estado de Goiás, Sidney Araújo Teixeira, o popular PEPEU, também me concedeu uma entrevista na rádio RCB-AM e falou da importância da divulgação das audiências pública levando informações para as pessoas que não puderam participar da audiência.

O Deputado é o atual Presidente da Comissão de Direitos de Defesa do Consumidor na Assembléia Legislativo do Estado de Goiás e vai anunciar a data da nova audiência nos próximos dias.