sexta-feira, 17 de abril de 2015

Escândalo em Cavalcante (GO): Corregedoria de Justiça acompanha apuração de denúncias de abusos sexuais

Representantes da Corregedoria vão a comarca de Cavalcante
acompanhar apuração de denúncias de abusos sexuais
A Corregedoria-Geral da Justiça de Goiás (CGJGO), representada pelo 3º juiz auxiliar Ronnie Paes Sandre, compareceu na comarca de Cavalcante nesta quinta-feira (16), a fim de acompanhar o andamento das investigações relacionadas a denúncias de abusos sexuais de menores ligados a comunidade Kalunga e que foram objeto de recente veiculação pela mídia local e nacional.

Pela manhã, o referido juiz auxiliar da CGJGO se reuniu com os servidores do fórum da comarca de Cavalcante e solicitou o levantamento dos processos envolvendo abusos sexuais contra menores na cidade. 

Os dados obtidos a partir desse levantamento, serão encaminhados à sede da CGJGO para estudo e posterior diagnóstico.

Durante a tarde servidores, advogados e autoridades da comarca tiveram a oportunidade de, individualmente, falarem com o juiz auxiliar a respeito do citado tema, apresentando a ele informações que detinham sobre os últimos acontecimentos noticiados pela imprensa.

O prefeito da cidade de Teresina de Goiás, Josaquim Miranda, esteve na cidade e pediu apoio do Judiciário para pacificar a região. 

Ele pontuou a importância da presença permanente do representante do Judiciário na comarca de Cavalcante, para diminuir a impunidade na região e de combater, de maneira mais efetiva, os delitos de abusos sexuais contra menores.

Em encontro com a promotora Úrsula Catarina Fernandes Siqueira Pinto, o juiz auxiliar recebeu um relatório circunstanciado do trabalho realizado pelo Ministério Público Estadual com relação aos abusos sexuais cometidos contra menores na comarca de Cavalcante.

Por fim, Ronnie Paes Sandre encaminhou ao Secretário de Segurança Pública do Estado de Goiás, Joaquim Mesquita, memorando onde solicitou empenho e agilidade da Polícia Civil nas diligências investigativas vinculadas aos inquéritos de crimes de abuso sexual contra menores ocorridos na comarca.

O magistrado Lucas de Mendonça Lagares, titular da comarca de Formosa, é quem responde, desde o mês de março deste ano pela comarca de Cavalcante. A comarca possui atualmente 2.158 processos em andamento. 

Fonte: Corregedoria Geral da Justiça

2 comentários:

  1. Tem se que ter cautela e muita responsabilidade nestas apurações. Caso escola de base é exemplo a ser lembrado

    ResponderExcluir
  2. Abuso sexual mesmo, fez a Mbac com seus funcionários !!! Fudeu com todos e nenhum mais fala nisso! Até parece q o povo estava torcendo pra Mbac dar o calote

    ResponderExcluir

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.